O que a igreja deve Cantar?

O que a igreja deve Cantar?

1. A igreja deve cantar a palavra de Deus

Cresci ouvindo Asaph Borba, Adhemar de Campos, Bené Gomes, Claudio Claro, Vencedores por Cristo, dentre outros  reciosos ministérios de música. Mais do que suas lindas canções algo me chamava a atenção: volta e meia eu encontrava partes ou trechos inteiros de suas músicas na bíblia enquanto eu a lia.

Dias atrás, ao meditar sobre discipulado, o Senhor me fez lembrar da canção: “Quem tem posto a mão no arado…” (Grupo Logos). Quantas vezes cantei, toquei e “li” esta canção. Louvado seja Deus pelos compositores cuja fonte de inspiração é a palavra de Deus.

Louvo a Deus pela influência destes irmãos e pelo valor que sempre deram as escrituras em suas composições.

Algumas razões porque devemos cantar a palavra:

“Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça…” (2 Timóteo 3.16)
“Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim.” (João 5.39)

O Senhor nos deu sua palavra para que pudéssemos conhecê-lo

“Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti.” (Salmos 119.11)

“Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade.” (João 17.17)

O Senhor nos santifica através de sua palavra

“Consequentemente, a fé vem por se ouvir a mensagem, e a mensagem é ouvida mediante a palavra de Cristo.” (Romanos 10.17) N.V.I.

A palavra de Deus é nossa fonte de fé

“Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos; e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (João 8.31,32)

“Filhinhos, eu vos escrevi, porque conheceis o Pai. Pais, eu vos escrevi, porque conheceis aquele que existe desde o princípio. Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes, e a palavra de Deus permanece em vós, e tendes vencido o maligno.” (1 João 2.14)

Deus nos deu sua palavra para que por ela cheguemos à maturidade espiritual

“A seguir, foi Jesus levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo. E, depois de jejuar quarenta dias e quarenta noites, teve fome. Então, o tentador, aproximando-se, lhe disse: Se és Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães. Jesus, porém, respondeu: Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus. Então, o diabo o levou à C idade Santa, colocou-o sobre o pináculo do templo e lhe disse: Se és Filho de Deus, atira-te abaixo, porque está escrito: Aos seus anjos ordenará a teu respeito que te guardem; e: Eles te susterão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra. Respondeu-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus. Levou-o ainda o diabo a um monte muito alto, mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles e lhe disse: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares. Então, Jesus lhe ordenou: Retira-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a Ele darás culto.” (Mateus 4.1-11)

Deus nos deu sua palavra para que por ela sejamos vitoriosos diante das dificuldades e das tentações

“…as palavras que eu vos tenho dito, são espírito e são vida.” (João 6.63)

“Pois a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais afiada que qualquer espada de dois gumes; ela penetra até o ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e julga os pensamentos e intenções do coração.” (Hebreus 4.12)N.V.I

A palavra de Deus tem vida própria. Quando cantamos a palavra o próprio Jesus começa a operar. Ele é o verbo de Deus, a palavra que trouxe à existência todas as coisas (Jo.1.1-3).

2. A igreja deve cantar o reino de Deus

Creio que a música é um instrumento profético para a igreja. E sendo assim, como músicos também somos responsáveis diante de Deus na consolidação de nossos irmãos.

O que cantamos pode ou não cooperar com a vontade de Deus. Escrevo isto porque sei (e você também sabe; ou não?) que Deus deseja estabelecer seu reino (governo) na vida das pessoas (Lc.17.20,21).

Quando o reino de Deus está dentro de alguém esta pessoa vive segundo a vontade do Senhor, em humildade, santidade e obediência.

Volto a dizer que a igreja não precisa de entretenimento musical e sim de um serviço de música que coopere com o Senhor.

Vejamos os textos:

Mt.4.17 Daí por diante, passou Jesus a pregar e a dizer: Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus.

Mt.9. 35 E percorria Jesus todas as cidades e povoados, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e curando toda sorte de doenças e enfermidades.

Mt.24. 14 E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim.

