O instrumento com o qual nós profetizamos é a nossa língua

O instrumento com o qual nós profetizamos é a nossa língua

MP3 | 1 downloads | 16,6 MB

Domingo passado fizemos uma reflexão sobre a língua e durante a semana os Presbíteros acharam por bem nos aprofundarmos mais sobre este tema e vamos fazer isso hoje pela manhã. E é um assunto tão importante, tão fundamental!

Tiago fala que aquele que controla a sua língua refreia todo o corpo, então, quantas confusões nós já vimos, quantas situações por causa de uma palavra falada na hora errada, da maneira errada, para a pessoa errada. Isso produz dores, consequências. Então a gente vai, com muita tranquilidade, aprofundar um pouco o que o Senhor falou.

Nós vimos semana passada que Deus sempre valorizou muito as nossas palavras. Para Deus as palavras têm valor eterno. Deus sempre valorizou muito as palavras, o dom de profetizar e o instrumento com o qual nós profetizamos é a nossa língua, a nossa boca. Deus sempre requereu santidade, separação em tudo aquilo que Ele usa, então Deus nunca quis misturar o instrumento que Ele usa com o mundo. O instrumento de profetizar é a língua e Deus quer santificar a nossa língua.

Nós vimos também lendo o texto de Romanos 10:9 que fala que “Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo”. Veja a importância da nossa boca: tem que crer no coração e confessar com a boca. Então, vimos como Deus dá valor ao que falamos.

E destes profetizou também Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que é vindo o Senhor com milhares de seus santos; Para fazer juízo contra todos e condenar dentre eles todos os ímpios, por todas as suas obras de impiedade, que impiamente cometeram, e por todas as duras palavras que ímpios pecadores disseram contra ele. Estes são murmuradores, queixosos da sua sorte, andando segundo as suas concupiscências, e cuja boca diz coisas mui arrogantes, admirando as pessoas por causa do interesse. Judas 14-16

Então o Senhor Jesus vem prestar contas sobre as obras, mas não apenas sobre as obras mas sobre todas as palavras. Já escutei gente dizer: “Eu tô de cabeça quente e quando eu tô de cabeça quente então eu falo, falo, falo, mas é só da boca pra fora.” Isso é um perigo. “Eu tô falando mas não to falando de coração não, sabe, é que as vezes eu falo umas besteiras…” Aí depois: “Eu não devia ter falado isso.” Sim, mas já falou! Por isso a importância do pacto (falado) no casamento pacto mútuo, às vezes uma aliança de permanecer junto com aquela pessoa.

O Espírito Santo quer controlar a nossa boca. Nós vimos o texto de Tiago 3:1-12, o texto fala que precisamos domar a língua. Quem domina a língua domina todo o corpo. Tiago 3:7 Fala domar e não conscientizar. Domar que nem você doma um cavalo feroz. Isso se chama controlar. A palavra fala em domar a língua como a um cavalo arredio.  Mas nenhum homem pode domar a língua. É um mal que não se pode refrear; está cheia de peçonha mortal. Tiago 3:8

Mas o Espírito Santo do Senhor quer dominar a nossa língua.

O Espírito Santo tocou no meu coração alguns problemas que nós temos com a língua e eu queria compartilhar. Me incluo num bocado desses aqui, eu preciso crescer. Talvez você esteja em um e não esteja em outro, esteja em dois, ou talvez você não esteja em nenhum e depois você vem conversar comigo. Sem sombra de dúvida nós iremos bater um no outro aqui no nosso coração não para nos acusar, não para nos espremer, não para colocar jugo, mas para nos limpar porque aquela árvore que dá fruto Ele limpa para que dê mais fruto. Essa é a proposta do Senhor para nós.

1. Tem gente que fala demais.

Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar. Eclesiastes 3:7

Infelizmente tem pessoas que têm necessidade de falar, de trazer uma novidade, de trazer algo que ninguém sabe. Quantas situações nós já entramos porque falamos demais! Que se diz: “Por que eu fui falar?” Quantas situações de dor, amizades de anos que foram diluídas porque alguém confidenciou algo para você, que não era pecado, mas uma confidência e você foi e falou numa roda, fez um comentário e isso chegou até essa pessoa… quantos problemas na irmandade, na igreja, que temos por causa de pessoas que falam demais.

