Aspectos que Evidenciam a Verdadeira Comunhão

E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. Atos 2:42

Comunhão e partir do pão

Contexto histórico: Atos 2:42-47 juntamente com Atos 4:32-35 bem como TODO o livro escrito por Lucas revela como os DISCÍPULOS DE JESUS VIVIAM. Chamamos isso de VIDA NORMAL DA IGREJA.

A palavra chave em Atos 2:42 é PERSEVERAVAM, pois revela o FOCO, a DISCIPLINA e o ESFORÇO que os nossos primeiros irmãos faziam na direção de praticar esses quatro princípios: A DOUTRINA DOS APÓSTOLOS, A COMUNHÃO, O PARTIR DO PÃO E AS ORAÇÕES.

Tudo o que os primeiros discípulos viveram como prática na igreja – e que se tornou modelo/referência para todos os Cristãos de todos os lugares e de todos os tempos – está intimamente ligado ao derramar do Espírito Santo durante a Festa de Pentecostes. Entendemos assim que a VIDA NORMAL DA IGREJA é o resultado da vida e da ação do Espírito Santo em nós.

A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo seja com todos vós. Amém. 2 Coríntios 13:14

COMUNHÃO: O Significado da palavra comunhão no grego é muito rico: comunhão, relação, colaboração, cooperação, socializar, comunidade, amizade, companheirismo, comunicação, participação, ter algo em comum, mas gostaria de sintetizar o estudo dando ênfase a 3 aspectos que evidenciam a verdadeira comunhão, a comunhão do Espírito Santo:

1) A Necessidade de se Estar Juntos

E todos os que criam (em Jesus) estavam juntos, e tinham tudo em comum. Atos 2:44
Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles. Mateus 18:20

Para acontecer à verdadeira comunhão é preciso haver interesse, disposição e disponibilidade para estarmos juntos seja como companheiros, com o grupo caseiro ou com toda a igreja.

Meu querido irmão e companheiro Eduardo Fitipaldi sempre ressalta que existe a comunhão ideal, a comunhão possível e a total ausência de comunhão. Não podemos ser insensíveis e deixar de considerar que em função do trabalho, estudos, locais de moradia, logística etc. poderá haver dificuldades para praticar a comunhão “ideal” (estarmos constantemente juntos), mas todo o nosso esforço tem que ser na direção de vivermos em comunhão e nunca nos isolarmos completamente da vida da igreja.

Sabemos que o “estar juntos” não é “o tudo” da vida Cristã, mas é uma parte importante da caminhada como discípulo de Jesus.

Existe também o que Paulo chama de “se ajuntar / estar junto para pior” (1 Coríntios 11: 17-18) daí a importância de estarmos atentos ao que fazemos quando estamos juntos. Abaixo segue alguns textos que nos ensinam o que devemos fazer quando estamos juntos:

Que fareis pois, irmãos? Quando vos ajuntais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação. 1 Coríntios 14:26 

E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito; Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração; Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo; Sujeitando-vos uns aos outros no temor de Deus. Efésios 5:18-21

A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração. Colossenses 3:16

2) A Busca pela Unidade

Comunhão significa “ter coisas em comum”. Isso era praticado pelos discípulos quanto ao compartilhar das suas necessidades e a provisão sábia, criteriosa e madura que vinha através da própria igreja, mas este “viver comum” significava algo mais profundo do que abençoar alguém com seus bens. Viver em comunhão significa viver em unidade com seus irmãos!

Procurando guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz. Efésios 4:3

Já vimos no tópico anterior que havia na igreja de Corinto um “estar junto para pior” (I Coríntios 11: 17-18). Ao que tudo indica este era realmente um problema crônico naquela comunidade:

E eu, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais (Carnalidade), como a meninos (meninice) em Cristo. Com leite vos criei, e não com carne, porque ainda não podíeis, nem tampouco ainda agora podeis, Porque ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois porventura carnais, e não andais segundo os homens? Porque, dizendo um: Eu sou de Paulo; e outro: Eu de Apolo; porventura não sois carnais? 1 Coríntios 3:1-4

Diante desse quadro o Apóstolo Paulo adverte e orienta a igreja sobre o que deveria ser o padrão da verdadeira comunhão e unidade:

Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados para a comunhão de seu Filho Jesus Cristo nosso Senhor. Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre vós dissensões; antes sejais unidos em um mesmo pensamento e em um mesmo parecer. 1 Coríntios 1:9,10

  • Digam todos uma mesma coisa (o que falamos e como falamos revelam muito do nosso coração)
  • Não haja entre vós dissensões (falta de concordância, divergência, discrepância, litígio, desavença, conflito, disputa)
  • Sejais unidos no mesmo pensamento (NVI – Mesmo modo de pensar)
  • Tenham o mesmo parecer (NVI – Propósito)

Como isso é possível? Como vencer tantos desafios e dificuldades para viver este padrão de amor, perdão e unidade? O Segredo está no versículo 9: A comunhão com Jesus!

