Falsas verdades a cerca da vida cristã

Fico muito impressionado como algumas pessoas que tiram conclusões acerca do Reino de Deus, conclusões que são tiradas das sua cabeças e que não estão nas escrituras passando a viver baseados nestas “verdades”. Muitas expressões que são crendices e se tornam hábitos.

1 – Vou tomar uma porque eu sou filho de Deus.

A bíblia não afirma que todos são filhos de Deus. A bíblia diz que todos são criaturas e não filhos. Não é verdade que todos são filhos de Deus.

2 – Deus não vai permitir que todos vão para o inferno.

Diversos textos afirmam que haverá um julgamento e que aqueles que entregaram sua vida à Deus, estes passarão a eternidade com Deus e aqueles que assim não agiram, passarão a eternidade longe de Deus.

3 – Não tem religião certa. Todo caminho leva a Deus.

Jesus é o caminho que leva a Deus. Ninguém via ao Pai sem passar pela porta que é Jesus.

4 – Não há pecado sem perdão, porque Deus é perdão!

Esta afirmação é meia verdade. Eu posso ser discípulo, pedir perdão por um pecado e não receber este perdão por não ter perdoado alguém. Precisamos liberar perdão de coração e aí sim podemos pedir perdão e saber que Ele vai perdoar.

“E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém. Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas”. – Mateus 6:12-15

5 – Deus sempre ouve a oração do homem.

A palavra diz que se um homem trata mal sua esposa, sua oração é interrompida. A oração do homem não passa do teto porque trata sua esposa como escrava.

“Igualmente vós, maridos, coabitai com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações.” – 1 Pedro 3:7

Encontramos várias expressões que tem cara de verdade mas não tem base bíblica. Se não é verdade, é um engano.
Ouvir estas coisas de quem não é do Senhor, é normal, mas ouvir estas afirmações de irmãos, é difícil de entender, pois estas coisas não tem base e eles começam a fundamentar sua vida a partir destas falsas verdades.

“Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome;” – Jo 1:12

Isso é a palavra de Deus.
Então temos várias crendices evangélicas que não tem base bíblica, assim, tudo tem que passar pelo crivo da palavra por mais “cara de espiritual” que seja.
Tudo tem que estar debaixo da palavra. O que quer que você ouça, deve ser aprovado pela palavra e isso é um cuidado que todos devem ter. Todos têm o direto de confrontar com a palavra do Senhor.
Uma coisa que me espanta na vida do Jan Gottfridsson é que não sai uma palavra que não seja da bíblia.

Além destas crendices que não tem base na palavra, existe uma que diz: A vida com Deus é uma tranquilidade. “Pare de sofrer”

Isso é uma loucura porque a quantidade de textos que esclarecem que a vida cristã é sinônima de guerra é grande e que nosso descanso não é aqui. Aqui é local de combate e de correr a corrida que me é colocada. Lógico que o Reino de Deus é de alegria, no Espírito Santo.
Leia: 1 Timóteo 1:18, Efésios 6:12, Filipenses 2:25, Filemon 1:2, João 16:36
Vida cristã é sinônimo de guerra!
Em Apocalipse temos diversas expressões que falam “ao que vencer”. Se for para quem vencer é porque não é todo mundo, muito menos um sorteio que ganhamos sem esforço. É ao que vencer e não ao que for sorteado.
Leia: Apocalipse 2:7, Apocalipse 2:11, Apocalipse 2:17, Apocalipse 2:26, Apocalipse 3:12, Apocalipse 3:21, Apocalipse 21:7-8
Claramente a palavra fala de uma guerra e fala que aquele que vencer receberá a recompensa.
A ideia que é passada hoje é que após entregar sua vida ao Senhor, a pessoa passa a fazer parte de uma comunidade e aguardar o dia final sem problema. Isso não tem base na palavra. Todos que entram no estádio correm, mas só um consegue a coroa. Precisamos lutar, mas lógico que Deus não nos deixa a nossa própria sorte. Ele nos dá todos os recursos para que possamos vencer, ele está comigo e nos dá uma paz que excede todo entendimento.
A paz não é minha, não consigo entender.
Leia: Filipenses 3:12, 2 Timóteo 3:12, Salmos 126:5-6
Aqui é lugar de combate.
Os irmãos que serviram o exército sabem que em alguns momentos são submetidos a condições de guerra. Uma pressão como se fosse à guerra. É um ambiente da guerra. É isso que Deus quer forjar, uma igreja guerreira, que suporta a guerra do mundo. Uma luta para receber o que Deus prometeu, mas precisamos entender que estamos em uma guerra.

A diferença de um turista para um atleta.

Ambos em uma olimpíada, o turista está distraído porque está de férias passeando. O atleta está no mesmo local, mas ele está concentrado na competição. Muitos irmãos estão no mundo como se fossem turistas, mas nós somos atletas.
Dentre várias lutas, uma das coisas que temos que lutar e contra o diabo e ele existe. Não é conversa fiada. Dizem que um preso passa 25 horas pensando em uma maneira de fugir, o diabo passa 25 horas pensando como pode nos derrubar.
Precisamos estar atentos em todo momento.

“Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.” – Ef 6:11

Contra as astutas ciladas do diabo. Precisamos estar atentos a todo o momento. Cuidado com propostas que são aparentemente inofensivas. Eu tenho visto que o diabo não nos trás propostas que são aparentes mentiras. Começo a ter dúvida, questionar a palavra, e dizer que “não tem nada haver”. São coisas que vão infiltrando em nossa fé e começamos a tomar atitudes e achamos normal algo que não é normal.
Há uma diferença entre normal e comum.
Normal é o que foi criado por Deus. Comum é o que as pessoas fazem com freqüência. Tudo que é comum é normal, mas nem tudo que é normal é comum.
“Disse também o Senhor: Simão, Simão, eis que Satanás vos pediu para vos cirandar como trigo;” – Lc 22:31

O pecado de Pedro.

Vamos observar fatos que antecederam o pecado.
Fizeram uma pesquisa que informa que antes de algumas catástrofes como tsunamis e terremotos, os animais se comportam de maneira anormal. É como se eles estivessem sentindo que algo iria acontecer. Da mesma maneira, algumas posturas que Pedro tomou o levaram a pecar. Não precisamos terminar o quebra-cabeça pra saber a imagem que será formada. Após algumas peças descobrimos a imagem que irá se formar, da mesma forma podemos identificar o que vai acontecer observando nossas atitudes.

Primeira postura de Pedro – Achou que era mais do que era.

“Disse também o Senhor: Simão, Simão, eis que Satanás vos pediu para vos cirandar como trigo; Mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, confirma teus irmãos. E ele lhe disse: Senhor, estou pronto a ir contigo até à prisão e à morte.” – Lucas 22:31-33
Pedro se achava mais seguro do que era. Ele se deixou enganar pela confiança de que nada iria abalar sua fé. Pedro presenciou coisas tremendas com Jesus. Pessoas ressuscitando, multiplicação de pães, andou por sobre as águas, então é como se ele tivesse achado que estava em um nível de conhecimento do Senhor que nada abalaria sua fé. Achava que era forte o suficiente. Ele não contava com a queda e todos nós precisamos andar com tremor e temor sabendo o que pode acontecer conosco e não se encher de orgulho.
Lamentações 3:22, 1 Coríntios 10:12, Jeremias 17:5-9
Precisamos andar plenamente convictos de que se amanhecer e a misericórdia do Senhor não se renovar, estamos fritos. Precisamos ter convicção de que é Deus que nos sustenta. Não podemos confiar em nós mesmos, o maior perigo de nossa fé somos nós mesmos. Temos que ter cuidado, o tempo passa e tendemos a achar que já somos maduros. Temos que estar em temor.

Segunda postura de Pedro – Andou acompanhando de longe.

“Então, prendendo-o, o levaram, e o puseram em casa do sumo sacerdote. E Pedro seguia-o de longe.” – Lucas 22:54
Algo aconteceu e Pedro começou a seguir Jesus de longe. Nos deixamos se envolver e nos afastamos de Jesus. Não pensamos em deixar o Senhor, mas começamos a ficar de longe e perdendo o coração de criança. Isso é um perigo. Acompanhar Jesus só de longe. Isso é um perigo.
Um dos pecados de Davi antes de pecar com Bate-Seba. Ele deveria estar na guerra como todos os reis, mas resolveu ficar.
“E ACONTECEU que, tendo decorrido um ano, no tempo em que os reis saem à guerra, enviou Davi a Joabe, e com ele os seus servos, e a todo o Israel; e eles destruíram os filhos de Amom, e cercaram a Rabá; porém Davi ficou em Jerusalém.” – 2 Samuel 11:1
Cuidado com a periferia. Deus nos chama para não acompanhar de longe.

Terceira postura de Pedro – Estava em um lugar inadequado.

“E, havendo-se acendido fogo no meio do pátio, estando todos sentados, assentou-se Pedro entre eles.” – Lucas 22:55
Existem ambientes que não nos cabe. Conversas de duplo sentido, imorais, filmes, etc. Como pode um discípulo assistir novela que prega o que é comum, mas não é normal, irmãos falando mal uns dos outros.
Pedro estava onde não devia estar. Ele resolveu usufruir da fogueira e ali ele foi abordado negando ao Senhor.
As vezes queremos resolver nossos problemas utilizando as coisas do mundo. Deus tem a maneira de resolver o que nos incomoda sem precisar artifícios do mundo.
Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre. – 1 João 2:15-17
Se tem algo que faz meu olho brilhar no mundo, tem algo errado. Precisamos deixar qualquer coisa que seja fogueira do mundo em nossa vida. O mundo não deve ter nada que me agrade.
Mas a história não termina assim. Sabemos que Pedro se arrependeu amargamente pelo seu pecado. Ele saiu dali e chorou amargamente.
Por Paulo Santiago – 16/12/2012

Como você conheceu o Um Só Corpo?

  • Inclua outra resposta

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.