Igreja é lugar de trabalho

Umas das ferramentas é a habitação do Espírito Santo. Outra ferramenta é estar ligado a videira.

Quando Deus requer algo de nós, ele sempre coloca diante de nós os recursos e ferramentas necessários para que nós façamos aquilo que ele pede e além disso ele também nos ensina nos mostra a maneira de fazer aquilo que Ele quer.
Isso é um pai amoroso.
Quando Deus pede algo a nós ele coloca a nossa disposição ferramentas e recursos e também nos mostra como é que conseguimos aquilo que ele quer. Nós fomos chamados para sermos instrumentos para restaurar a vida de outros.
Ele requer que eu e você façamos discípulos e Ele dá as ferramentas necessárias e umas das ferramentas é a habitação do Espírito Santo. Outra ferramenta é estar ligado a videira. Ter uma vida profunda e de intimidade com o Senhor.

A importância do modelo

Eu posso com as ferramentas certas fazer da maneira errada e é por isso a importância de ter as ferramentas e ter também o modelo. Jesus é nosso modelo absoluto.

Um dos motivos do qual Deus enviou Jesus aqui pra terra foi pra ser nosso modelo. Ele esteve aqui na terra para ser modelo. É como se Deus tivesse dito: Eles não vão conseguir fazer a minha vontade apenas ouvindo. Eles precisam ver o exemplo de um homem(ser humano) igual a eles.

Jesus é o modelo para ser visto, para ser contemplado, admirado e para ser imitado. Temos recebido do Senhor um chamado e uma convocação para sermos instrumentos dele aqui na terra para através de nossas vidas outros venham conhecer a Ele.

Porque os resultados de Jesus eram tão eficazes?
“E percorria Jesus toda a Galileia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino, e curando todas as doenças e enfermidades entre o povo.” – Mateus 4:23-24
A primeira coisa que o texto fala é que Jesus *andava, percorria*, Ele estava em contato com as pessoas.

Eu preciso estar onde as pessoas estão. Ele não apenas esperava que as pessoas viessem até Ele. Isso até acontecia, mas na maioria das vezes era Jesus que ia até as pessoas.

Não podemos viver dentro de uma bolha. Ele *percorria*, mas ele também *pregava* e ensinava. Podemos pregar e ensinar a través da vida (modo de viver), mas isso não inviabiliza ou impede que se abra a boca para pregar.
Precisamos também abrir a boca e pregar com graça e com entendimento.

Ele pregava o reino

O conteúdo da pregação de Jesus é um conteúdo definido.

Ele pregava o evangelho do reino. O Reino é o governo de Deus sobre nossa vida. O reino pode ser ministrado de várias formas (desde que não fira os costumes), mas o conteúdo tem que ser imutável. Pode ser através da música ou de diversas outras formas.

Ele curava e isso mostra a manifestação do poder de Deus. Jesus era instrumento para que Deus manifestasse seu poder aqui na terra.
“E percorria Jesus todas as cidades e aldeias, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino, e curando toda sorte de doenças e enfermidades.” – Mateus 9:35

Precisamos sair de 4 paredes e estar onde as pessoas estão. Não é um evangelho permissivo que aceita tudo de qualquer jeito. É o evangelho do reino.
“Quando os apóstolos voltaram, contaram-lhe tudo o que havia feito. E ele, levando-os consigo, retirou-se à parte para uma cidade chamada Betsaida. Mas as multidões, percebendo isto, seguiram-no; e ele as recebeu, e falava-lhes do reino de Deus, e sarava os que necessitavam de cura.” – Lucas 9:10-11

Jesus acolhia as multidões que vieram. Algumas vezes as pessoas viram até nós.
A maior pergunta de todas na pregação do evangelho: Quem governa a tua vida?
Antes de enviar os doze Jesus Deus algumas orientações.
Leia: Mateus 10:5-15
Ele orientou os discípulos a irem:

  1. pregarem o reino;
  2. curarem enfermos;
  3. purificarem leprosos.

Será que os discípulos fizeram o que Jesus os orientou?
A resposta está em Lucas 9:2,6. No versículo 6 mostra que os discípulos obedeceram, não quiseram fazer diferentes. Eles foram, pregaram e através deles foram feitos curas. Eles eram obedientes, e eles prestavam conta da obra de Deus. No versículo 10 os apóstolos relataram tudo que tinham feito. Não é algo aleatório. Há uma prestação de contas.
Antes de enviar os 70 discípulos Ele também Deus instruções.
Leia: Lucas 10:1-12.

  1. Ide;
  2. Ao chegar digam paz seja nessa casa;
  3. Curem os enfermos;
  4. Anunciem que está próximo o reino de Deus;

A manifestação do poder de Deus está inserido em um contexto. As instruções não são apenas para os doze nem para os 70 enviados. Atos 3 fala que isso era a prática dos Irmãos da igreja primitiva. Isso é a igreja perto das pessoas. Uma vez estando onde as pessoas estão a igreja vai conseguir ver as suas necessidades. Muitas vezes as necessidades são de paz.

“concernente a Jesus de Nazaré, como Deus o ungiu com o Espírito Santo e com poder; o qual andou por toda parte, fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do Diabo, porque Deus era com ele.” – Atos 10:38

Jesus fazia o bem a todos. Não devemos orar só na intenção de conversão, mas com a unção de Deus. É impossível estar ligado a videira com a vida em pecado, por isso deixando o embaraço e o pecado corramos com perseverança a carreira que nos está
proposta. Nosso chamado é ser e fazer discípulos, da maneira que Jesus ensinou.

Como você conheceu o Um Só Corpo?

  • Inclua outra resposta

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.