Só para as Mulheres Casadas

Para ter um casamento pleno, de acordo com a vontade de Deus, precisamos cuidar do nosso espírito e do nosso corpo. O espiritual nos leva também a cuidar do carnal para que o segundo esteja sempre debaixo da autoridade do primeiro. Ou seja, o carnal contribuindo para a realização da obra de Deus e não com as ações do diabo.

Espírito:

Alegria, bom humor

Melhor é morar no canto do eirado do que junto com a mulher rixosa na mesma casa.” (Provérbios 21:9)

“O gotejar contínuo no dia de grande chuva e a mulher rixosa são semelhantes;” (Provérbios 27:15)

“O filho insensato é a desgraça do pai, e um gotejar contínuo, as contenções da esposa.” (Provérbios 19:13)

Vamos praticar a alegria que vem do Senhor. Vamos ter uma linguagem de louvor, de gratidão e não de murmuração. Para isso, vamos nos encher da presença do Senhor, andar no Espírito e não na carne.

“Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer.” (Gálatas 5:17)

Se não somos alegres, bem humorados, peçamos em oração a intervenção do Senhor, pois, certamente, um espírito triste, desanimado, não faz parte da nossa verdadeira identidade em Cristo Jesus.

“E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.”  (II Coríntios 5:17)

Respeito ao marido

“Não obstante, vós, cada um de per si também ame a própria esposa como a si mesmo, e a esposa respeite ao marido.” (Efésios 5:33)

O respeito para os homens é algo muito importante, tanto que é destacado na Bíblia dessa maneira. Vejam que, ao falar do homem para com a sua mulher, pede-se que a ame, mas, ao falar da esposa para seu marido, pede-se que o respeite. Claro que sabemos que o amor é a fonte de todas as coisas, mas a Palavra do Senhor destaca para nós esposas a demonstração prática do amor através do respeito. Um homem desrespeitado em casa por sua esposa é um homem com a dignidade comprometida, a moral abalada e pode se sentir incapaz para a obra do Senhor.

 Seu marido é estimado entre os juízes, quando se assenta com os anciãos da terra.” (Provérbios 31:23)

Dica prática: Em casa ou em público, obedeça  a Deus e respeite seu marido. Evite fazer comentários em público, inclusive em tom de brincadeira, que exponham o seu marido. Se não gostar de algo que ele diga ou faça em público, deixe para tratar isso depois, em casa e a sós. O desrespeito em público além de entristecer ao seu marido, não irá contribuir para edificação da igreja, pois outras pessoas também serão impactadas.

Mansidão e submissão

“Não seja o adorno da esposa o que é exterior, como frisado de cabelos, adereços de ouro, aparato de vestuário;  seja, porém, o homem interior do coração, unido ao incorruptível trajo de um espírito manso e tranqüilo, que é de grande valor diante de Deus.” (1 Pedro 3:3-4)

Se ser mansa e submissa quando estamos erradas já é difícil para nós, imagine quando estamos certas e nosso marido não percebeu ou admitiu isso. Mas, Cristo em nós é a esperança da Glória. Como um irmão uma vez falou: ser Cristão não é imitar a Jesus, é Jesus vivendo em nós. Ele nos substituindo.  Irmãs, sempre que isso acontecer, vamos descansar no Senhor, crendo que a vontade de Deus para aquele momento não é o nosso certo prevalecer e sim que sejamos submissas aos nossos maridos porque Deus não se contradiz. Tendo, no Espírito, conversado com nosso marido expondo nossa opinião como é o nosso dever como ajudadora idônea, caso este não aceite, vamos orar. E não pense que a oração é apenas o último recurso ou apenas o que resta a fazer. A oração do justo vale muito. Se estivermos orando pela vontade de Deus, ela irá prevalecer. Se isso não acontecer, certamente os planos e os pensamentos de Deus são mais altos que os nossos e cabe a nós aceitá-los e descansar no Senhor.

 porque Deus não é de confusão, e sim de paz.” ( I Coríntios 14:33)

“porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos.” (Isaías 55:9)

Como uma pessoa naturalmente de gênio forte, posso testemunhar que não existem atalhos, só um caminho: manter-se no Espírito em casa, estar continuamente na presença de Deus. Temos uma nova natureza. Nascemos de novo. Aleluia!!!

