Quando somos nós os elogiados

Domingo passado, quando estava no culto ouvindo uma palavra sobre remir o tempo, o Pastor falou sobre o perigo de nos viciarmos em receber elogios. Brincando, ele falou que é uma nova droga que se chama “Elogeina”, a droga que faz o ser humano ficar dependente do elogio. Irmãos, saibam que essa droga pode viciar inclusive discípulos de Jesus. Dificilmente um discípulo de Jesus irá buscar os aplausos dos que estão no mundo. Porém, quando os elogios vêm da própria igreja, dos que fazem parte do corpo de Cristo, aí nosso coração é bastante afetado, quer seja positivamente, quer seja negativamente, ou seja, para o bem ou para o mal. Esse assunto já algum tempo tem me tocado, especialmente quando eu mesma passei a ter que lidar com isso ao receber elogios da igreja. Percebi o quanto é importante a gente guardar nosso coração e estar vigiando para que a soberba ou a vaidade não floresçam. Então, o Senhor falou ao meu coração para escrever sobre isso e naquela mesma hora começou a me dar sua palavra.

Quando somos nós os elogiados

Como o crisol prova a prata, e o forno, o ouro, assim, o homem é provado pelos louvores que recebe.” (Provérbios 27.21)

O que está no nosso coração é revelado quando recebemos elogios de outras pessoas. Para sermos aprovados pelo Senhor, precisamos:

Saber que toda a honra e glória pertencem ao Senhor. Ter cuidado para a soberba não tomar conta de nós.

“Pois quem é que te faz sobressair? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que te vanglorias, como se o não tiveras recebido?”  (1 Coríntios 4.7)

“ Quem é Apolo? E quem é Paulo? Servos por meio de quem crestes, e isto conforme o Senhor concedeu a cada um. Eu plantei, Apolo regou; mas o crescimento veio de Deus. De modo que nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento.” (1 Coríntios 3.5-7)

“Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus.” (Mateus 5.3)

“  Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém!” (Romanos 11.36)

Não nos acomodar achando que já estamos bem.

“Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia.” (I Coríntios 10.12)

Receber o elogio como estímulo para perseverar, para prosseguir no caminho.

“Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus. Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.” (Filipenses 3.12-14)

“Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus.” (Hebreus 12.1-2)

Não passar a trabalhar com o fim de ser admirado e consequentemente elogiado.

“Guardai-vos de exercer a vossa justiça diante dos homens, com o fim de serdes vistos por eles; doutra sorte, não tereis galardão junto de vosso Pai celeste. Quando, pois, deres esmola, não toques trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas, nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa. Tu, porém, ao dares a esmola, ignore a tua mão esquerda o que faz a tua mão direita; para que a tua esmola fique em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará. E, quando orardes, não sereis como os hipócritas; porque gostam de orar em pé nas sinagogas e nos cantos das praças, para serem vistos dos homens. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa. Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.”  (Mateus 6.1-6)

“Quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram o rosto com o fim de parecer aos homens que jejuam. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa. Tu, porém, quando jejuares, unge a cabeça e lava o rosto, com o fim de não parecer aos homens que jejuas, e sim ao teu Pai, em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.”(Mateus 6:16-18)

Buscar a aprovação de Deus e não dos homens.

“Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou o de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo.” (Gálatas 1.10)

“não servindo à vista, como para agradar a homens, mas como servos de Cristo, fazendo, de coração, a vontade de Deus;” (Efésios 6.6)

“Como podeis crer, vós os que aceitais glória uns dos outros e, contudo, não procurais a glória que vem do Deus único?” (João 5.44)

Quando nós elogiamos os outros.

Qual é a nossa motivação?

“ A língua falsa aborrece a quem feriu, e a boca lisonjeira é causa de ruína.” (Provérbios 26.28)

“ O homem que lisonjeia a seu próximo arma-lhe uma rede aos passos.” (Provérbios 29.5)

A lisonja é diferente do bom elogio. O significado da palavra lisonja no dicionário é adulação, bajulação, louvor interesseiro. A nossa motivação em elogiar então é muito importante. Pois se é por interesse, mesmo que seja em agradar alguém para conquistar a sua amizade, por exemplo, não será benção na vida do irmão.

Estamos sendo sinceros?

A sinceridade também é importante. Pois, se não somos sinceros, o irmão ou irmã alvo do nosso elogio, acreditando na nossa mentira, pode perder a oportunidade de buscar crescer em algo que ainda necessita de crescimento no Senhor, pois pensará que já está bem pelo elogio recebido.

“Melhor é a repreensão franca do que o amor encoberto.” (Provérbios 27.5)

Vem do Espírito ou de nós mesmos (da nossa carne)

Nem mesmo Jesus julgava as pessoas sozinho, ou seja, de acordo com sua própria opinião. Sempre estava de acordo com o Pai.

“Vós julgais segundo a carne, eu a ninguém julgo. Se eu julgo, o meu juízo é verdadeiro, porque não sou eu só, porém eu e aquele que me enviou.” (João 8.15-16)

Também nós devemos conhecer os outros segundo o Espírito.

“Assim que, nós, daqui por diante, a ninguém conhecemos segundo a carne;” (2 Coríntios 5.16)

O que o Senhor nos manda fazer uns aos outros?

Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.” (Romanos 12.10)

exortai-vos mutuamente cada dia, durante o tempo que se chama Hoje, a fim de que nenhum de vós seja endurecido pelo engano do pecado.” (Hebreus 3.13)

Consolai-vos, pois, uns aos outros e edificai-vos reciprocamente, como também estais fazendo.” (1 Tessalonicenses 5.11)

“E certo estou, meus irmãos, sim, eu mesmo, a vosso respeito, de que estais possuídos de bondade, cheios de todo o conhecimento, aptos para vos admoestardes uns aos outros.” (Romanos 15.14)

Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus.” (1 Pedro 4.10)

“Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração.” (Colossenses 3.16)

Para encerrar, deixo um versículo que mostra que a Palavra do Senhor nos ensina que temos coisas mais importantes para fazer quando estamos juntos que ficarmos procurando nos elogiar uns aos outros. Podemos louvar ao Senhor, podemos testemunhar seus grandes feitos, falar do seu grande amor e de sua misericórdia, engrandecer o seu nome, falar de sua santidade, etc, etc, etc. O principal é estar atento à vontade do Senhor e falar aquilo que Ele deseja.

“Que fazer, pois, irmãos? Quando vos reunis, um tem salmo, outro, doutrina, este traz revelação, aquele, outra língua, e ainda outro, interpretação. Seja tudo feito para edificação.” (1 Coríntios 14.26)

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.