Vivendo na Verdade e A Verdade é Jesus e Sua palavra

A verdade é Jesus e Sua palavra.

Para andarmos na verdade é necessário termos apenas de uma atitude de fé: Se tivermos esta fé precisamos nos empenhar por permanecer nela. A fé é a certeza de coisas que se esperam, e a convicção de fatos que se não vêem

“Por causa da verdade que permanece em nós e conosco estará para sempre, a graça, a misericórdia e a paz, da parte de Deus Pai e de Jesus Cristo, o Filho do Pai, serão conosco em verdade e amor. Fiquei sobremodo alegre em ter encontrado dentre os teus filhos os que andam na verdade, de acordo com o mandamento que recebemos da parte do Pai”. – 2 João 2:4

Quem é a verdade?

A verdade é Jesus e Sua palavra.

Para andarmos na verdade é necessário termos apenas de uma atitude de fé: Se tivermos esta fé precisamos nos empenhar por permanecer nela. A fé é a certeza de coisas que se esperam, e a convicção de fatos que se não vêem – Hebreus 11:1

Disse Deus: “O meu justo viverá da fé”. Hebreus 10:38

Viver da fé é viver na verdade. De acordo com a nossa fé nós também podemos crescer ou regredir espiritualmente, ou podemos ser constantes ou inconstantes na nossa caminhada. Viver na verdade é estar em Cristo e experimentar uma nova vida. Esta nova vida é a vida no espírito.

“Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito”. – Gálatas 5:25

Se crermos que em Cristo tudo se fez novo, agora precisamos experimentar esta realidade espiritual.

Então porque ainda vivemos uma vida inconstante?

Porque damos mais valor ao engano do que para a verdade.

Engano = mentira = ao oposto da verdade.

O engano pode ser uma realidade, mas nunca será a verdade:
Ex: No passado sem Cristo, nós vivíamos no engano e adquirimos na nossa alma muitos hábitos enganosos. Agora que passamos a viver em Cristo, estes enganos querem nos acompanhar e muitas vezes até o contemplamos nas nossas vidas. A nossa liberdade depende apenas de uma atitude de fé, pois se eu creio que em Cristo tudo se fez novo, eu jamais vou me conformar com os enganos, e agora passo a me apropriar das verdades que estão em Jesus e na Sua palavra.

Nós podemos até contemplar o engano, mas se eu estou em Cristo, este engano nunca será a verdade na minha vida. A verdade vai se manifestar nas nossas vidas quando decidirmos viver por meio de Cristo: Enquanto abrigarmos o engano nós não vamos conseguir caminhar no reino.

“Eu em mim mesmo sou um engano, mas Cristo em mim é a verdade”.

“Também sabemos que o Filho de Deus é vindo e nos tem dado entendimento para reconhecermos o verdadeiro; e estamos no verdadeiro, em seu Filho, Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna”. – 1 João 5:20

Três aspectos para vivermos a nova vida em Cristo:

“Pois o amor de Cristo nos constrange, julgando nós isto: um morreu por todos; logo, todos morreram. E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. Assim que, nós, daqui por diante, a ninguém conhecemos segundo a carne; e, se antes conhecemos Cristo segundo a carne, já agora não o conhecemos deste modo”. – 2 Coríntios 5:14-16

“Daqui por diante, a ninguém devemos conhecer segundo a carne”.

Isto inclui:

a) Conhecer a mim mesmo:

Conhecer a mim mesmo segundo a carne é me ver na ótica natural:
Quando vemos a nós mesmos segundo a ótica natural a tendência é ficarmos desanimados e deprimidos, porque eu passo a contemplar aquilo que eu era quando não estava em Cristo. O diabo quer nos convencer de que nós somos os mesmos que éramos no passado sem Cristo, e isto é ver segundo a ótica natural. Se nós nos convencermos disso, nunca seremos vitoriosos na vida espiritual.

“Não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas”. – 2 Coríntios 4:18

Eu preciso conhecer a mim mesmo segundo a ótica do Espírito:
Conhecer a mim mesmo segundo a ótica do Espírito, é ter a visão de Deus para aquilo que eu sou em Cristo. É ver a mim mesmo como Deus me vê.

Como Deus me vê?

