Encontro anual de Crescimento e comunhão 2016 – Segunda de manhã

Devemos sempre continuar olhando para Jesus. Em todos os aspectos da verdade de Deus, nos precisamos sempre focar e olhar para o autor e aperfeiçoador da nossa fé, Jesus. Olhando para Jesus dentro desse aspecto da graça e dos dons da graça, vimos em João 1:14 “ E o Verbo se tornou carne, e habitou entre nos, cheio de graça e de verdade; e vimos sua glória, como a glória do unigênito do Pai.” Então Jesus veio habitar entre nós ( Ele tabernaculou , fez sua tenda entre nós). Cristo veio habitar entre nós cheio de graça e de verdade.

“E todos exclamavam maravilhas sobre Ele, e estavam admirados com as palavras de graça que saíam dos seus lábios…” Lucas 4:22

“… a graça se derramou nos teus lábios…” Salmos 45:2

Quando eu olho para Jesus, eu ouço a sua voz, eu vejo o transbordar do Pai, quando Ele abre os lábios não vem condenação, nem acusação, nem discriminação, nem rejeição, mas sim graça.

Precisamos entender que a graça de Deus se define em três formas:

  1. Por mim
  2. Atuando em mim
  3. Fluindo através de mim

1 – Por mim

Não devemos ficar apenas na graça de Deus derramada por nos. Em Tito diz: “A graça de Deus transbordou/manifestou por nós,… Nós purificando, nós perdoando, nós salvando, nós libertando”. Tudo isso é a graça de Deus por nós. A palavra fala em Romanos que o Salario do pecado é a morte. Então o salario que nos recebíamos/merecíamos era a morte, mas por que não recebemos o salário devido? Por que Cristo em nosso lugar tomou sobre si a morte, a condenação, a culpa, a vergonha, a dor, o desprezo.

“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor.” Romanos 6:23

Graça significa presente, dádiva, algo que nós não merecíamos. O salario é a morte, mas o presente é a graça, e Ele operou por nós uma tão grande salvação.

2 – Atuando em mim

Mas a graça de Deus também é atuante em nós. O texto de Romanos 5 fala sobre reinar em vida, pelo dom da justiça e abundancia da graça, reinar sobre circunstâncias, sobre situações, sobre problemas, limitações, sentimentos. Muitos de nós ainda vivemos uma vida governada pela nossa mente, raciocínio, e intelecto, por minha vontade ou falta dela, pela minha decisão ou falta de decisão, pelo meu sentimento inconstante. Às vezes vemos discípulos inconstantes, que estão desanimados, que falam que não estão sentindo a Deus, mas a fé não é sentimento. A impressão no meu corpo e na minha alma, não é definição e evidência para com o fato de que Deus esta comigo. É pela fé e não pelo que vemos. Então minha alma não pode me governar. Às vezes estamos na euforia, e achamos que é espiritual sermos eufóricos (o que não deixa de ser uma benção), mas Deus nos leva a crescer de fé em fé, de glória em glória. Então a graça de Deus que opera em nós, nos da o poder e a força sobre o pecado.

“E ele me disse: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. Por isso, de boa vontade antes me gloriarei nas minhas fraquezas, a fim de que repouse sobre mim o poder de Cristo” 2 Coríntios 12:9
Não importa se estamos nos sentindo péssimos, mas em vez de entrar nesse sentimento, nessa impressão, nós devemos tomar o caminho da fé, por que a palavra diz que a alegria do Senhor é a nossa força. Não importa se não estamos nos sentindo alegre, mas nos alegramos nele, por que a nossa alegria é em Jesus.

3 – Fluindo através de mim

Infelizmente muitos discípulos têm dificuldades de chegar nesse estagio, sempre ficam dependendo da graça de Deus por nós, mas o Senhor não quer que apenas fiquemos nos alegrando e regozijando do que Ele fez por nós, do que Ele esta operando dentro de nós, mas o desejo é que nós entendamos que ha um propósito para que a graça de Deus se manifeste através de cada um de nós. Ha uma cascata, ha um rio caudaloso, um derramar do Senhor através de cada um de nós, uma fonte inesgotável.

Que assim como Jesus, ao abrirmos nossa boca, ao toque de nossas mãos, o abraço, o olhar, o sorriso, o atuar, o servir, as pessoas possam tocar na graça do Senhor através da nossa vida. A graça não é limitada apenas por nós ou em nós, o proposito do que Ele fez por nós, o proposito de tudo o que ele opera em nós é para que Ele tenha liberdade de se manifestar livremente, sem reserva através da vida de cada um de nós.