A mensagem do reino traz em seu conteúdo basicamente o arrependimento para com Deus e a fé em nosso Senhor Jesus Cristo (At.20.21). Esta mensagem fala do governo de Deus; da cruz; obediência; santidade; renúncia; etc. É uma mensagem que nos confronta, nos levando a decidir e mudar de atitude; a romper com toda independência e nos submeter a Deus.

A música não deve servir como um “anestésico” para a igreja e sim como um instrumento que leve as pessoas a “fazer as contas”, como Jesus ensinou (Lc.14.27-33).

Esta era a mensagem de Jesus. Este é o evangelho.
Esta mensagem deve ser cantada pela igreja.

“Ainda existe uma cruz”, nos lembra do Ministério Diante do Trono.
“Prega o evangelho do reino. Prega a palavra de Deus. É a profecia da bíblia que o mundo precisa ouvir”, nos exorta Adhemar de Campos.
“Eis que eu proclamo boas novas. Novas que ao céu conduz, eu proclamo a Jesus”, nos consola Asaph Borba.
“Entrega o teu caminho ao Senhor, espera/confia nEle, e o mais Ele fará”, nos leva a cantar Gerson Ortega. A gente canta dançando e a espada vai penetrando em nosso coração. rsrs
“Já estou crucificado com Cristo e agora vivo não mais eu”, nos instrui Fernandinho.

Viveremos a mensagem a que estamos frequentemente expostos. Ninguém se engane. Quem ouve e canta o reino de Deus tem mais chance de viver este reino.

3. A igreja deve cantar louvores.

Rendei graças ao SENHOR, porque ele é bom, porque a sua misericórdia dura para sempre. (Sl.136.1);

falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais,(Ef.5.19).

Louvar significa elogiar. O Senhor é digno de louvor.

Louvor é uma expressão de gratidão.
A gratidão é extremamente importante em nossa relação com o Senhor.

Onde existe louvor não existe queixa, fofoca, crítica, murmuração, etc.
O louvor é a linguagem do céu; a murmuração, do inferno.

Estou convicto de que louvor é uma reação, não uma ação. Ações de graças, fruto de nossa gratidão pelos feitos do Senhor.

Vejamos o que diz algumas passagens do livro de Salmos:

Ps 22:3 Contudo tu és santo, entronizado sobre os louvores de Israel.

Onde há louvor ali está o Senhor; ali Ele é entronizado.
No meio do louvor Deus habita. Onde existem ações de graça Ele se manifesta.

Ps 30:4 Cantai louvores ao Senhor, vós que sois seus santos, e louvai o seu santo nome.

Louvor é para aqueles que pertencem a Deus, que compartilham de sua natureza.

Ps 30:11 Tornaste o meu pranto em regozijo, tiraste o meu cilício, e me cingiste de alegria;
Ps 30:12 para que a minha alma te cante louvores, e não se cale. Senhor, Deus meu, eu te louvarei para sempre
.

Como não louvá-lo para sempre? Ele me cingiu de alegria!

Ps 34:1 Bendirei ao Senhor em todo o tempo; o seu louvor estará continuamente na minha boca.
Ps 34:2 No Senhor se gloria a minha alma; ouçam-no os mansos e se alegrem
.

Uma alma abatida tende a se queixar. Mas no Senhor se gloria a minha alma.

Ps 47:6 Cantai louvores a Deus, cantai louvores; cantai louvores ao nosso Rei, cantai louvores.
Ps 47:7 Pois Deus é o Rei de toda a terra; cantai louvores com salmo
.

Esta passagem me faz lembrar que Jesus recebeu toda autoridade no céu e também na terra. Aleluia! Cantai louvores!

Ps 51:15 Abre, Senhor, os meus lábios, e a minha boca proclamará o teu louvor.

O louvor faz parte da restauração de Deus na vida de uma pessoa.

Ps 57:7 Resoluto está o meu coração, ó Deus, resoluto está o meu coração; cantarei, sim, cantarei louvores.

Porque meu coração está resoluto, decidido. Pronto para louvar!

Ps 59:17 A ti, ó força minha, cantarei louvores; porque Deus é a minha fortaleza, é o Deus que me mostra benignidade.

Temos força para cantar louvores. Deus é a nossa força!