Todo homem (e coloco aqui toda mulher) seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Tiago 1:19
Deus colocou dois ouvidos e uma boca e isso quer dizer que eu preciso ouvir o dobro do que falo. Se eu ouvir trinta palavras eu preciso falar quinze. Tem gente que acha que tem um ouvido e trinta bocas. Então Deus quer curar isso em nós. E para este tema o livro de provérbios é tremendo é conhecido como o livro da sabedoriaO gotejar contínuo no dia da grande chuva, e a mulher contenciosa, uma e outra são semelhantes. Provérbios 27:15

Algumas versões fala “mulher tagarela”. A chuva caindo sem parar é como aquela mulher que fala a mesma coisa sem parar.

SEMELHANTEMENTE, vós, mulheres, sede sujeitas aos vossos próprios maridos; para que também, se alguns não obedecem à palavra, pelo porte de suas mulheres sejam ganhos sem palavra. 1 Pedro 3:1

Isso é o submeter ao Senhor.

O que guarda a sua boca conserva a sua alma, mas o que abre muito os seus lábios se destrói. Provérbios 13:3

Eu sei que muitas vezes isso é fruto de anos: “Eu sou assim desde pequeno…” Deus quer restaurar a nossa boca. Somos uma nova criatura. O Espírito Santo do Senhor que ressuscitou a Jesus dentre os mortos habita em mim, habita em você. Ele é poderoso para travar a tua língua. Ele habita na sua cabeça, no seu coração, nos seus rins, nos seus ouvidos, nos seus olhos e na sua língua também. Às vezes é um absurdo a conversa na hora do encontro na parte do fundo do salão, lá atrás. As vezes tem um irmão profetizando ou ministrando a palavra ou louvando ao Senhor e, quando você vê uma criança conversando, mas adultos! No meio do salão, no meio da reunião! Isso é um absurdo, irmãos! Se você tem algo a tratar na hora do encontro, chama o irmão, sai do local, fala lá fora alguma coisa urgente, mas não seja um instrumento de distração.

Kleber: “Nunca esqueci o que Fred me falou há uns 10 ou 15 anos atrás que toda vez que a palavra é ministrada está acontecendo aquilo que Jesus falou sobre a parábola da semeadura porque as sementes são jogadas e a palavra é o Espírito Santo jogando as sementes nos nossos corações. Se a gente não presta atenção a isso então a palavra será jogada como na beira do caminho, nos espinhos ou nas pedras e aí você tá ajudando o diabo a roubar a palavra que seria benção para a sua vida para reverter para a igreja e para o mundo. Alguém vai estar perdendo e pode não ser só você mas alguém do seu trabalho ou que encontre na rua que vai precisar daquilo que o Senhor está tentando imprimir no teu coração para você frutificar para o Senhor.”

2. Tem gente que possui um linguajar mundano.

Quando entregamos a nossa vida para Jesus a palavra diz que somos transportados do império das trevas e passamos a residir, a ser membros do local chamado reino do filho do Seu amor. São dois locais distintos como o Brasil e o Japão. E cada local tem a sua cultura, estrutura e o reino de Deus tem a sua maneira de falar que é diferente do império das trevas. Existem pessoas que se mudaram, mas ainda não perderam o jeito de falar, a maneira de se expressar. É como alguém que vai morar no Japão, mas insiste em continuar falando português. Vai morrer de fome! Vai sofrer, vai ser uma luta porque vai precisar aprender a falar japonês. Assim é o que Deus quer fazer nas nossas vidas.

Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem. Ef 4:29
Peixe podre é a tradução da palavra “torpe”.

Mas agora, despojai-vos também de tudo:  da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca. Colossenses 3:8
Como é que o mundo fala? Fala palavrão. É normal no mundo, uma cegueira. A conversa no mundo tem duplo sentido. Cuidado com piadas que você escuta. Se escutar, não conte. Deus quer restaurar a nossa maneira de falar.

Linguagem sã e irrepreensível, para que o adversário se envergonhe, não tendo nenhum mal que dizer de nós. Tito 2:8
Deus quer gerar em nós uma linguagem limpa.

O lábio da verdade permanece para sempre, mas a língua da falsidade, dura por um só momento. Provérbios 12:19
O mundo fala palavrão, conversa torpe e o mundo fala mentiras.

Como o louco que solta faíscas, flechas, e mortandades, assim é o homem que engana o seu próximo, e diz: Fiz isso por brincadeira. Provérbios 26:18

Não podemos deixar com que a maneira do mundo chegue a nós. Seja o nosso falar sim, sim e não, não; O que passar disso vem do maligno.

O mundo fala fofoca

O que anda tagarelando revela o segredo; não te intrometas com o que lisonjeia com os seus lábios. Provérbios 20:19

Sem lenha, o fogo se apagará; e não havendo intrigante, cessará a contenda. Provérbios 26:20 

Se tem algo que é infernal no grau máximo é a tal da fofoca. É aquele que pega algo e sai espalhando. Vê uma situação, não entende, tira suas conclusões e sai logo espalhando. Deus quer nos livrar de qualquer tipo de fofoca entre nós.