A palavra fala que o Pai, o Filho, e o Espirito estão focados nesse derramar e nesse transbordar nas nossas vidas. Em 1 Coríntios 12, fala sobre os dons e a manifestação do espirito santo, colocando a Trindade em ação.

“Ora, há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo. E há diversidade de ministérios, mas o Senhor (Jesus) é o mesmo. E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus (Pai) que opera tudo em todos.” 1 Coríntios 12:4-6

A atuação em primeiro lugar não é nossa, mas sim Deles. Os Dons é o espírito que manifesta, o serviço na sua diversidade e multiformidade é o senhor Jesus, na realização é o Pai que opera tudo em todos. O que eu sou? Cooperador, instrumento, um agente ativo que permito, que aceito, que desejo, que libero, um vaso útil para o meu criador, para que o Pai, o filho e o Espírito santo se manifestem completamente através das nossas vidas, como conjunto, como corpo.

O importante pra nossa compreensão, nos ajuda a visualiza e localizar na palavra de Deus as três primeiras ou principais listas.

1) 1 Coríntios 12:4-11

Os dons e a manifestação são do Espírito, Ele que tem, mas que se manifesta em nós. O Senhor nós chamou para desfrutarmos da alegria de receber a graça de Deus por nós, de receber a graça nós santificando, e operando na nossa vida para que sejamos um vaso útil ao nosso possuidor, pronto para toda boa obra, para que agora então nesse novo estagio a graça se manifesta através da vida de cada um de nós.

2) Efésios 4:7-11

Nos fala da manifestação e os dons de Cristo dado a igreja (Pessoas). A igreja pode ser comparada a uma jazida de pedras preciosas, algumas ainda estão em sua forma de pedra/rocha por fora, são ásperos, alguns lugares duros, mas quando o Espírito santo quebra por dentro encontramos o tesouro de Cristo. Quando olhamos pelos olhos da fé e vemos que toda aquela dureza, rejeição e aspereza é somente uma proteção do passado por espíritos de inferioridade e de superioridade nos somos curados, quando entendemos a graça de Deus por nós e começamos a usufruir e a concretiza-la na nossa vida, então a graça começa a transbordar através da nossa vida.

Precisamos olhar uns aos outros e entendermos que somos um presente de Deus. Devemos valorizar a nossa liderança, pessoas que dão a vida por nós. Cada um no copo de Cristo tem algo, uma medida dessa graça e quando começamos a olhar uns aos outros com esses olhos nos começamos a ver Cristo na vida do nosso irmão. Às vezes pedimos um dom para Deus e Ele não da o dom pra nos, mas nos da uma pessoa, um companheiro. Deus tem nos dado homens com dons de Cristo, com palavras proféticas, cânticos proféticos. Então as vezes Deus não nos da tudo, mas nos da alguém que coopera, como aconteceu quando Deus colocou Arão para ajudar Moisés. Devemos estar atentos para nossos companheiros, as pessoas que estão conosco na caminhada, por que eles são dons de Deus para comprimento na nossa vida.

3) Romanos 12:1-10

É um fato de que a palavra fala nas três expressões de dons, do Pai, do Filho e do Espírito santo que são um contexto de corpo.
“do qual o corpo inteiro bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, efetua o seu crescimento para edificação de si mesmo em amor.” Efésios 4:16

A manifestação da graça de Deus através dos dons do Pai, do Filho e do Espírito é no contexto de corpo de Cristo. Nós somos corpo, membros, nós dependemos, necessitamos, há uma hiper dependência. Que toda comparação, espírito de inferioridade, superioridade, individualismo, egoísmo e isolamento caia por terra. A graça de Deus se manifesta no corpo, através do corpo e nós somos membros desse corpo. Ele não opera no individualismo, no isolamento e na rebeldia, Ele vai operar através do corpo. Agora só existe um que é exaltado Cristo o cabeça, Cristo o corpo. Na há mais grandes ícones, não é que Deus não usa homens e mulheres que são tão usados que se distingue até do normal e da maioria, mas isso não é o que Deus esta querendo, Ele quer que o corpo todo seja muito maior que um, dois, três ou quatro ministérios. Então o corpo é uma palavra chave.

Outra palavra chave é serviço.

