O Reino de Deus

O que é o Reino de Deus?

“O reino de Deus não é lugar, não é um território e não é o céu. Reino é o ato de Deus reinar”, Jorge Himitian¹.

Se existe o reino de Deus, é porque existe o que não é o reino de Deus. Existe o reino das trevas. Quando pensamos em reino, pensamos às vezes em um castelo, com rei, cavalos, etc. Mas, o reino de Deus não é físico, Jo 3:3. O reino de Deus não é visto como os olhos humanos.

Salmos 24:1-2. Jesus é o dono de tudo. Quando entregamos a nossa casa ao Senhor, ali está o Reino de Deus.

Se é dito “venha o teu reino”, é porque antes o reino não estava ali. Então, se faz necessário que ele chegue às nossas vidas.

Dois aspectos do Reino de Deus

1 – O que eu sou no Reino?

Mateus 13:45-46 – Eu sou uma pérola de grande valor. Jesus abandonou tudo por nossa causa. O bom pastor deixou as 99 ovelhas bem protegidas, para resgatar a perdida.

Aquele vizinho, que cria problemas conosco também é uma pérola de grande valor.

2 – O que eu preciso fazer no Reino?

João 12:30, 31 e Mateus 13:24 – O diabo é o príncipe deste mundo, todos os dias, até a volta de Jesus, ele vem para matar roubar e destruir. Em Mateus 13:1-9, na parábola do semeador, temos o solo pedregoso (representa aquele que não tem raiz) e o com espinho (representa aqueles envolvidos com os cuidados desta vida e a sedução das riquezas), são terrenos infrutíferos. Não devemos nos embaraçar com as coisas desta vida, devemos fazer o que Deus mandou. Nós somos a terra boa, a que produz frutos (a 30, 60 e 100 por um). Se eu sou terra boa, não posso me envolver com “pedra” e nem com “espinho”.

Não nos embaracemos com as coisas do mundo.

– Mateus 25:1 (a parábola das 10 virgens) – No v.6, a voz de quem se ouviu foi a do arauto. Ele saía à frente da comitiva do noivo, clamando e informando acerca da vinda do noivo. Ele clamava, na cultura daquela época, dizendo: Maranata! O arauto é figura do Espírito Santo. Ouvimos nestes dias a voz do arauto: estes são os últimos dias, o noivo está voltando. Esta é a simbologia dos nossos dias.

Eu preciso saber onde estou no Reino de Deus: estou crescendo, ouvindo e obedecendo? Estou frutificando, cuidando de gente, andando na luz? Ou seja: Estou com a lâmpada cheia de óleo?
Ou cremos que somos o que a palavra diz acerca do que somos, ou seremos qualquer um.

Conclusão

– Como saberemos que estamos nos embaraçando com as coisas desta vida? Resposta: Quando abrimos a nossa vida para que outro possa nos aconselhar. Temos aberto até o nosso orçamento familiar?

– Como está a nossa lâmpada?

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.