O chamado para ser Discípulo

Vejamos essa palavra como uma conversa pessoal com Jesus, só tu e Ele, mais ninguém, olhos nos olhos, Ele olhando teu coração, vendo o teu interior; algo muito pessoal na tua vida com a pessoa de Jesus. Tua eternidade pode depender dessa palavra e da tua atitude, da tua reação para com Deus, para com a pessoa de Jesus, filho do Deus vivo.

Em Mateus 4.18-22 encontramos Jesus falando com dois de seus futuros discípulos, e convidando-os para segui-lo e para serem pescadores de homens. Em Mateus 8.18-22 novamente encontramos homens que Jesus convocou a segui-lo como discípulos. E Mateus 9:9 relata o chamado de Mateus para ser discípulo, fato esse que mudou sua vida radicalmente. Mesmo já conhecendo esses versículos, Jesus está hoje te chamando para segui-lo. Jesus está falando contigo hoje: Segue-me!

Em Mateus 19.16-21 Jesus conversa com um jovem rico que conhecia a verdade e afirmava que já vivia a verdade. Mas como esse jovem dizia que queria ser bom, Jesus disse-lhe que precisaria vender seus bens e dar aos pobres, uma vez que o tesouro do seu coração era a sua fortuna. Depois que fizesse isso o jovem deveria segui-lo. O cobrador de impostos conhecido como Mateus, que ficava com parte do dinheiro que não era seu, abriu mão de tudo para seguir Jesus. Já o jovem mesmo conhecendo a palavra e tendo crescido no meio do povo vendo e ouvindo Jesus, seu coração não era do Senhor. Ele não compreendeu o que é ser discípulo. A mesma palavra que Jesus falou para Mateus falou também para o jovem rico tocando no âmago dos dois, porém o jovem rico deu as costas para Jesus.

João 1.35-49 relata o encontro de Jesus com outros futuros discípulos, onde Ele afirma a um deles que já o tinha visto, convidando-o a segui-lo. Jesus conhece seus discípulos pelo nome e sabe suas obras. Assim como Jesus chamou os discípulos ele está nos chamando. Qual é a nossa resposta?

Em João 12.23-26 Jesus fala da importância de negarmos a nossa vontade para darmos frutos. Para servirmos a Ele é preciso segui-lo. Jesus chama seus discípulos a segui-lo durante todo o decorrer do discipulado. E até mesmo antes de subir ao céu, como está escrito em João 21.19, Jesus chama Pedro para segui-lo. Jesus perguntou várias vezes a Pedro e sua resposta sempre foi sim.

Deixemos claro que não dá para seguir Jesus na base do arrastão, pois mesmo vivendo no meio da galera do Reino precisamos ter uma resposta verdadeira diante do Rei dos reis. Uma característica de um verdadeiro discípulo está em Lucas 14.25-26,  amar o Senhor  mais que tudo. O nosso amor pelo Senhor deve ser renovado a cada manhã, mesmo não tendo vontade precisamos decidir viver para Jesus a cada dia. Um amor profundo por Jesus é esse aborrecer que está nesse texto do evangelho de Lucas,  amar mais o Senhor do que todas as coisas, como esclarece o texto de Mateus 10.37.Se não for assim, nos tornamos indignos do Senhor. O Senhor quer a prioridade da nossa vida. Precisamos decidir seguir Jesus assim como está em Marcos 12:28-30 que fala em amar o nosso Senhor de todas as formas.

Como é que então damos as costas para Jesus? Se a Palavra fala que somos verdadeiros discípulos seguindo-O, então quem não O seguir é o que? Quem não O segue, não é discípulo Dele. O estar vinculado em um discipulado, ir ao culto, em retiros, ler a bíblia, levantar as mãos na hora do louvor NÃO significa ser discípulo. O tal jovem rico fazia isso tudo e mesmo assim não era discípulo. O coração do jovem rico não era totalmente de Jesus. Não sabemos por que ele estava ali, se estava apenas por estar, mas seu coração não era totalmente de Jesus. O fruto de um discípulo são os frutos do Espírito Santo que é Jesus na vida do discípulo. O que nos faz ir aos cultos, ir aos grupos nas casas, tem que ser Jesus. Não estamos aqui por estar, e por isso precisamos dar a Ele uma resposta positiva.