“servindo uns aos outros conforme o dom que cada um recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus” 1 Pedro 4:10

A manifestação do Espírito e os dons do Espírito santo, os dons ministeriais de Cristo e os dons motivacionais dados por Deus desde a nossa criação é para o serviço no corpo de Cristo e para o mundo, não é para manifestação da minha pessoa, para realização do meu egoísmo, para mostrar para as pessoas, não é para status, não. É para o serviço.
Entre esses textos esta a nossa motivação, o amor.

“O amor seja não fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem. Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros;” Romanos 12:9-10

Nossa motivação é o amor Deus, a igreja, aos perdidos, nossa motivação não deve ser para nossa exaltação, auto glorificação, ou auto realização. Não é para que eu seja exaltado, mas para que Cristo seja entronizado. Nossa motivação precisa ser pura, no sentido de querermos que o amor de Deus seja manifesto. É por amor que devemos querer servir.

Corpo e serviço motivado por amor.

“De modo que, tendo diferentes dons segundo a graça que nos foi dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé;” Romanos 12:6

“Mas a cada um de nós foi dada a graça conforme a medida do dom de Cristo.” Efésios 4:7

“A cada um, porém, é dada a manifestação do Espírito para o proveito comum.” 1 Coríntios 12:7

“Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, distribuindo particularmente a cada um como quer.” Coríntios 12:11
É um fato que nos estamos incluídos, não tem exceção, não tem eliminação, todos são chamados para manifestar a gloria de Cristo.

“concernente a Jesus de Nazaré, como Deus o ungiu com o Espírito Santo e com poder; o qual andou por toda parte, fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do Diabo, porque Deus era com ele.” Atos 10:38

“porque aprouve a Deus que nele habitasse toda a plenitude,” Colossenses 1:19

“porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade,” Colossenses 2:9
O Pai, o Filho, e o Espírito se manifestaram através da manifestação visível da divindade que é Jesus, e os recursos do Pai, filho e Espírito, todos foram exemplificados através de Cristo.

Cristo é a expressão exata e a imagem do Deus vivo.

“Pelo que, santos irmãos, participantes da vocação celestial, considerai o Apóstolo e Sumo Sacerdote da nossa confissão, Jesus,” Hebreus 3:1

“Disse-lhes, então, Jesus segunda vez: Paz seja convosco; assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós.” João 20:21

“O Senhor teu Deus te suscitará do meio de ti, dentre teus irmãos, um profeta semelhante a mim; a ele ouvirás;” Deuteronômio 18:15

“O Espírito do Senhor está sobre mim, porquanto me ungiu para anunciar boas novas aos pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos, e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos,” Lucas 4:18

“Eu sou o bom pastor; o bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas” João 10:11

“E perguntou-lhe um dos principais: Bom Mestre, que hei de fazer para herdar a vida eterna?” Lucas 18:18

“Outra vez começou a ensinar à beira do mar. E reuniu-se a ele tão grande multidão que ele entrou num barco e sentou-se nele, sobre o mar; e todo o povo estava em terra junto do mar. Então lhes ensinava muitas coisas por parábolas, e lhes dizia no seu ensino:” Marcos 4:1-2

Todos esses textos mostram os dons manifestados em cristo: apostolo, profeta, evangelista, pastor, todos eles manifestados em Cristo. Jesus sabe sobre todas as coisas, não existe área na nossa vida que Ele não tenha conhecimento ou pratica. Antes de ensinar, Ele era a luz do mundo o pão da vida.

Cristo tinha o espírito santo por plenitude, inteiramente sobre Ele e na manifestação livre.

Palavra de sabedoria:

“O Espírito de Yahweh, o SENHOR, repousará sobre ele, o Espírito que dá sabedoria e entendimento, o Espírito que traz conselho e poder, o Espírito que proporciona o verdadeiro saber, o amor e o temor do SENHOR.” Isaías 11:2

“E o menino crescia e se fortalecia, tornando-se pleno em sabedoria; e a graça de Deus permanecia sobre Ele. O menino Jesus no templo” Lucas 2:40

Palavra de conhecimento:

“pois cinco maridos já tiveste, e esse homem com quem tu agora vives não é teu marido; quanto a isso falaste a verdade.” João 4:18

“Jesus viu Natanael se aproximando e disse a seu respeito: “Eis um verdadeiro israelita, em quem não há falsidade! Disse-lhe Natanael: “De onde me conheces?” Respondeu-lhe Jesus: “Antes de Filipe te chamar, quando tu estavas debaixo da figueira, eu te vi”. Natanael exclamou: “Mestre, Tu és o Filho de Deus! Tu és o Rei de Israel!”” João 1:47-49
Palavra de discernimentos de espírito:

