Textos de Provérbios sobre Pobres, Órfãos e Necessitados

Provérbios 14:20 O pobre é odiado até do vizinho, mas o rico tem muitos amigos.

Provérbios 14:21 O que despreza ao seu vizinho peca, mas o que se compadece dos pobres é feliz.

Provérbios 14:31 O que oprime ao pobre insulta aquele que o criou, mas a este honra o que se compadece do necessitado.

Provérbios 17:5 O que escarnece do pobre insulta ao que o criou; o que se alegra da calamidade não ficará impune.

Provérbios 18:23 O pobre fala com súplicas, porém o rico responde com durezas.

Provérbios 19:1 Melhor é o pobre que anda na sua integridade do que o perverso de lábios e tolo.

Provérbios 19:4 As riquezas multiplicam os amigos; mas, ao pobre, o seu próprio amigo o deixa.

Provérbios 19:7 Se os irmãos do pobre o aborrecem, quanto mais se afastarão dele os seus amigos! Corre após eles com súplicas, mas não os alcança.

Provérbios 19:17 Quem se compadece do pobre ao SENHOR empresta, e este lhe paga o seu benefício.

Provérbios 19:22 O que torna agradável o homem é a sua misericórdia; o pobre é preferível ao mentiroso.

Provérbios 21:13 O que tapa o ouvido ao clamor do pobre também clamará e não será ouvido.

Provérbios 22:2 O rico e o pobre se encontram; a um e a outro faz o SENHOR.

Provérbios 22:16 O que oprime ao pobre para enriquecer a si ou o que dá ao rico certamente empobrecerá.

Provérbios 22:22-23 Não roubes ao pobre, porque é pobre, nem oprimas em juízo ao aflito, porque o SENHOR defenderá a causa deles e tirará a vida aos que os despojam.

Provérbios 23:10-11 Não removas os marcos antigos, nem entres nos campos dos órfãos, porque o seu Vingador é forte e lhes pleiteará a causa contra ti.

Provérbios 28.3 O homem pobre que oprime os pobres é como chuva que a tudo arrasta e não deixa trigo.

Provérbios 28.27 O que dá ao pobre não terá falta, mas o que dele esconde os olhos será cumulado de maldições.

Provérbios 29.13 O pobre e o seu opressor se encontram, mas é o SENHOR quem dá luz aos olhos de ambos.

Provérbios 30.14 Há daqueles cujos dentes são espadas, e cujos queixais são facas, para consumirem na terra os aflitos e os necessitados entre os homens.

Provérbios 31.8-9 Abre a boca a favor do mudo, pelo direito de todos os que se acham desamparados. Abre a boca, julga retamente e faze justiça aos pobres e aos necessitados.

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.