Só pode exercer Autoridade quem está debaixo de Autoridade

O mundo em geral não funciona sem que haja alguém que exerça autoridade. Em todos os lugares que estivermos sejam: escolas, repartições públicas, comércios, empresas, etc. Sempre existirá ali alguém que esteja exercendo o papel de autoridade

Nestes últimos dias a rebeldia impera no mundo, inclusive no meio da igreja. Talvez pelo tempo em que as coisas se manifestam, nós tenhamos a tendência de achar que elas são normais. Todo rebelde é independente e quem vive na independência, está ferindo um princípio de Deus. Precisamos tomar cuidado para não fazermos a obra de Deus permanecendo com um princípio diabólico.

O mundo em geral não funciona sem que haja alguém que exerça autoridade. Em todos os lugares que estivermos sejam: escolas, repartições públicas, comércios, empresas, etc…Sempre existirá ali alguém que esteja exercendo o papel de autoridade.

Atualmente as maiorias das pessoas, desempenham com muita facilidade este papel no meio profissional, mas quando se trata da igreja de Cristo, isto não acontece corretamente porque queremos dar igualdade para todos. Não podemos nos conformar a este mundo, pois a palavra de Deus é fiel e digna de toda a aceitação. Se vivermos uma vida de fé e esperança, devemos ter a disposição de vermos o padrão de Deus totalmente restaurado na vida da igreja.

Só pode exercer autoridade quem está debaixo de autoridade:

 “Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas. De modo que aquele que se opõe à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos condenação. Porque os magistrados não são para temor, quando se faz o bem, e sim quando se faz o mal. Queres tu não temer a autoridade? Faze o bem e terás louvor dela, visto que a autoridade é ministro de Deus para teu bem. Entretanto, se fizeres o mal, teme; porque não é sem motivo que ela traz a espada; pois é ministro de Deus, vingador, para castigar o que pratica o mal. É necessário que lhe estejais sujeitos, não somente por causa do temor da punição, mas também por dever de consciência. Por esse motivo, também pagais tributos, porque são ministros de Deus, atendendo, constantemente, a este serviço. Pagai a todos o que lhes é devido: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem respeito, respeito; a quem honra, honra. A ninguém fiqueis devendo coisa alguma, exceto o amor com que vos ameis uns aos outros; pois quem ama o próximo tem cumprido a lei”. – Romanos 13:1-8

O que é uma autoridade?

É alguém que foi revestido de direitos e poder – pessoa que representa o poder.

Para compreendermos melhor, vamos meditar mais minuciosamente neste texto:

(V-1) “Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas”.

  1. Todo homem esteja sujeito: Isto quer dizer que ninguém pode viver uma vida independente. Estar debaixo de autoridade não é somente para alguns homens, mas é para todos. A palavra de Deus diz: “Todo homem esteja sujeito”. Estar sujeito é estar sob obediência ou dependência.
  2. Autoridades superiores: Uma autoridade superior é alguém que foi estabelecida por Deus para estar acima de mim.
  3. Não há autoridade que não proceda de Deus e as autoridades que existem foram por ele instituídas: Isto significa que Deus é quem está por detrás de toda autoridade estabelecida, pois não existe nenhuma autoridade que não tenha procedido de Deus. Seja ela boa ou má, seja qual for o lugar, foi Deus quem as instituiu. Instituir quer dizer: Nomear – declarar – fundar.

(V-2) “de modo que aquele que se opõe à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos condenação”.

  1. Aquele que se opõe à autoridade: Opor significa: Por diante de – impedir – fazer oposição – resistir – ser contrário – de modo que forme um obstáculo. O diabo é conhecido como opositor, que significa: Adversário ou concorrente. Quem se opõe torna-se concorrente, (alguém que quer se colocar no lugar da autoridade). Como pode o homem concorrer à posição de Cristo?
  2. Resiste a ordenação de Deus: Resistir significa: Oferecer resistência, fazer frente, não ceder ao que Deus instituiu. Precisamos saber que aquilo que Deus instituiu, não pode ser o que eu quero, mas é o que eu preciso. Exemplos: marido e esposa – pais e filhos – discipuladores – juntas e ligamentos de companheirismo. Todos precisamos uns dos outros independente de quem seja a pessoas ou de como ela é (boa ou má).
  3. Os que resistem trarão sobre si mesmo condenação: Atrairão sobre si mesmo pena imposta, (o julgamento que traz condenação). Condenação também significa: Sentença: é o mesmo que estar determinado a ser punido. Estar censurado, estar reprovado.

(V-4) “visto que a autoridade é ministro de Deus para teu bem”.

  1. A autoridade é ministro de Deus para o nosso bem:
    Deus manifesta a sua benção de todas as formas, para que em tudo sejamos formados. Deus também nos abençoa através das autoridades.
    (Romanos 8:28) “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito”.
  2. Benção também não é somente aquilo que nós gostamos, mas é também aquilo que permite que passemos. À vontade de Deus é boa, perfeita e agradável, e nem sempre é aquilo que nós gostaríamos que fosse.

(V-5) “É necessário que lhe estejais sujeitos, não somente por causa do temor da punição, mas também por dever de consciência”.

  1. É necessário que lhes estejais sujeitos: Todos nós necessitamos de uma vida prática de sujeição: obediência – dependência, (por isso existe uma ordem de Deus no V-1: “Todo homem esteja sujeito”).
  2. Não somente por causa do temor da punição, mas também por causa do dever de consciência: Temor de punição: é a condenação do V-2 (pena imposta – julgamento – sentença – punição). A obediência quando não é espontânea torna-se um fardo. A autoridade de Deus não é imposta, mas é reconhecida.
  3. Dever de consciência: A consciência é uma das funções do espírito humano, é a função do discernimento do certo e do errado, ditado pelo Espírito Santo. O raciocínio humano freqüentemente justifica coisas que a consciência espiritual condena e até abomina. A consciência espiritual não depende de opiniões exteriores, se pensamos ou agimos errado, provocamos a ação da consciência.

(AT 24:16) “Por isso, também me esforço por ter sempre consciência pura diante de Deus e dos homens”.

  1. Precisamos como Paulo, nos esforçarmos por termos sempre a nossa consciência pura diante de Deus e dos homens.

(V-6-7) “Por esse motivo, também pagais tributos, porque são ministros de Deus, atendendo, constantemente, a este serviço. Pagai a todos o que lhes é devido: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem respeito, respeito; a quem honra, honra”.

  1. Por esse motivo também pagais tributo: O tributo é determinado pela autoridade constituída, por isso devemos pagar a todos o que lhes é devido. Pagar é: Satisfazer o preço ou valor de: Dívida – encargo, etc).
  2. Motivo: Por motivo de punição e dever de consciência, devemos considerar o que é devido a todos e pagarmos assim como fazemos com os tributos.
  3. O que devemos pagar?
    Tributos – impostos – respeito, (reverência – reconhecimento) – honra, (consideração – estima).
    Filhos: Pagar aos pais honra e obediência.
    Esposas: pagar ao seu marido submissão e espírito manso e quieto.
    Discípulo: Pagar obediência ao seu pastor.

(V-8) “A ninguém fiqueis devendo coisa alguma, exceto o amor com que vos ameis uns aos outros; pois quem ama o próximo tem cumprido a lei”.

  1. Não dever nada, exceto o amor: Nosso amor nunca será satisfatório, quanto mais expressarmos o amor, mais deveremos expressá-lo.

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.