O Homem e as Duas Árvores – O Homem Corrompido pela Árvore da Morte

O plano eterno de Deus, a Sua economia, é-nos revelado por meio dos sessenta
e seis livros da Bíblia. Bem no início da Bíblia, Deus é visto criando o homem como o
centro de toda a criação com o propósito de expressar a Si mesmo. Em Sua economia,
Deus quis que o homem O expressasse como o centro de todo o Seu universo.

Mas, como sabemos, Adão foi induzido a tomar da segunda fonte, a árvore do conhecimento, para dentro de si. Isso não foi apenas uma questão de fazer algo errado. Não! Foi muito mais sério do que transgredir a lei e o regulamento de Deus. O significado de Adão ter tomado do fruto da árvore do conhecimento foi que ele recebeu Satanás para o seu interior.

Adão não comeu um ramo daquela árvore, ele comeu o fruto da árvore. O fruto contém o poder reprodutor de vida. Por exemplo, quando o fruto do pessegueiro é plantado na terra, logo brotará outro pequeno pessegueiro. Adão foi a “terra”. Quando, como a terra, tomou o fruto da árvore do conhecimento para o seu interior, ele recebeu Satanás, que então, cresceu nele. Oh! Isso não é algo pequeno.

Poucos cristãos perceberam a queda de Adão dessa forma. O fruto de Satanás foi semeado em Adão como uma semente no solo; assim, Satanás cresceu em Adão e tornou-se uma parte dele.

Eem que parte de Adão Satanás foi colocado

Agora precisamos descobrir em que parte de Adão Satanás foi colocado. Satanás não entrou em Adão só quando ele caiu no jardim, mas ainda permanece na raça humana. Onde está ele localizado na raça humana? O homem é um ser tripartido: espírito, alma e corpo.

Quando Adão tomou o fruto da árvore, em que parte do seu ser ele entrou? Naturalmente, entrou no seu corpo, porque Adão o comeu. Embora isso seja lógico e razoável, necessitamos base bíblica para confirmar que alguma coisa de Satanás está em nosso corpo. Leia Romanos 7:23: “Mas vejo nos meus membros outra lei que, guerreando contra a lei da minha mente…” A palavra “outra” na versão João Ferreira de Almeida, não é uma boa tradução.

Deveria ser “uma lei diferente”, isto em, uma lei de categoria diferente. Você pode ter três leis de categoria diferente. Você pode ter três leis da mesma categoria, por exemplo, a primeira e mais “outras” duas. Porém, o grego aqui significa uma lei de uma categoria contrastante. “Mas vejo nos meus membros (que são as partes do corpo) uma lei diferente, guerreando contra a lei da minha mente e me fazendo cativo na lei do pecado a qual está nos meus membros”, isto é, as partes do corpo.

Que é a lei do pecado?

Que é a lei do pecado? Paulo disse: “Já não sou eu quem o faz, e, sim, o pecado que habita em mim” (v. 20), e, “já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim” (Gl 2:20). Aqui temos o contraste entre “já não sou eu, mas o pecado” e “já não sou eu, … mas Cristo”. Cristo é a corporificação de Deus, mas o pecado é a corporificação de Satanás.

A palavra “pecado” em Romanos 7 deveria ser com letra maiúscula, porque ela é personificada. Ela é como uma pessoa, porque o Pecado pode habitar em nós e nos forçar a fazer coisas contra a nossa vontade (VS 17, 20). É até mais forte do que nós. Romanos 6:14 diz: “Porque o pecado não terá domínio sobre vós”. É melhor traduzir assim: “Porque o Pecado não terá o senhorio sobre vós”, ou “Porque o Pecado não será senhor sobre vós”.

O Pecado pode ser senhor sobre nós; portanto, o Pecado deve ser o maligno, Satanás. Por meio da queda, Satanás entrou no homem como o Pecado, e o está governando, estragando-o, corrompendo-o e assenhoreando-se dele. Em qual parte? Satanás está nos membros do corpo do homem.

O corpo do homem, como era originalmente quando foi criado por Deus, era algo muito bom, porém, agora se tornou a carne. O corpo era puro, uma vez que foi criado bom, mas quando foi corrompido por Satanás, ele se tornou carne. Paulo disse: “Em mim, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum” (v. 18). Pela queda, Satanás veio habitar em nosso corpo, fazendo com que ele se tornasse carne, isto é, um corpo estragado e arruinado.