Quanto mais cheios de Jesus, quanto mais cheios do Espírito Santo, quanto mais conhecermos e praticarmos a Palavra de Deus, quando mais orarmos, mais capacitados seremos a vivermos em unidade e em paz com os nossos irmãos!

Do tronco de Jessé sairá um rebento, e das suas raízes, um renovo. Repousará sobre ele (Jesus) o Espírito do Senhor, o Espírito de sabedoria e de entendimento, o Espírito de conselho e de fortaleza, o Espírito de conhecimento e de temor do Senhor. Deleitar-se-á no temor do Senhor; não julgará segundo a vista dos seus olhos, nem repreenderá segundo o ouvir dos seus ouvidos; mas julgará com justiça os pobres e decidirá com equidade a favor dos mansos da terra; ferirá a terra com a vara de sua boca e com o sopro dos seus lábios matará o perverso. A justiça será o cinto dos seus lombos, e a fidelidade, o cinto dos seus rins. O lobo habitará com o cordeiro, e o leopardo se deitará junto ao cabrito; o bezerro, o leão novo e o animal cevado andarão juntos, e um pequenino os guiará. A vaca e a ursa pastarão juntas, e as suas crias juntas se deitarão; o leão comerá palha como o boi. A criança de peito brincará sobre a toca da áspide, e o já desmamado meterá a mão na cova do basilisco. Não se fará mal nem dano algum em todo o meu santo monte, porque a terra se encherá do conhecimento do Senhor, como as águas cobrem o mar. Isaías 11:1-9

O texto acima é, em parte, uma promessa que se cumprirá no milênio de Cristo. Aparentemente é um texto que não tem muita relação com o tema desse estudo (Comunhão / Unidade) mas quando lemos coisas antagônicas como: lobo habitando com o cordeiro, leopardo deitado com cabrito, bezerro e leão andando juntos e criança brincando com uma cobra percebemos que presa e caça estão juntas e vivendo em harmonia. Como isso é possível? É possível por causa da glória do Senhor que encherá a terra! Aleluia!

Esta porção das Escrituras nos ensinam que mesmo com nossas diferenças podemos viver juntos como irmãos na família eterna de Deus. Estes antagonismos que hoje tem gerado tanta confusão e divisão na igreja de Jesus poderiam ser superado se nos lembrássemos que a glória de Deus habita em nós e que através dela podemos viver em unidade no Reino de Deus:

E eu (Jesus) dei-lhes (já nos deu) a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um – João 17:22

3) O Relacionamento verdadeiro

Comunhão é viver em comunidade, é ter amizades, é ter companheiros! O relacionamento verdadeiro como irmãos em Cristo implica muitas coisas, mas vamos listar algumas que devem ter nossa atenção e vigilância. Alegria em nos encontrarmos para adorar a Deus:

Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do Senhor. Salmos 122:1

Vivermos como irmãos, como amigos e não como inimigos:

Se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens – Romanos 12:18
Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor – Hebreus 12:14

Valorizar o vínculo – companheiros, pastores/discípulos, grupo caseiro.

E, olhando em redor para os que estavam assentados junto dele, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos. Porquanto, qualquer que fizer a vontade de Deus, esse é meu irmão, e minha irmã, e minha mãe. Marcos 3:34,35

E rogamo-vos, irmãos, que reconheçais os que trabalham entre vós e que presidem sobre vós no Senhor, e vos admoestam; E que os tenhais em grande estima e amor, por causa da sua obra. Tende paz entre vós. 1 Tessalonicenses 5:12,13

Falar a verdade uns com os outros / Andar na luz

Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. 1 João 1:7

Buscar a reconciliação no padrão de Jesus (Sozinho > Com testemunhas > Com os líderes = GANHAR O IRMÃO)

Se teu irmão pecar [contra ti], vai arguí-lo entre ti e ele só. Se ele te ouvir, ganhaste a teu irmão. Se, porém, não te ouvir, toma ainda contigo uma ou duas pessoas, para que, pelo depoimento de duas ou três testemunhas, toda palavra se estabeleça. E, se ele não os atender, dize-o à igreja; e, se recusar ouvir também a igreja, considera-o como gentio e publicano. Mateus 18:15-17

Amar e perdoar uns aos outros – Não termos motivo de queixa contra ninguém.

Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longanimidade. Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós; acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição. Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração, à qual, também, fostes chamados em um só corpo; e sede agradecidos. Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração. Colossenses 3:12-16

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.