A partir do momento em que eu confesso que Jesus é o Senhor da minha vida, eu sou transportado de uma realidade para a outra, e Deus passa a me ver em Cristo. Em Cristo, todas as verdades e experiências que Ele passou neste mundo e Sua posição atual, também é minha experiência pela fé:

O que a palavra diz que eu sou:
(1 Coríntios 5:17) diz que eu em Cristo já sou nova criação.
(Colosenses 3:3) Que eu morri e a minha vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus.
(1 Coríntios 6:17) Que eu sou um só espírito com Cristo.
(1 João 4:4) Que é maior aquele que está em mim do que aquele que está no mundo.
(2 Coríntios 5:21) Que em Cristo eu fui feito justiça de Deus.

b) Conhecer aos meus irmãos

Conhecer aos meus irmãos segundo a carne é vê-los na ótica natural:
Isto geralmente acontece quando os nossos irmãos erram e nós passamos a criticá-los. Se o meu irmão está em Cristo, ele também já é nova criatura, por isso também é minha obrigação levá-lo a viver esta nova vida. Quando ele erra a minha repreensão deve levá-lo a reconhecer a sua posição em Cristo. O diabo quer convencer o mundo das realidades sem Cristo.

Conhecer aos meus irmãos segundo a ótica do Espírito é vê-los como Deus nos vê:
Deus não nos vê mais em nós mesmos, Ele nos vê em Cristo. Em Cristo todas as coisas já foram consumadas. Em Cristo somos todos filhos maduros. O apostolo Paulo via os discípulos na ótica do Espírito:

“E certo estou, meus irmãos, sim, eu mesmo, a vosso respeito, de que estais possuídos de bondade, cheios de todo o conhecimento, aptos para vos admoestardes uns aos outros”. – Romanos 15:14

Qual deve ser a nossa atitude diante desta situação:
Em vez de criticá-lo eu devo falar a verdade em amor para fortalecê-lo na fé. Eu posso seguir a verdade em amor, porque (Romanos 5:5) diz que o amor de Deus já foi derramado no meu coração pelo Espírito Santo que me foi outorgado. (1 João 4:8) diz que Deus é amor e se Deus está em mim eu também sou o amor de Deus.

c) Conhecer aos incrédulos

Conhecer os incrédulos segundo a carne é vê-los por uma ótica natural:
Quando vemos o mundo e os incrédulos segundo a carne, nós passamos a condená-los e passamos a nos distanciar deles. Somos críticos e os excluímos do nosso meio. Passamos a ser áspero com eles e isso pode criar um bloqueio para anunciarmos o evangelho. Isto geralmente acontece com os nossos familiares e parentes.

Conhecer o mundo segundo a ótica do Espírito é ver o mundo como Deus vê:
Deus vê o mundo através de Jesus, por isso ele não destruiu a humanidade.
(João 3:16-17) Deus amou o mundo e enviou Jesus para salvá-lo.
(1 João 4:19) Deus ama a todas as pessoas, e Ele nos amou em primeiro lugar.
(Romanos 5:8) Cristo morreu por nós quando nós ainda éramos pecadores.

Cristo levou o pecado de toda a humanidade na cruz:
(João 3:17) Deus enviou o Seu Filho ao mundo não para condenar o mundo, mas para salvá-lo.
(2 Coríntios 5:19) diz que Deus estava em Cristo reconciliando o mundo não imputando (NÃO COBRAR MAIS) as suas transgressões.

Não imputar é: Não cobrar mais os pecados.

Cristo já foi castigado por todos os pecados da humanidade, e Deus não vai cobrar mais estes mesmos pecados. Ninguém será castigado pelos mesmos pecados que já foram pagos. Então por qual pecado o homem será condenado? O único pecado que leva o homem para o inferno é não aceitar Jesus como Senhor.

Resumindo: é ser independente de Deus.

A graça já foi dada a todos. Não recebais a graça de Deus em vão. A palavra diz em (Atos 16:31) “Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e a tua casa”.

A verdade é que quando aceitamos a Jesus como Senhor, nós também trazemos as outras pessoas da nossa casa a reboque.
Filhos – Maridos – Esposas – parentes, etc…

Como você conheceu o Um Só Corpo?

  • Inclua outra resposta

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.