“E virando-se Jesus repreendeu a Pedro: “Para trás de mim, Satanás! Tu és uma pedra de tropeço, uma cilada para mim, pois tua atitude não reflete a Deus, mas, sim, os homens”.” Mateus 16:23
Palavra de Profecia:

“Da mesma maneira Eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do Hades não prevalecerão contra ela.” Mateus 16:18

“Em verdade, em verdade Eu te afirmo: quando eras mais jovem, tu te vestias a ti mesmo e ias para onde desejavas; mas quando chegares à velhice, estenderás as mãos e outra pessoa te vestirá e te conduzirá para onde tu não queres ir.” João 21:18

Palavra de fé:

“Avistando uma figueira à beira da estrada, aproximou-se dela, porém nada encontrou, a não ser folhas. Então decretou-lhe:

“Nunca mais se produza fruto em ti!” E, no mesmo instante, a figueira ficou completamente seca.” Mateus 21:19

“Observou-lhes Jesus: “Tende fé em Deus!” Marcos 11:22

“Então, tiraram a pedra da entrada do lugar onde o homem morto estava deitado. E Jesus, levantando seus olhos aos céus, agradeceu: “Pai, dou-te graças porque me ouviste. Eu sei que sempre me ouves, mas disse isso por causa da multidão que está ao meu redor, para que creiam que Tu me enviaste. E, tendo dito essas palavras, clamou em alta voz: “Lázaro, vem para fora!”” João 11:41-43

Fé é certeza, convicção, dom da fé. Não havia duvida de que Lazaro ia ser ressurreto. Jesus não precisa do dom de línguas e de interpretação, por que nele não habitava pecado! Ele falava livremente com o Pai.

Palavra de exortação:

“Disse ela: “Ninguém, Senhor.” E assim lhe disse Jesus: “Nem Eu te condeno; podes ir e não peques mais.” Jesus defende seu testemunho” João 8:11

Ele é o Barnabé por excelência!

O dom de contribuição:

“Ao que lhe replicou Simão: “Mestre, tendo trabalhado durante a noite toda, não pegamos nada. Todavia, confiando em tua Palavra, lançarei as redes. Assim procederam e pegaram enorme quantidade de peixes, tanto que as redes começaram a se romper.” Lucas 5:5-6

“Há aqui um rapaz com cinco pães de cevada e dois peixes pequenos; mas de que servem no meio de tanta gente? Então Jesus disse: “Fazei que o povo se assente”; pois havia muita grama naquele lugar. Assim, assentaram-se os homens em número de quase cinco mil. Jesus pegou os pães e, tendo dado graças, repartiu-os entre os discípulos, e para os que estavam assentados; e da mesma maneira se fez com os peixes, tanto quanto desejaram.” João 6:9-11

Tudo o que Deus faz é em abundância! Jesus contribuía com liberalidade.

Dom de misericórdia:

“Então, Jesus, estendendo a mão, tocou-lhe, dizendo: “Eu quero. Sê limpo!” E no mesmo instante ele ficou purificado da lepra.” Mateus 8:3

Nesses textos estão resumidos os dons do Pai, do filho e do Espírito, todos manifestados na pessoa de Jesus. Quando olhamos para Jesus nós somos iluminados, quando comemos do corpo dele, do pão vivo que desceu do céu e recebemos uma parcela daquele pão, o Senhor nós alimenta com uma medida de fé e de graça, para agora manifestarmos para os outros aquilo que o senhor já nós deu, nos dá e nos dará.

Deus nos tornou corpo, nos vinculou, somos todos diferentes, não há clonagem no reino de Deus, mas cada um de nós somos únicos, especiais, algo singular. Cada um de nós é uma expressão de Deus de uma maneira muito especial e singular. É importante começarmos a nos ver assim, por que é assim que Ele nos enxerga. No corpo há uma hiperdependência, há uma mutualidade onde nós dependemos um do outro, onde ninguém é autossuficiente, ninguém pode sobreviver independentemente. O mundo hoje nos empurra para o individualismo, para isolamento, para acharmos que conseguimos fazer as coisas sozinhos, mas nós precisamos uns dos outros. A questão de juntas e ligamentos, o cuidado, o discipulado, o companheirismo, todo isso é a riqueza do corpo de Cristo para que possamos realmente crescer, o crescimento vem do corpo através da cabeça que é cristo, mas também através de cada junta e ligamento.