Sempre para uma pergunta tem que haver uma resposta, Jesus está te perguntando se tu queres segui-lo. Para segui-lo a resposta é SIM. Esse sim deve ser diário e não ocasional.

Sabemos que é difícil seguir Jesus se não estamos apaixonados por ele, mas precisamos decidir por Ele, e assim tudo fica mais fácil, sem barreiras. Precisamos ter uma atitude radical decidindo amar Jesus com toda a nossa força e todo o nosso coração.

Neste convite que Jesus nos faz a segui-lo há responsabilidades. A responsabilidade Dele em nos convidar, convocar e tudo o mais que Deus fez por nós em Jesus já está consumada. Qual é a nossa responsabilidade diante desse chamado? A nossa parte está em tomar uma decisão. Eu e tu temos uma responsabilidade direta diante do Senhor, com a nossa resposta. Desejo que a tua resposta seja de decidir seguir a Jesus. Tu podes ter uma atitude de fé? Mesmo estando vinculado, e também em discipulado não significa que a tu resposta é seguir Jesus, porque para ser discípulo não basta só isso. Deus não busca pessoas que estão conforme as normas; ele não olha o exterior, ele olha o coração. Ele busca quem tem o coração totalmente dele, ele busca quem tem uma atitude de fé em relação a esta ordem: Segue-me.

A nossa resposta é SIM ou NÃO; o que nos leva a uma atitude de fé que tem como conseqüência a obediência, ou uma atitude de incredulidade que me leva a conseqüência da desobediência. Eu posso agir com incredulidade e achar que essa atitude não é tão seria assim. Vou levando, vivendo conforme a maré, vivendo como me convém o que me leva a morte. Somente a partir dessa resposta é que de fato nos tornamos (ou não) discípulos.

Em Êxodo 32:33 o Senhor fala que vai riscar do livro da vida quem pecar contra ele. Você pode dizer que o pecado não te atrapalha e que tu podes ter domínio nessa área que te leva para longe de Deus, ou talvez que ninguém tenha nada a ver com isso, mas em Hebreus 3:12-13 recebemos a orientação de fortalecermos uns aos outros (a cada um) todos os dias para que não sejamos enganados pelo pecado. Quando pecamos ficamos endurecidos, calejados, o que gera incredulidade mesmo ouvindo o Espírito dizer: Arrepende-te e muda de atitude. Não levamos a sério, mas a palavra da verdade nos ensina que ninguém se engane, pois o pecado engana, endurece e nos leva a morte.

A primeira característica de um discípulo é amar o Senhor acima de tudo, Deus deseja ter o nosso coração por inteiro, o nosso entendimento e alma por inteiro e amá-lo com toda a nossa força. E você vive isso hoje? Ou apenas está em discipulado? Precisamos ser mexidos com isso. O teu coração precisa ser de Deus por inteiro.
João 14:23 fala da segunda característica de um discípulo que é a obediência. Se alguém ama Jesus guardará, obedecerá a sua palavra e aí então Jesus vem junto com o pai para fazer morada em nós. João 15:14 nos ensina que somos amigos de Jesus se fizermos o que ele manda.

Romanos 1:5 traz que somos um povo chamado para a obediência mediante a fé e Filipenses 2:12-16 nos mostra uma igreja que obedecia mesmo quando Sua autoridade não estava presente e ensina como devemos viver, lembrando que podemos enganar as pessoas, mas Deus vê tudo, e não tem como enganá-lo, a palavra fala que não há nada oculto que não venha a ser revelado. Não é por medo que temos que obedecer, mas POR AMOR, esse amor supremo que constrange e faz com que eu obedeça. Hebreus 5:8-9 fala que Jesus aprendeu a obedecer por meio do que sofreu e se tornou fonte de salvação para quem o obedece. Precisamos ter um coração que deseja acertar e obedecer. Estar cheio de Jesus é estar cheio de obediência. 1 Pedro 1:2,13,14,22,23 nos mostra que fomos escolhidos para obediência, …como filhos da obediência, …que nos purificamos pela obediência. Quando um discípulo está cheio de Cristo, está inclinado a obedecer. Deus quer levantar uma geração de adoradores. 2 Timóteo 3:1-5 mostra como serão os últimos dias e como seremos sem Cristo. João 8:31 traz que os verdadeiros discípulos permanecem na palavra do Senhor, e concluímos que, se a palavra fala de verdadeiros, existem também os falsos; quem não permanece é falso discípulo, e o problema maior é que esses acham que estão bem. Mt 28.19-20 fala de fazer discípulos e ensinar a obedecer à palavra.

