Deus quer falar conosco sobre eternidade

Quando nossos olhos estão abertos, podemos suportar todas as pressões deste mundo, pois, nossos olhos estão naquilo que é eterno.

Portanto, vede diligentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, usando bem cada oportunidade, porquanto os dias são maus. – Efésios 5:15-16

Tantas outras coisas podemos recuperar, como: dinheiro, emprego, amizade, condicionamento físico. Porém, algo que não podemos recuperar, é o tempo, o tempo de um pai com o filho, o tempo do filho com o pai, o tempo do marido com a esposa, da esposa com o marido. O tempo que passou faz parte do passado, e não tem como recuperar ou de voltar atrás.

Por isso, o apóstolo nos dá uma advertência, é uma ordem, remir o tempo. Remir o tempo, implica em:

  1. Administrar bem o tempo
  2. Investir corretamente o tempo
  3. Otimizar o tempo

Escolher onde vou aplicar os minutos, horas, meses, e anos de minha vida é olhar onde vou gastar esse bem, que é irrecuperável. Para eu saber onde vou aplicar o meu tempo bem, eu preciso ter alguns conceitos bem resolvido dentro de mim, que é:

  • Quando é que acaba minha existência?
  • Será que a minha existência termina quando eu morro?
  • Eu sou isto que eu vejo em mim?

Deus quer falar conosco sobre eternidade

Deus quer falar conosco sobre eternidade, quando olhamos por esta ótica, mudamos a perspectiva de nossa vida, e como administraremos o tempo de nossa vida.

Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs na mente do homem a ideia da eternidade, se bem que este não possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até o fim. Eu sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente; nada se lhe pode acrescentar, e nada se lhe pode tirar; e isso Deus faz para que os homens temam diante dele. – Eclesiastes 3:11-14

Nós somos espírito, e o espírito é eterno, nossa existência não se resume ao tempo que temos aqui na terra. A eternidade é para todos, porém, a questão da conversão é que vai determinar onde vou passar a eternidade.

Ora, havia um homem rico que se vestia de púrpura e de linho finíssimo, e todos os dias se regalava esplendidamente. Ao seu portão fora deitado um mendigo, chamado Lázaro, todo coberto de úlceras; o qual desejava alimentar-se com as migalhas que caíam da mesa do rico; e os próprios cães vinham lamber-lhe as úlceras. Veio a morrer o mendigo, e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; morreu também o rico, e foi sepultado. No hades, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe a Abraão, e a Lázaro no seu seio. E, clamando, disse: Pai Abraão, tem misericórdia de mim, e envia-me Lázaro, para que molhe na água a ponta do dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama. Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que em tua vida recebeste os teus bens, e Lázaro de igual modo os males; agora, porém, ele aqui é consolado, e tu atormentado. E além disso, entre nós e vós está posto um grande abismo, de sorte que os que quisessem passar daqui para vós não poderiam, nem os de lá passar para nós. Disse ele então: Rogo-te, pois, ó pai, que o mandes à casa de meu pai, porque tenho cinco irmãos; para que lhes dê testemunho, a fim de que não venham eles também para este lugar de tormento. Disse-lhe Abraão: Têm Moisés e os profetas; ouçam-nos. Respondeu ele: Não! pai Abraão; mas, se alguém dentre os mortos for ter com eles, hão de se arrepender. Abraão, porém, lhe disse: Se não ouvem a Moisés e aos profetas, tampouco acreditarão, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos. – Lucas 16:19-31

Nossa vida não se resume a estes poucos anos que temos aqui na terra, a forma que nos comportamos, é a porta de entrada para onde iremos passar a eternidade. A eternidade permeia a vida de todas as pessoas.

E, se invocais por Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo a obra de cada um, andai em temor durante o tempo da vossa peregrinação. – 1 Pedro 1:17.