3. Tem gente que tem a língua pesada.

Não tem graça no falar.

A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um. Colossenses 4:6

O Espírito Santo quer produzir isso em nós, a palavra temperada. Tem irmãos que não sabem pedir por favor, falam com o discípulo como se o discípulo fosse escravo. Ion fala muito isso que devemos ser padrão dos fiéis e não patrão dos fiéis. Precisamos de graça no falar. A gente vê a experiência de João, filho do Trovão e no final em I, II e III João fala “filhinhos, amados…” vendo Pedro, dureza, como Deus transformou, restaurou a vida de Pedro! Então Deus quer produzir isso em nós. A verdade já tem um peso por si só, não precisamos acrescentar o nosso próprio peso a ela. Por isso a palavra diz para falar com graça e verdade.

Não escrevo estas coisas para vos envergonhar; mas admoesto-vos como meus filhos amados. 1 Coríntios 4:14

A diferença toda é o amor. Admoestar significa chamar a atenção. Chamar a atenção é um ato de amor, mas com graça. Algumas sugestões: Evitar conversar no final do encontro. Normalmente não dá certo porque você está com fome, cansado, moído pelo Senhor… marca um outro dia, tranquilo, e quando eu não falar com graça, peço perdão. Com os nossos filhos às vezes falamos a coisa certa mas da forma errada. Precisamos ter humildade para pedir perdão. Isso é ensino e vamos aprendendo diante do Senhor a ter graça.

4. Tem gente que tem uma língua ferina.

Língua de cobra sai costurando uma situação.  Tem gente que gosta de ver o circo pegar fogo.
Como o carvão para as brasas, e a lenha para o fogo, assim é o homem contencioso para acender rixas. Provérbios 26:21
As vezes tem uma situação, a pessoa se apresenta e começa a colocar lenha naquilo.
O que, passando, se põe em questão alheia, é como aquele que pega um cão pelas orelhas. Provérbios 26:17
Tem gente que entra em confusão porque se mete onde não é para se meter. Muitas vezes na própria igreja se mete para saber da situação.
Estas seis coisas o SENHOR odeia, e a sétima a sua alma abomina: Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, O coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal, A testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos. Provérbios 6:16 -19
Essas seis coisas já são sérias, mas a sétima a palavra resolveu destacar. Dentro da irmandade tem isso. Foge dessas pessoas. Aquela pessoa que está falando mal de alguém pra você é a mesma que amanhã vai falar mal de você para outra pessoa, é claro. Foge! Normalmente essa pessoa se isola, fica acuada. Qual a intenção disso? Produzir arrependimento no coração. Há perdão e cura para tudo, mas tem que haver arrependimento, confissão. Foge! Seja claro dizendo: “irmão, eu não quero caminhar contigo porque você está semeando contenda e eu não quero estar nisso.” Foge porque Deus abomina. A palavra fala que devemos ser pacificadores. Bem-aventurados os pacificadores porque serão chamados filhos de Deus Mateus 5:9. Pacificador é aquele que traz a paz, aquele que transmite o Príncipe da paz que habita em nós. Aonde eu chego chega o Príncipe da paz.

5. Tem gente que tem uma língua incrédula.

Do tipo: “Oh vida, Oh azar…” a palavra fala que sem fé é impossível agradar a Deus. Tem gente que é incrédulo, murmura e ainda é um instrumento de incredulidade para o outro. Se você não tem fé, fique calado. Não seja um instrumento para jogar água na fé do outro. Jesus chegou para ressuscitar a filha de Jairo e disse que ela não estava morta mas dormindo e a palavra fala que as pessoas riram. Jesus é amor, é graça, mas olhou para o riso daquelas pessoas e mandou todo mundo sair. “Thalita, levanta!” e a menina levantou. Um ambiente de incredulidade contagia. Deus quer operar em nós um coração de fé. Tem coisas que vão de encontro com a palavra, então, neste caso pode-se ajudar o irmão a centrar na palavra, mas se a palavra não diz que é mentira, seja um instrumento de fé na vida do outro. Deus abomina a murmuração.

Conclusão:

Deus quer restaurar a nossa língua, que a nossa boca seja instrumento de benção para todo o mundo. A boca fala do que está cheio o coração. Deus quer restaurar o nosso interior.

Como você conheceu o Um Só Corpo?

  • Inclua outra resposta

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.