Para obedecer a Jesus precisamos conhecer a palavra, precisamos adquirir um novo hábito de ler a bíblia. Não é ler para apenas conhecer, mas é para viver. Colossenses 3:16 fala para habitar em nós a palavra de Cristo… Precisamos estar mais perto de Cristo para estarmos no Reino. Porque existem irmãos que sempre tem dificuldade, sempre caem? Os que estão bem perto de Cristo não passam por isso. Hebreus 5:14 fala que o adulto Espiritual discerne o bem e o mal e para nos tornarmos adultos precisamos primeiro ser crianças e recebermos a verdade como leite e com o devido tempo seremos adultos.
Salmos 1:1 alerta para não seguirmos o conselho dos ímpios e não nos assentarmos na roda dos escarnecedores. Precisamos de uma atitude radical, nos afastarmos de tudo que quer nos afastar de Deus. No livro de Daniel vemos jovens que escolhem não se contaminar e é isso que precisamos decidir.

1 João 1:5-10 é um texto para praticar. O que é andar na luz? É andar com a tua vida às claras, nada em oculto, tuas lutas, tuas dificuldades, diante de Deus em primeiro lugar, mas também com a pessoa que Deus te deu para ser teu pai Espiritual. O que não pode acontecer é trazer para uma pessoa errada. Você precisa levar para o teu discipulador que é alguém que foi escolhido por Deus para te ajudar, por que quando estamos nas trevas estamos nos afastando de Deus e não escolhendo a comunhão. O fato de levar para a pessoa errada acaba aliviando a carga, mas não é essa a pessoa e a forma que Deus escolheu para te orientar, e essa pessoa vai ser cobrada diante de Deus pela tua vida. Precisamos levar para a pessoa correta independente de quantas vezes caímos. Quem é verdadeiro amigo ajuda o companheiro a levar para seu discipulador. Quem ama deda! Às vezes é preciso orientar a pessoa que pecou a falar com sua autoridade, ou até mesmo, se isto não funcionar, estimular a autoridade a falar com o pecador. Lembrando de Provérbios 27:5: “Melhor é a repreensão feita abertamente do que o amor oculto”.

Precisamos fazer um pacto de ser discípulos com Cristo, de amá-lo em primeiro lugar. Precisamos querer ser aprovados por Deus, pois somos filhos da obediência. Um compromisso de andar às claras com Deus e o meu discipulador para ter comunhão uns com os outros, andando como filhos da luz (Efésios 5:8-18).

Discipulado é sinônimo de seguir Jesus, Sermos discípulos de Jesus significa andar com Jesus. Seguimos Jesus através da Porta que é o próprio Jesus; entramos pela Porta que é Jesus e estamos andando com Ele que é O Caminho. Muitos usufruem todo o recurso através de Cristo na Porta e se convertem por meio de Cristo, mas não entendem que o mesmo Cristo que nos leva através da Porta é o mesmo Jesus no discipulado. Para andar com Ele precisamos passar pela Porta e é impossível sermos discípulos de Jesus sem ser por meio de Jesus. O alvo para o qual apontamos tem nome e sobrenome Jesus Cristo, o Senhor. Nenhum de nós pode ser semelhante a Cristo sem ser por meio de Cristo. Sem Ele é impossível viver a vida cristã.

Essa vida só é possível de ser vivida através de outra vida que é Cristo permeando todo o meu ser. Viver apenas imitando parecer Cristo não te leva a uma vida cristã, isso te torna um mero religioso, não é por esforço, mas por uma desistência de nós mesmos.

Precisamos desistir de nós mesmos e ter esperança em Cristo, pois ele é a esperança da glória – Colossenses 1:27. A nossa esperança não é um melhoramento e sim Cristo habitando em nós pela conversão. É transbordar de Cristo através do batismo do Espírito Santo. É Cristo permeado pela palavra, pela comunhão, pela oração. É Cristo sendo manifestado pela obediência. É Cristo a única esperança. Cada vez que tu te desesperas contigo mesmo, não fique nesse ponto, mas fica ouvindo o que o ES está falando. Só ele é capaz de fazer essa obra em nós.