TPM

Aqui é um capítulo a parte: a TPM. Quem não tem, agradeça a Deus por essa benção todos os dias. Quem tem, peça ajuda a Deus todos os meses. É verdade que a TPM aumenta o poder e a força da nossa carne que então se levanta com tudo. Nossas emoções e o nosso corpo, nossos sentimentos e pensamentos, tudo é atingido. Mas, é mais verdade ainda, que o poder do nosso Senhor Jesus é muito maior que esse coquetel de hormônios. Já provei várias vezes essa misericórdia do Senhor. O que demora é a gente clamar por socorro, mas quando finalmente fazemos isso, esse socorro não demora, ele vem.

“Na minha angústia, invoquei o SENHOR, gritei por socorro ao meu Deus. Ele do seu templo ouviu a minha voz, e o meu clamor lhe penetrou os ouvidos.” (Salmos 18:6)

“SENHOR, meu Deus, clamei a ti por socorro, e tu me saraste.” (Salmos 30:2)

“Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro?  O meu socorro vem do SENHOR, que fez o céu e a terra.” (Salmos 121: 2)

Além de pedir ajuda ao Senhor, traga o que está acontecendo para a luz, confessando para seu marido e filhos que está com TPM. A confissão por si só trará a cura. Os efeitos vão se dissipar à medida que as trevas forem se dissipando. Sei que é bem difícil nos convencermos e admitirmos que não estamos daquela maneira por qualquer outro motivo e sim principalmente por causa da TPM, que faz a gente supervalorizar todos os acontecimentos. Mas, vencendo essa etapa, confessando, pedindo perdão por qualquer exagero cometido, se a TPM não se acabar, pelo menos se torna praticamente inócua.

Outro ponto importante para abordar é ressaltar que período de TPM não é período apropriado para tomarmos decisões e também não é o momento adequado para realizarmos muitas atividades. É tempo de descansar, fisicamente falando, e também descansar, espiritualmente falando, nos braços do Pai. Fique certa que seu descanso nesses dias será mais valioso e proveitoso para todos que o seu serviço. Portanto, não se force nesse período, descanse, pelo menos até o socorro de Deus chegar e você recuperar sua “forma normal”.

Meu testemunho é que sempre tive TPM e continuo tendo até hoje. Mas, depois de convertida, aprendi a identificar que estou com TPM e tomar as atitudes comentadas acima e isso tem beneficiado toda minha família.

mulher sábia edifica a sua casa, mas a insensata, com as próprias mãos, a derriba.” (Provérbios 14:1)

Demonstrações de amor, afeto e carinho

Aqui não vou exaurir o assunto. Aconselho a leitura do livro “As cinco linguagens do amor”, um livro da editora “Mundo Cristão”.  Nesse livro, a autora explica as 5 formas de demonstração de afeto, a saber:

  1.  Palavras de afirmação
  2.  Tempo de qualidade
  3.  Presentes
  4.  Atos de serviço
  5.  Toque físico

A autora estimula a você descobrir a linguagem principal de seu cônjuge e praticá-la. De qualquer forma, as outras linguagens também devem ser usadas. Aqui vou reforçar sobre o toque físico porque tem impacto direto na vida sexual de um casal.

Indo diretamente ao ponto, algumas de nós naturalmente são mais carinhosas. Outras, quer pela sua personalidade natural , quer seja por causa da maneira como foram criadas, são menos carinhosas. As mais carinhosas têm mais facilidade em falar nessa linguagem “Toque físico”, então aqui vou estimular as menos carinhosas. O primeiro ponto, é que você não tem compromisso com o passado ou com a sua forma de ser anterior, você é uma obra em andamento. E obra em andamento todos os dias pode apresentar mudanças.