O sacerdócio tem uma conexão direta com os dons, e quando entendemos que dentro da questão dos dons a diversidade e a mutualidade se entrelaçam, e começamos a entender que não somente o principio e o poder pela qual nós somos salvos é pela graça, mas o principio e o poder para o serviço também é pela graça.

O que às vezes acontece é que nós começamos no Espirito e depois como os gálatas tentamos nós aperfeiçoar na carne, achando que o servi no corpo tem que ser no nosso esforço, na nossa capacidade, não é que não tenha que haver um aplicar, uma entrega da nossa parte para que o Espírito se manifeste, mas que o principio e o poder para o serviço no corpo de Cristo é tanto pela graça como a salvação foi. Devemos entender que não é por mérito, por tempo de serviço, por que nunca mais pecamos, por que lemos dez capítulos da bíblia, não é por que oramos, jejuamos, temos discípulos que Deus vai se agraciar de mim e vai manifestar na minha vida seus dons. É por graça, é por sermos participantes de Cristo.

Cristo vive e opera em todos os seus membros. A Igreja é carismática (usando essa expressão de carisma, dons), por que ela é salva pela graça e ela serve pela graça. Precisamos continuar crescendo nessa revelação, onde toda nossa tentativa de perfeição intrínseca em nós para nos apresentar como agradáveis a Deus, para que Ele possa nós usar, como se fosse pelo nosso mérito, por não termos pecados ou falhas, mas não é assim. É por graça.

Eu não tenho que merecer ser usado pelo Senhor, por que o que realmente merecemos é a morte, mas o Senhor se agradou em nós resgatar e nós encher com as habilidades Dele.

A manifestação do Espírito se da a partir do batismo no Espírito santo, quando a pessoa é regenerada pelo espirito e recebe um novo coração o Espirito é recriado. Então através da porta do reino, o arrependimento, fé e batismo, junto com o batismo do Espírito santo, há o potencial de Deus na minha vida, há a manifestação do Espírito de qualquer dom, esta disponível na minha vida através do batismo do Espírito santo, a qualquer hora palavra de sabedoria, conhecimento, línguas, interpretação, profecia. A palavra fala que devemos avançar, progredir nesse crescimento.

“Assim também vós, já que estais desejosos de dons espirituais, procurai abundar neles para a edificação da igreja. Por isso, o que fala em língua, ore para que a possa interpretar.” 1 Coríntios 14:12-13

Deus quer nós usar aqui e agora, tudo já foi dado pelo Espírito que habita em nós. Por que é a manifestação do Espírito, é Ele quem se manifesta. Devemos estar sempre disponíveis para ser usado, não deixando nada nós atrapalhar, nenhum pecado, nenhum espírito de inferioridade, acusação, condenação, não deixando nada tirar nossa intrepidez, nossa ousadia. Devemos estar confiantes, nos lançando diante do Senhor.

Precisamos aprender a ter sensibilidade ao Espírito, devemos ficar atentos para perceber pra onde o vento esta soprando, isso é a manifestação do Espírito, palavra profética, palavra de conhecimento, palavra de sabedoria. Às vezes recebemos alguma direção do Espírito e ficamos com duvida se realmente é de Deus ou coisa da nossa cabeça, mas quando nós somos sensíveis ao Senhor, Ele vai nós confirmando com paz, com tranquilidade e por mais que possamos estar nervoso na nossa alma, mas o Espírito esta tranquilo confirmando que é Dele e nos manda falar.

A partir o batismo no Espírito santo, tudo que nós precisamos foi dado pela pessoa do Espírito e pelo seu batismo agora a minha alma, o meu corpo foi saturado, imergido pelo Espírito santo e agora eu estou disponível, estou começando a discernir, ouvi e entender qual é a vontade do Senhor, então eu me disponho e sou usado.

“Porquanto, pela graça que me foi concedida, exorto a cada um dentre vós que não considere a si mesmos além do que convém; mas, ao contrário, tenha uma auto-imagem equilibrada, de acordo com a medida da fé que Deus lhe proporcionou.” Romanos 12:3

Precisamos prestar atenção nos detalhes desse texto, ele fala que a graça já nos foi dado, é algo que precisamos identificar, não é algo que vamos pedir ou buscar em ser usado, mas é algo que já foi entregue. Hoje a grande maioria da igreja luta com o espírito de inferioridade, não devemos pensar abaixo do que convém. O problema daqueles que têm um talento, é que sempre se compara com aqueles que têm dez, então acaba enterrando o talento, mas o Senhor quer que cada um de nós use aquilo que Ele já nos deu, ninguém ficou sem nenhuma mina, ou sem nenhum talento. Todos receberam algo da parte do Senhor. Então precisamos identificar na nossa vida através do Espírito santo, através dos nossos irmãos, da palavra profética, da imposição de mãos, através da graça de Deus manifestada em outros irmãos, lendo a palavra, lendo biografias de homens de Deus, e assim vamos nós identificando com a graça que Deus já nós deu, segunda a medida da fé que Ele já repartiu a cada um.