O Senhor tem que ser o meu dono, o meu proprietário. Ele tem que ser a minha máxima, indiscutível autoridade e com isso nos tornamos discípulos dele. Lucas 5:5-11 nos relata um encontro de Jesus com Pedro, Jesus ordena Pedro que lance suas redes mesmo depois de terem trabalhado a noite inteira sem apanhar nada, ao que Pedro O obedece. Quando Pedro puxa as redes percebe que estão cheias de peixes, fazendo-o refletir e enxergar-se como um pecador indigno de estar perto de Jesus. Para sermos discípulos precisamos ter um encontro desses com Jesus e obter um entendimento de quem Jesus é, e recebendo o chamado para sermos discípulos colocarmos nossa vida no lugar certo, colocando também Jesus no lugar certo, que é o centro de tudo na nossa vida.

Ser discípulo é ter ele como nosso Senhor o que significa que ele é meu dono. É reconhecer a nossa própria incapacidade diante da capacidade de Jesus. Lembrando que a primeira característica de um discípulo é amar a Deus acima de todas as coisas com um amor supremo a Jesus. A segunda característica é obedecer, que é sinônimo de permanecer, guardar a palavra de Deus. E a terceira característica é a submissão.

A nossa natureza em Cristo passa a ser a obediência, a dependência e a submissão. Para sermos discípulos temos que ter essas características. Precisamos ter uma submissão imediata, como no exemplo de Ananias que está em Atos 9:10. Quando nos pedirem algo nossa resposta tem que ser: Eis me aqui. Um coração pronto para obedecer, para servir, pois estamos servindo a Cristo, não a homens – Colossenses 3:2.

João 13:34-35 fala que seremos reconhecidos como discípulos se amarmos uns aos outros e essa é outra característica do discípulo. Esse amor uns pelos outros aparece 14 vezes na palavra. O segundo mandamento mútuo (uns aos outros) que mais aparece é saudar com ósculo santo, que é a maneira de expressar esse amor com beijo. A terceira é perdoar uns aos outros. Quanto mais convivemos uns com os outros mais temos que pedir perdão e também liberar perdão uns aos outros, como está escrito em Colossenses 3:13.

No Reino não podemos dar lugar às ‘panelinhas’. Não podemos fazer agrado a um ao nosso lado e ignorar a outro do outro lado deixando de cumprimentá-lo, temos que amar a todos.

Outra característica de um discípulo está em Lucas 14:27-33 que nos mostra que qualquer um que não tomar a sua cruz não pode ser discípulo. Marcos 8:34 fala novamente de tomar a cruz e Mateus 16:24 nos mostra que quem quer vir a Jesus precisa negar-se a si mesmo. Essa perda da alma e tomada da cruz que está nesses versículos reflete alguém que tem um compromisso, uma disposição, de renunciar e abandonar tudo que não coopera para o propósito de Deus, tudo e qualquer coisa que eu tenho de deixar de lado, renunciar. Não é por legalismo que tu vais chegar a isso, mas por uma decisão pessoal de abandonar o prazer que tu tinhas no que tu fazias antes. Precisamos abrir mão de tudo que nos afasta do propósito de Deus, não por obrigação mas por amor a Jesus. E esse amor por Ele é que faz eu abrir mão dos antigos prazeres. A vontade de Deus que é boa, perfeita e agradável deve predominar em mim, pois quando a minha vontade – que não é igual à de Deus – se manifestar eu preciso decidir tomar a cruz, escolher a vontade de Deus e negar a minha vontade. E isso é perder a vida como está em Lucas 9:23. Para seguir Jesus precisamos tomar a cruz dia-a-dia. Deus fala conosco, mas é nossa escolha seguir e obedecer a Ele.

E quando tudo isso acontece temos a última característica que está em João 15:8,16,26 que é dar frutos. Quando eu decido seguir Jesus essas características passam a ser minhas, e então eu dou frutos e glorifico o meu Deus. Precisamos ter essas características como discípulos, e viver cada uma delas abundantemente.

Como você conheceu o Um Só Corpo?

  • Inclua outra resposta

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.