Ps 66:4 Toda a terra te adorará e te cantará louvores; eles cantarão o teu nome.

Preste atenção nesta passagem. O Senhor fará coisas neste mundo e as pessoas reagirão cantando louvores; cantando o nome do Senhor. Note os inimigos do Senhor. (v.3)

Ps 71:6 Em ti me tenho apoiado desde que nasci; tu és aquele que me tiraste das entranhas de minha mãe. O meu louvor será teu constantemente.

Minha vida é fruto da graça e cuidado de Deus. Impossível não louvá-lo.

Ps 71:23 Os meus lábios exultarão quando eu cantar os teus louvores, assim como a minha alma, que tu remiste.

Alma remida louva!

Ps 92:1 Bom é render graças ao Senhor, e cantar louvores ao teu nome, ó Altíssimo,
Ps 92:2 anunciar de manhã a tua benignidade, e à noite a tua fidelidade,
Ps 92:3 sobre um instrumento de dez cordas, e sobre o saltério, ao som solene da harpa.
Ps 92:4 Pois me alegraste, Senhor, pelos teus feitos; exultarei nas obras das tuas mãos
.

Por causa da benignidade e da fidelidade do Senhor. Ele me tem alegrado. Só me resta louvar. E com um instrumento, fica melhor ainda. (v.3)

Ps 95:1 Vinde, cantemos alegremente ao Senhor, cantemos com júbilo à rocha da nossa salvação.
Ps 95:2 Apresentemo-nos diante dele com ações de graças, e celebremo-lo com salmos de louvor.
Ps 95:3 Porque o Senhor é Deus grande, e Rei grande acima de todos os deuses
.

Porque Ele é a rocha da nossa salvação. Ele é Deus grande. Ele é Rei grande, está acima de todos os deuses.

Ps 98:4 Celebrai com júbilo ao Senhor, todos os habitantes da terra; dai brados de alegria, regozijai-vos, e cantai louvores.

Porque Ele tem feito maravilhas. (v.1)

Ps 100:4 Entrai pelas suas portas com ação de graças, e em seus átrios com louvor; dai-lhe graças e bendizei o seu nome.

Porque o Senhor é bom. (v.5)

Ps 104:33 Cantarei ao Senhor enquanto eu viver; cantarei louvores ao meu Deus enquanto eu existir.

Pelo “simples” fato dele ser o meu Deus.

Ps 108:1 Preparado está o meu coração, ó Deus; cantarei, sim, cantarei louvores, com toda a minha alma.

Porque meu coração está preparado.

Ps 119:171 Profiram louvor os meus lábios, pois me ensinas os teus estatutos.

Por ser um discípulo e aprender os estatutos do Senhor.

Ps 135:1 Louvai ao Senhor. Louvai o nome do Senhor; louvai-o, servos do Senhor,
Ps 135:2 vós que assistis na casa do Senhor, nos átrios da casa do nosso Deus.
Ps 135:3 Louvai ao Senhor, porque o Senhor é bom; cantai louvores ao seu nome, porque ele é bondoso
.

Porque Ele é bondoso a ponto de nos permitir servi-lo.

Ps 138:1 Graças te dou de todo o meu coração; diante dos deuses a ti canto louvores.

Porque o Senhor é o Deus verdadeiro; o único digno de ser louvado.

Ps 144:9 A ti, ó Deus, cantarei um cântico novo; com a harpa de dez cordas te cantarei louvores,
Ps 144:10 sim, a ti que dás a vitória aos reis, e que livras da espada maligna a teu servo Davi
.

Porque a vitória e a proteção vêm do Senhor.

Ps 146:2 Louvarei ao Senhor durante a minha vida; cantarei louvores ao meu Deus enquanto viver.

Porque louvá-lo é a razão da minha existência.

Ps 147:1 Louvai ao Senhor; porque é bom cantar louvores ao nosso Deus; pois isso é agradável, e decoroso é o louvor.

Porque é bom, agradável e decoroso. Louvar a Deus também me abençoa.