“Estou plenamente certo de que aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus.” (Filipenses 1:6)

Procure tocar o seu marido costumeiramente, seja alisando seu cabelo, beijando seu rosto ou segurando sua mão. Assim isso irá se tornar algo natural e não algo estranho ou pouco familiar na hora do sexo.  Seu serviço em casa não vai substituir essa manifestação de carinho. Deve haver intimidade entre você e seu marido, vocês são uma só carne. Seu marido pode até estranhar a mudança e aí você vai explicar que é uma obra em andamento e que está progredindo nesse aspecto. Ele vai apreciar essa mudança.

Corpo:

Agora vou entrar no aspecto carnal, físico, mas o mais importante para isso é você saber que todas as questões espirituais levantadas acima contribuem enormemente para o lado físico, carnal, tratado daqui em diante.

O Corpo é templo do Espírito Santo, devemos cuidar bem dele.

Desfazendo sofismas

“Não seja o adorno da esposa o que é exterior, como frisado de cabelos, adereços de ouro, aparato de vestuário; seja, porém, o homem interior do coração, unido ao incorruptível trajo de um espírito manso e tranqüilo, que é de grande valor diante de Deus.” (I Pedro 3,3-4)

O trecho acima deixa claro que o mais importante é cuidarmos do nosso interior, deixando-o belo e agradável aos que convivem conosco. Deixa claro também que não devemos nos apoiar em nossa aparência exterior, investindo nossas prioridades nisso. Fica claro que beleza exterior sem beleza interior, sem um espírito bonito não tem valor algum. Isso é bem contrário a tudo que a mídia e a sociedade incentivam tão fortemente para as mulheres. As mulheres do mundo vivem em busca de um corpo perfeito e são extremamente abaladas por essa busca. No entanto, uma vez prioritariamente cuidando do nosso espírito, devemos sim também cuidar de nosso corpo, da maneira correta e pelos motivos corretos. Aliás, um espiritual bem cuidado, vai nos levar a cuidar do físico na intensidade e forma corretas e com as motivações certas.

Não vamos cuidar de nosso corpo por vanglória ou exibicionismo, vamos cuidar de nosso corpo para mantê-lo saudável e bonito para servir a Deus e também agradar ao nosso marido. Essas são as motivações corretas a meu ver. Precisamos de saúde para permanecermos atuantes no Reino de Deus, evangelizando, cuidando e servindo as pessoas. Precisamos de saúde para sermos ajudadoras idôneas dispostas e cheias de vigor. Precisamos ser bons testemunhos para as mulheres perdidas, não dessa vaidade exagerada propagada neste mundo, mas de uma vida equilibrada, cheia de beleza, discrição e resplandecendo a luz e a ordem que acompanham aqueles que são do Senhor. O versículo transcrito acima nos leva a não nos apoiarmos no que é exterior, mas não deve nos levar a nos tornarmos relaxadas e descuidadas com a nossa aparência.

Por que eu estou insistindo tanto nisso? Porque eu mesma cai um pouco nesse engano. Quando me converti, dediquei-me tanto ao espiritual e meio que achei a desculpa perfeita para descuidar da parte  física. Mas, com o passar do tempo, à medida que fui amadurecendo, Deus foi trazendo sua ordem para todas essas coisas. O governo de Deus é maravilhoso.

Algumas dicas

  • Alimentação: Muita gente diz que crente não bebe, mas come que é uma beleza. Nada disso. Coma a quantidade necessária, sem exageros, afinal de contas não estamos mais em fase de crescimento. Além disso, mesmo não gostando muito, insista em alimentos saudáveis, que farão bem ao seu intestino, sua pele e suas taxas sanguíneas. Deixe as massas e doces para as ocasiões especiais, como os momentos de comunhão com os irmãos. Se esses momentos forem muito constantes, aproveite o tempo para conversar, desfrutar da companhia de pessoas queridas, comendo o mínimo possível.

Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes?” (Mat 6:25)

“Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela que subsiste para a vida eterna, a qual o Filho do Homem vos dará; porque Deus, o Pai, o confirmou com o seu selo.” (João 6:27)

“Disse-lhes Jesus: A minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra.” (João 4:34)

  • Exercícios físicos: Creio que Deus não nos criou para ficarmos parados, uma vida sem movimento, pois Ele fez uma natureza tão bonita, com tanta diversidade e cor, árvores, plantas, mar, montanhas, certamente era plano Dele que nós andássemos, contemplando e desfrutando de tudo isso. Outra prova que Deus não nos criou para uma vida sedentária são os efeitos que isso causa no nosso corpo, trazendo tantas doenças. Vamos usar os braços e pernas que Deus fez para nós. Vamos caminhar e depois quem sabe depois até correr. Vamos aproveitar esses momentos para adorar a Deus, quer seja ouvindo e cantando louvores a Ele durante uma caminhada na esteira, quer seja, contemplando a natureza, obra de suas mãos, caminhando num parque ou na praia. Não desanime se não puder fazer isso durante vários dias, retorne, recomece, sempre vale à pena. Vamos nos movimentar.

 

  • Vestir-se bem, saber se arrumar, cuidar da aparência: Estar apropriada em todas as ocasiões, sempre com discrição e pudor. Isso é independente de condições financeiras. Não importa valor de roupas e joias, importa refletir externamente a beleza e o bom perfume de Cristo. Se você está alegre no Senhor, vai querer ficar bem bonita e principalmente vai se achar bem bonita. Deus te ama muito, então se cuide. Lembre-se: vaidade é achar que se tem algo que nos torna superiores aos outros. Vaidade não é cuidar de si mesma e querer ficar bonita para seu marido.

“Como jóia de ouro em focinho de porco, assim é a mulher formosa que não tem discrição.” (Provérbios 11:22)

“Enganosa é a graça, e vã, a formosura, mas a mulher que teme ao SENHOR, essa será louvada.” (Provérbios 31:30)

  • Vida sexual. Tudo que foi escrito acima, tanto sobre Espírito como sobre Corpo, coopera para uma vida sexual plena, conforme a vontade do Senhor. O casamento segundo o coração de Deus é pleno também na vida sexual do casal, por isso o diabo tem investido tanto nisso, querendo desviar homens e mulheres da vontade de Deus. Ao longo do tempo, satanás tem investido de duas maneiras principais nessa área:
  • Desenfreando com lascívia, prostituição e adultério.
  • Anulando ou restringindo com barreiras psicológicas, fortalezas na mente dos cônjuges, fazendo com que deixem de desfrutar da plenitude de Deus como casal nessa área.

Tudo que Deus criou, da forma que Deus criou, é muito bom. Se você não está vivendo dessa maneira, ore, busque ao Senhor, busque ajuda de sua discipuladora, de uma companheira. Os sofismas, as fortalezas e as invenções de satanás precisam ser destruídas. Permita que Deus trabalhe também nessa área de sua vida. Traga à luz aquilo que está em trevas.

“Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade, corça de amores e gazela graciosa. Saciem-te os seus seios em todo o tempo; e embriaga-te sempre com as suas carícias.” (Provérbios 5:18,19)

“A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, e sim o marido; e também, semelhantemente, o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, e sim a mulher. Não vos priveis um ao outro, salvo talvez por mútuo consentimento, por algum tempo, para vos dedicardes à oração e, novamente, vos ajuntardes, para que Satanás não vos tente por causa da incontinência.”  (I Coríntios 7:4,5)

Quero encerrar, lembrando a você, querida irmã, que estamos em um caminho. Nenhuma de nós atingiu ainda o alvo, mas estamos caminhando. Isso nos traz conforto e ao mesmo tempo nos anima a perseverar. Isso também nos desafia a progredir nesse caminho. Jesus está conosco.  Jesus está em nós!

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.