O Poder da Oração – Parte 2

“Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que edificam Salmo 127.1”

Oração no Espírito:
“Também o Espírito, semelhantemente nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira com gemidos inexprimíveis”. (Romanos 8:26).

Perguntemos ainda: Como devemos orar? No Espírito!

O nosso texto nos diz o sentido da oração: o Espírito Santo ora através daquele que ora. Pode-se orar de três maneiras: “Com o entendimento”, isto é, repete-se o que dizem os outros. Usa-se expressões aprimoradas e apropriadas. Tais orações têm, porém, poucos efeitos. Pode-se orar, “sentimentalmente”, isto é, emotivamente, onde se nada em sentimentos.

Mas também isto é normalmente um fogo de palha. A oração bíblica e vitoriosa é, entretanto, a oração no Espírito. A verdadeira oração é um efeito do Espírito de Deus. Uma verdadeira oração vem de Deus, passa por aquele que ora para o objeto da oração, e volta novamente a Deus. Seus ama os homens terna e profundamente. A Bíblia diz: “…o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade” (1 Timóteo 2.4).

Quanto mais, porém, um homem peca, tanto mais é envolvido pelos poderes das trevas. Deus fala a ele através de sofrimentos e bênçãos, mas ele se torna sempre menos capaz de ouvir. Deus quer salvá-lo, mas o homem natural, envolto pelos poderes das trevas, nada percebe das coisas do Espírito.

Mas agora Deus procura alguém. Quem?

Por favor, lê o que esta escrito em Ezequiel 22.30: “Busquei entre eles um homem que tapasse o muro e se colocasse na brecha perante mim a favor desta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei”. Uma acusação abaladora! Disto concluímos que o Deus vivo é levado a desviar a destruição dos pecadores, quando surgem pessoas que se colocam na brecha, fazendo-se muros. Mas Ele não acha ninguém. Como, porem, Deus é colocado nesta situação? Tão logo um filho de Deus se coloca na brecha, fazendo-se de muro para o pecador, que esta sujeito ao juízo, Deus começa a usar esta pessoa, que ora diante dELE, como canal, isto é, o Espírito de Deus começa a gemer através daquele que ora.

Através dele o Espírito joga torrentes de luz nas trevas, onde se encontra o pecador. Através daquele que ora, Ele abençoa os que se deixam abençoar, e o resultado é: o pecador é acordado e vem para a luz, ele começa a ouvir; é convencido e encontra Jesus. Eu te digo insistentemente: há muito Deus te busca para orares, mas não te encontras. Tu não tens tempo. Se soubesses, quão ilimitadamente o Deus vivo quer agir através de ti, terias um único desejo: tornar-te um homem de oração. A acusação é contra ti: “Busquei entre eles…mas a ninguém achei”. Eles falam piedosamente, agem piedosamente, são ativos, mas não oram. Na tua presença, junto a ti, almas vão para a perdição eterna, uma eternidade sem Cristo, porque tu não oras. Teus filhos, teus parentes, nunca poderão conhecer Cristo porque tu não oras espiritualmente. Todos os grandes despertamentos no reino de Deus tiveram sua origem na oração espiritual. Tiago diz: Nada tendes, porque não pedis” (Tiago 4.2). Não pensem que o diabo tem algo contra as atividades de vocês. Podes trabalhar e fazer muito no reino de Deus, mas tudo é vazio e sem poder, não há frutos eternos, porque tu não oras. Vocês ainda não perceberam como o diabo impede as orações? “Busquei entre eles…mas a ninguém achei”. Tu és o homem, tu és a mulher que Deus busca.

Queres gastar tua vida sem que te tornes uma pessoa de oração? Não vês como tua pregação, teu testemunho, tua distribuição de folhetos, teu cantar, tua própria vida de fé, esta correndo em ponto morto, porque não oras? – Deus busca pessoas de oração também hoje!

Como devemos orar? Seriamente!

“Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo” (Tiago 5.16). Deus não ouve em primeiro lugar as palavras da nossa oração, estas podem ser irrepreensivelmente piedosas e ortodoxas, mas Ele prova os nossos corações. Quão séria deve ser a nossa oração? Tanto quanto é sério o assunto. Não é terrivelmente sério quando pessoas vão para a perdição eterna? Ou vocês não creem na realidade do inferno? Deus não é verdadeiro? Ou vocês já sucumbiram à falsa doutrina da reconciliação para todos? Então não podem orar seriamente. Não é terrivelmente sério que o nome do nosso Deus é blasfemado por muitos que permanecem no pecado? Não é serio que a Igreja de Jesus se encontra paralisada e morta, enquanto Jesus está voltando? Orem seriamente!

Agora se apresenta uma dúvida: o pensamento de Deus sobre algum assunto é mudado pelas nossas orações? Não! Nunca podemos mudar Deus e suas opiniões. O que ocorrerá exatamente o contrário. Pela oração séria nós somos mudados. Nós somos colocados na disposição interior em que Deus pode nos abençoar, e através de nós a outros – o mundo. Quando, por exemplo pecadores ouvem o Evangelho, os seus pecados ainda estão sobre eles, são culpados, ainda não têm perdão. Deus não quer então perdoar os pecados? Naturalmente quer!

Por que eles não têm então perdão? Porque ainda não se encontram na disposição interior necessária, no arrependimento. Logo que se arrependem, recebem a bênção do perdão dos pecados. Deus não quer um despertamento? Deus não quer dar uma ação do Espírito? Naturalmente, Ele quer! Ele disse: “Porque derramarei água sobre o sedento, e torrentes sobre a terra seca” (Iaías 44.3). Jesus disse: “Eu vim para lançar fogo sobre a terra e bem quisera que já estivesse a arder”(Lucas 12.49). Por que então ainda não chegou o despertamento? Porque nós filhos de Deus, ainda não estamos na correta disposição interior.

Deus não pode abençoar; o canal está impedido. – Somente quando começarmos a orar unidos e seriamente, humilhando-nos, o Senhor vai abrir os céus e dará um poderoso movimento do Espírito. E é da vontade de Deus que batamos à porta do céu? Ele quer esta insistência? Sim, Ele quer! Deus recusou Jacó, quando este se agarrou no Anjo do Senhor em Peniel exclamando: “Não te deixarei ir, se me não abençoares”, dizendo-lhe: assim não é possível, Jacó? Não, está escrito: “E abençoou ali” (Gênesis 32.29). Quando a ira de Deus se acendeu sobre o povo de Israel, e Ele queria destruir o povo, Moisís colocou-se diante do Senhor e pediu, apoiando-se nas suas promessas. Ele se colocou na brecha, para que Deus não destruísse o povo. E o que fez o Senhor? – Disse Ele “Moisés, assim não se deve agir? Não, lemos em Êxodo 32.14: “Então se arrependeu o Senhor do mal que dissera havia de fazer ao povo”. Oh, tu filho de Deus, tu foste chamado a ser uma pessoa que ora seriamente, no Espírito e com poder!

Como você conheceu o Um Só Corpo?

  • Inclua outra resposta

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.