Esperar com paciência, a chave para se alcançar as promessas

de modo que vocês não se tornem negligentes, mas imitem aqueles que, por meio da fé e da paciência, recebem a herança prometida. Quando Deus fez a sua promessa a Abraão, por não haver ninguém superior por quem jurar, jurou por si mesmo, dizendo: “Esteja certo de que o abençoarei e farei seus descendentes numerosos”. E foi assim que, depois de esperar pacientemente, Abraão alcançou a promessa. Hebreus 6:12-15

Ao lermos Hebreus 6.12-15, uma pessoa desavisada numa leitura apressada pode ser induzida a pensar que as promessas de Deus se cumprem em duas simples etapas:

  1. O ato da promessa em si
  2. O seu real cumprimento

Tão simples quanto proferir o sim sim e o não não que temos aprendido. O primeiro sim quando prometemos e o segundo quando o cumprimos.
Bem, como dissemos acima, uma leitura apressada pode induzir a erros. Ao lermos de forma correta, devemos perceber que há uma outra etapa entre as duas que citamos acima, a etapa da paciência!

O texto nos diz no verso 15: E foi assim que, depois de esperar pacientemente, Abraão alcançou a promessa.

Esta é a etapa mais difícil e é a chave para se alcançar as promessas. Esta etapa, diferente das demais etapas que dependem de Deus, depende unicamente do homem! Depende de mim. Depende de você.

Originalmente, Deus faz a sua promessa a Abraão em Gênesis 12:1-4, aos 75 anos de idade. E a cumpre em Gênesis 21:1-5, aos 100 anos. Um total de 25 anos de espera. E o que Abraão fez nestes 25 anos? Ele esperou pacientemente!

Nestes 25 anos Abraão suportou:

  1. A saída de uma cidade onde ele vivia com certo luxo, para uma vida de peregrino em Canaã, onde o único pedaço de terra que teve em seu nome foi
    para usar como cemitério para sua família
  2. Enfrentou um faraó que queria ficar com sua esposa, uma vez que ele estava com medo de ser morto.
  3. A separação de seu sobrinho Ló, que vai para as terras próximas à Sodoma e Gomorra
  4. Uma guerra em que seu sobrinho é levado refém
  5. Seu encontro abençoado com Melquisedec
  6. O nascimento de Ismael com Hagar, escrava de Sara. Fruto do simples erro de querer ajudar a Deus a cumprir sua promessa!
  7. Seu nome mudado para Abraão e a circuncisão.
  8. A destruição de Sodoma e Gomorra e o total empobrecimento de Ló, seu sobrinho, que foi poupado da destruição a seu pedido.
  9. Enfrentou Abimeleque que queria ficar com sua esposa (mais um), e ele volta a cometer o mesmo erro que cometeu no caso do faraó do Egito, devido ao medo de ser morto.

Daí, nasce-lhe Isaque, que significa “riso”. Cumpre-se a promessa!

25 anos de lutas e de erros também. Nestes 25 anos o Senhor lhe confirmou a promessa mais de uma vez, até o seu cumprimento. Então: O quanto estamos dispostos a suportar pelo Senhor até o cumprimento de suas promessas? O quanto estamos dispostos a sofrer? Abraão se tornou o exemplo maior de nossa fé, mas enquanto aguardava pacientemente ele foi um homem como qualquer um de nós, com acertos e erros, virtudes e falhas. Mesmo assim, apesar do homem, Deus não deixou de cumprir nenhuma de suas promessas e assim Ele é conosco!

Deus é o mesmo ontem, hoje e eternamente! E você, o quanto está disposto a suportar pacientemente até que Ele cumpra sua promessa? 25 anos está bom para você? Não sei o que Ele te prometeu, sei que Ele vai cumprir. Até lá, não sei o quanto você já passou ou ainda vai passar. Talvez eu não entenda o teu sofrimento e a tua dor. É verdade. Mas tenho um conselho a te dar: Segure firme, aguente o tranco, suporte as dificuldades desta vida com paciência e receba a promessa!

pois o Filho de Deus, Jesus Cristo, pregado entre vocês por mim e também por Silvano e Timóteo, não foi “sim” e “não”, mas nele sempre houve “sim”; “pois quantas forem as promessas feitas por Deus, tantas têm em Cristo o “sim”. Por isso, por meio dele, o “Amém” é pronunciado por nós para a glória de Deus. 2 Coríntios 1:19,20

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.