Ps 149:1 Louvai ao Senhor! Cantai ao Senhor um cântico novo, e o seu louvor na assembleia dos santos!
Ps 149:3 Louvem-lhe o nome com danças, cantem-lhe louvores com adufe e harpa.
Ps 149:4 Porque o Senhor se agrada do seu povo; ele adorna os mansos com a salvação.
Ps 149:6 Estejam na sua garganta os altos louvores de Deus, e na sua mão espada de dois gumes
,

Porque o Senhor se agrada do seu povo.

A igreja deve cantar louvores. Deve celebrar a Deus. Deve oferecer sacrifícios de ações de graças. Deve usar instrumentos e vozes. Deve expressar-se com fé e liberdade na presença do Senhor.

Não faltarão razões para louvarmos a Deus.
Cantai louvores ao Senhor!

4. A igreja deve cantar o que coopera para a centralidade em Cristo Jesus.

Então, eles, levantando os olhos, a ninguém viram, senão Jesus. (Mt.17.8);

Havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas,
nestes últimos dias, nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo.
Ele, que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu Ser, sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, depois de ter feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade, nas alturas,
tendo-se tornado tão superior aos anjos quanto herdou mais excelente nome do que eles. (Hb.1.1-4);

olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus. (Hb.12.2).

É lamentável quando Jesus é apenas um detalhe importante da igreja.
Parece exagero, mas se não cuidarmos colocaremos muitas “coisas importantes” e o Mestre em pé de igualdade.

Ele é antes de todas as coisas. Nele tudo subsiste. (Cl.1.17)

Ele é tudo! Ele é a vida da igreja; é o cabeça da igreja; é o Senhor da igreja; o Salvador da igreja; o sustentador; o modelo, etc.
Toda atenção deve ser voltada para Jesus. Ele é o centro de tudo.

Algo acontece quando cantamos sobre a vida e obra de Jesus. Algo tremendo é liberado no plano espiritual quando o Filho de Deus é “colocado” no lugar que lhe é devido.

Não é difícil perceber a mudança na “atmosfera do louvor” quando Cristo é exaltado e reconhecido como a pessoa mais importante.

Tanto o Pai quanto o Santo Espírito apontam para o Filho. Veja o que diz as escrituras:
Jo.16:13 Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras.
Jo.16:14 Ele me glorificará, porque receberá do que é meu, e vo-lo anunciará
.

Ef.1:10 para a dispensação da plenitude dos tempos, de fazer convergir em Cristo todas as coisas, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra,

Quando a igreja canta louvores que centralizam Jesus ela coopera com a obra que Deus está fazendo.

Qual a razão do culto, de nossas reuniões? Mateus 18.20 pode nos ajudar. Qualquer ajuntamento do povo de Deus deve ter esta base: EM NOME DE JESUS, PARA QUE ELE ESTEJA NO MEIO, NO CENTRO.
O porquê da ceia? 1 Coríntios 11.26 também nos ajuda. Todas as vezes que comemos do pão e bebemos do cálice, ANUNCIAMOS A MORTE DO SENHOR ATÉ QUE ELE VENHA.
O que justifica a música na igreja ou o período de louvor, como normalmente dizemos? Apocalipse 5.11-14 nos ajuda. Ap.5:11 E olhei, e vi a voz de muitos anjos ao redor do trono e dos seres viventes e dos anciãos; e o número deles era miríades de miríades; e o número deles era miríades de miríades e milhares de milhares,
12 que com grande voz diziam: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor.
13 Ouvi também a toda criatura que está no céu, e na terra, e debaixo da terra, e no mar, e a todas as coisas que neles há, dizerem: Ao que está assentado sobre o trono, e ao Cordeiro, seja o louvor, e a honra, e a glória, e o domínio pelos séculos dos séculos:
14 e os quatro seres viventes diziam: Amém. E os anciãos prostraram-se e adoraram
.

Neste momento está vindo à minha memória Nivea Soares cantando: “Meu Jesus. Salvador. Outro igual não há. Todos os dias quero louvar as maravilhas de teu amor…”.
Aleluia! Como me disse certo irmão em um determinado lugar onde estava ministrando: “Fale-me de meu Mestre; eu só quero saber dele”.

Como você conheceu o Um Só Corpo?

  • Inclua outra resposta

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.