Romanos 12:6-8

Os dons de Deus Pai, são dons que Ele já colocou em nossa vida desde a nossa criação.
“Servi uns aos outros de acordo com o dom que cada um recebeu, como bons administradores da multiforme graça de Deus.” 1 Pedro 4:10

Quando você Serve no dom de Deus, você recebe a força de Deus. Se alguém serve, faça na força que Deus supri, para que Ele em todas as coisas seja glorificado por meio de Cristo Jesus a quem pertence a gloria, domínio pelo séculos dos séculos. É de acordo com a multiforme graça de Deus, é de acordo com força que Deus supri e com o proposito da gloria de Cristo.
Muitos ministérios se desgastam por que nós assumimos serviços que Deus não nos chamou, e que não é de acordo com o dom da graça.

O dom da graça de Deus, que Ele já repartiu vem ate antes da conversão, é colocado em nós desde a criação. É obvio que nós precisamos da conversão, que precisamos da consagração e que precisamos da descoberta do Espírito santo identificando nas nossas vidas, no corpo, na junta, o que é a graça que Deus repartiu a cada um.

Salmos 139:14-16; Efésios 2:10; Jeremias 1:5-8; Isaías 49:1; 5; Lucas 1:15-17; Gálatas 1:15-16;
Antes de nascermos, antes de sermos concebidos, antes de sermos chamados pelo nome, Deus nós chamou, nos separou e nos somos Dele. Nós somos preciosos, não há ninguém nesse mundo como nós. Se Ele fez cada grão de areia e cada floco de neve diferente um do outro, por que Ele faria uma clonagem nossa? Cada pessoa é singular, especial e Ele nós chamou, nós separou, nós consagrou para sermos Dele, para sermos filhos, para o Seu chamado, para o Seu serviço.

Somos únicos, devemos deixar a singularidade de Deus se manifestar na nossa vida. É através das pequenas/simples coisas que Deus vai nós conduzindo na manifestação da graça e do serviço Dele. Não devemos desprezar o chamado de Deus na nossa vida. Todo aquele que Ele chama e vocaciona, Ele capacita. O senhor nós chama para o serviço, para o corpo, para uns aos outros.

Tem dom que Deus colocou em nós e quando servimos nesse dom, não importa que para outras pessoas possa pareça loucura, há na nossa vida uma alegria, há força, há graça, há unção, esse é o dom da graça de Deus na nossa vida. Se profecia, se ensino, serviço, encorajamento, aconselhamento, se misericórdia, contribuir, liberar. Tem pessoas que ficam angustiadas em liberar qualquer coisa, ou ter que presidir, ou dirigir, ou falar. Tem pessoas que ambicionam e isso esta errado, mas tem pessoas que tem graça, flui. Precisamos identificar o que Deus já repartiu, Ele já nos deu ate antes da conversão.

Paulo já era apostolo antes da conversão, só que ao contrario, ele foi enviado de Jerusalém para ir a cidade de Samaria e aprisionar os Cristãos. A palavra fala que ele viajava de cidade em cidade, enviado (apostolo) só que pelo mal. Tem pessoas que tem recebido o dom da graça e usa para satanás, tem outras que usam para seu proveito próprio, egoísta, avarento, para multiplicação de recursos e dinheiro somente para si ou para sua realização.

Não basta apenas ter o dom que Deus deu isso precisa passar pela conversão, precisa ser cheio do Espírito, precisa passar pela consagração e a partir dai começamos a descobrir a graça de Deus nas nossas vida. O todo poderoso, o senhor, o Deus da criação é tanto Deus da redenção como da criação, o Deus que nos escolheu antes da fundação do mundo e que de antemão já preparou boas obras para que andássemos nelas, é o mesmo Deus que derrama sua graça sobre nós e nos capacita com dons espirituais.

Deus quer que comecemos a identificar, a consagrar, que comecemos a obedecer e a servir no corpo. É servindo que vamos descobrir a graça que Deus nos deu.

Gostou desse vídeo?

Clica no botão abaixo e se inscreve
para não perder os próximos.

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.