O livro de Romanos usa dois termos, “o corpo do pecado” (6:6) e “o corpo desta morte” (7:24). O corpo é chamado de “o corpo do pecado” porque o Pecado está no corpo. O corpo simplesmente se tornou a residência do Pecado, o qual é a corporificação de Satanás. Que é, então, o “corpo da morte?” A fonte e o poder da morte é Satanás. O Pecado é a corporificação de Satanás e a morte é o resultado ou o efeito de Satanás.

Corpo do pecado

Este corpo corrompido e alterado em natureza é chamado “corpo do pecado”, e o “corpo da morte”, porque esse corpo se tornou a própria moradia de Satanás. Ambos, o pecado e a morte estão relacionados com Satanás. “O corpo do pecado” significa que o corpo é pecaminoso, corrupto e escravizado pelo Pecado; “O corpo da morte” significa que o corpo está enfraquecido e cheio de morte.

O corpo é algo satânico e diabólico porque Satanás habita nele. Todas as concupiscências estão nesse corpo corrupto que é chamado carne. A Bíblia revela que a concupiscência é “a concupiscência da carne” (Gl 5:16). A carne é o corpo corrupto cheio de concupiscências, habitado por Satanás. Agora você vê que a queda do homem não foi apenas uma questão de ele ter cometido alguma coisa contra Deus, mas de ter recebido Satanás para dentro do seu corpo. Satanás, desde o tempo da queda, habita no homem. Isso é o que aconteceu quando o homem participou da segunda árvore.

Uma vez que Satanás e o homem se tornaram um por meio da segunda árvore, Satanás não está mais fora do homem, mas no homem. O príncipe do ar, o próprio Satanás, está trabalhando nas pessoas desobedientes (Efésios 2:2). Satanás estava contente, gabando-se de que tinha tido sucesso em apoderar-se do homem. Mas Deus, que ainda estava fora do homem parecia dizer: “Eu também Me encarnarei. Se Satanás trabalhou a si mesmo para dentro do homem, então entrarei no homem e revestir-Me-ei do homem”.

Quando Deus se encarnou como um homem

Você vê que situação complicada? Deus se vestiu deste homem, no qual Satanás estava nele, pela encarnação. Quando Deus se encarnou como um homem, o tipo de homem de que Ele se vestiu foi um homem corrompido por Satanás. À época da Sua encarnação, o homem não era mais puro, mas era um homem arruinado, corrompido por Satanás. Lemos em Romanos 8:3: “Deus, enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado” (VRC) – não “da carne pecaminosa”, como na versão Revista e Atualizada de João Ferreira de Almeida, mas ”da carne do pecado”.

Quando o Senhor Jesus se encarnou, Ele era “em semelhança da carne do pecado”. Não havia pecado Nele, mas havia “a semelhança da carne do pecado”. O Pecado estava dentro do homem corrompido, mas não havia pecado dentro do Senhor Jesus, havia somente a semelhança da carne do pecado. O Velho Testamento ilustra isso na tipologia da serpente de bronze na haste. Aquela serpente, feita de bronze, era um tipo de Cristo (João 3:14). Quando Cristo estava na cruz, Ele era um homem na “semelhança” da serpente.

A serpente é Satanás, o diabo, o inimigo de Deus, mas quando Cristo se encarnou como um homem, Ele tinha até mesmo a semelhança da carne do pecado, que é a semelhança de Satanás. É difícil entender isso com facilidade. Realmente é bastante complicado. Deixem-me repetir.

O homem foi feito puro, mas um dia Satanás entrou nele para possuí-lo. Satanás estava jubiloso, pensando que tinha tido sucesso em apossar-se do homem. Deus, então, revestiu-se do homem com Satanás dentro dele.

O Homem e as Duas Árvores está dividido em 4 partes:
1) O Homem Neutro entre as Duas Árvores
2) O Homem Corrompido pela Árvore da Morte (Você está aqui)
3) O Homem Libertado da Árvore da Morte
4) O Homem Ressuscitado pela Árvore da Vida

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.