Amados, exorto-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências da carne, as quais combatem contra a alma; – 1 Pedro 2:11

Quando temos clareza da eternidade, nossas perspectivas mudam em relação à nossa vida, e o tempo que vivemos aqui nesta terra. Se tenho clareza da minha vida em Cristo na eternidade, tudo muda.

para que agora seja manifestada, por meio da igreja, aos principados e potestades nas regiões celestes, 11. segundo o eterno propósito que fez em Cristo Jesus nosso Senhor, – Efésios 3:10-11

Não ajunteis para vós tesouros na terra; onde a traça e a ferrugem os consomem, e onde os ladrões minam e roubam; mas ajuntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem os consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração. – Mateus 6:19-21

Não te fatigues para seres rico; dá de mão à tua própria sabedoria: Fitando tu os olhos nas riquezas, elas se vão; pois fazem para si asas, como a águia, voam para o céu. – Provérbios 23:4-5

Mas os que querem tornar-se ricos caem em tentação e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, as quais submergem os homens na ruína e na perdição. Porque o amor ao dinheiro é raiz de todos os males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. – 1 Timóteo 6:9-10

Muitas vezes o inimigo quer nos confundir, quando você olha para trás e ver muitas coisas que não foram conquistadas, ele começa a te fazer algumas perguntas? Será que valeu a pena ter investido seu tempo, sua vida no Reino? Olhe o quanto você deixou de curtir e conquistar, olhe quanto tempo perdido. O Espírito Santo diz: vale a pena investir naquilo que é eterno.

Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor. – 1 Coríntios 15:58

Pois tenho para mim que as aflições deste tempo presente não se podem comparar com a glória que em nós há de ser revelada. – Romanos 8:18

Fomos criados para ser eterno.

Quando vemos a vida com os olhos da eternidade, tudo a nossa volta muda, nossa forma de olhar para pessoas, para as coisas que o mundo nos oferece.

Não ameis o mundo, nem o que há no mundo. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não vem do Pai, mas sim do mundo. Ora, o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus, permanece para sempre. – 1 João 2:15-17

Quando nossos olhos estão abertos, podemos suportar todas as pressões deste mundo, pois, nossos olhos estão naquilo que é eterno.

Ouvindo eles isto, enfureciam-se em seus corações, e rangiam os dentes contra Estêvão. Mas ele, cheio do Espírito Santo, fitando os olhos no céu, viu a glória de Deus, e Jesus em pé à direita de Deus, e disse: Eis que vejo os céus abertos, e o Filho do homem em pé à direita de Deus. Então eles gritaram com grande voz, taparam os ouvidos, e arremeteram unânimes contra ele e, lançando-o fora da cidade o apedrejavam. E as testemunhas depuseram as suas vestes aos pés de um mancebo chamado Saulo. Apedrejavam, pois, a Estêvão que orando, dizia: Senhor Jesus, recebe o meu espírito. E pondo-se de joelhos, clamou com grande voz: Senhor, não lhes imputes este pecado. Tendo dito isto, adormeceu. E Saulo consentia na sua morte. – Atos 7:54-60

Os olhos de Jesus quando passando-se  aqui na terra, estava na eternidade.

Portanto, nós também, pois estamos rodeados de tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com perseverança a carreira que nos está proposta, fitando os olhos em Jesus, autor e consumador da nossa fé, o qual, pelo gozo que lhe está proposto, suportou a cruz, desprezando a ignomínia, e está assentado à direita do trono de Deus. Considerai, pois aquele que suportou tal contradição dos pecadores contra si mesmo, para que não vos canseis, desfalecendo em vossas almas. – Hebreus 12:1-3

Quando vemos nossas vidas na ótica da eternidade

Quando vemos nossas vidas na ótica da eternidade, não fazemos isso para impressionar ninguém, nem para receber galardão e elogios próprios, fazemos para o Senhor, por amor a Ele.

Guardai-vos de fazer as vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles; de outra sorte não tereis recompensa junto de vosso Pai, que está nos céus. Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa. – Mateus 6:1-2

Quando olhamos com os olhos da eternidade abrimos mão da nossa vontade em detrimento a vontade do Senhor.

Onde você está investindo seu tempo, naquilo que é passageiro ou naquilo que é eterno?

VALE A PENA INVESTIR NOSSA VIDA NAQUILO QUE É ETERNO

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.