Cuidado com seu juízo de valor

Existe juízo de valor e juízo de fato. O juízo de fato é dizer o seguinte: “o sol é uma estrela de quinta grandeza”.  Isso é um fato, não cabe a nós não concordarmos, independente do que achamos o sol é uma estrela de quinta grandeza.

O juízo de fato é objetivo, se alguém pensa que a terra ocupa o centro do universo, seu pensamento está totalmente errado. Já o juízo de valor não diz respeito as propriedades reais das coisas, mas sim um julgamento que fazemos sobre as coisas.

Por exemplo, eu jugo que o MMA não é um esporte, já outros julgam que é um esporte e aí passamos a noite toda tentando convencer o outro de nossa opinião.

O que o juízo de valor tem a ver com ceia, com Cristo e o que podemos aprender ao ler o livro de Gênesis.

Vamos começar com estes textos:

“Ninguém, sendo tentado, diga: Sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele a ninguém tenta. Cada um, porém, é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência; então a concupiscência, havendo concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte.” – Tiago 1:13-15

Costumamos falar sobre a “queda” do homem, mas a palavra fala sobre a “morte” do homem porque todos foram destituídos da glória de Deus.

A palavra concupiscência tem uma definição de desejo, anelo, luxúria, desejo pelo que é proibido, pelo que não é lícito.

“Não ameis o mundo, nem o que há no mundo. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não vem do Pai, mas sim do mundo. Ora, o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus, permanece para sempre. “ – 1 João 2:15-17

O apóstolo João define que há no mundo 3 grupos:

  1.  concupiscência da carne;
  2.  concupiscência dos olhos
  3.  soberba da vida.

O mais interessante é que este assunto não é novo, ao ler o livro de gênesis, atentando para o diálogo da serpente e a mulher, vemos uma estratégia que funciona até hoje para enganar o homem.

“Ora, a serpente era o mais astuto de todos os animais do campo, que o Senhor Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim? Respondeu a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim podemos comer, mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis, para que não morrais. Disse a serpente à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que comerdes desse fruto, vossos olhos se abrirão, e sereis como Deus, conhecendo o bem e o mal. Então, vendo a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto, comeu, e deu a seu marido, e ele também comeu. Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; pelo que coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais.” – Gênesis 3:1-7

Observamos aqui a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida.

Um detalhe importante

É comum pensar que o problema de Adão foi somente pegar o fruto e comer, porém se lermos Gênesis 3: 17 temos: “Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher”.

Onde está o diálogo entre Adão e Eva? Não encontramos nenhum diálogo entre eles, porém Deus repreende Adão por ter dado ouvidos à mulher.

Você acha que Eva convenceu facilmente a Adão? Sabemos que Eva foi persuadida a comer.

“E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão;” – 1 Timóteo 2:14

Quem enganou a mulher? E quem convenceu a Adão? Foi a mulher. Quem deveria ter repreendido a mulher era Adão, mas ele se calou. Ele não foi persuadido pela serpente e nem enganado pela mulher, Adão foi persuadido por Eva.

A ordem de não comer da árvore do bem e do mal foi dada a Adão, ele recebeu toda a instrução de Deus e repassou para sua mulher. A mulher ao ser convencida de que comer do fruto era bom, ela foi convencer a Adão. Eva ao acreditar nas mentiras de Satanás, foi convencer a Adão.

Por isso Deus disse “Você deu ouvidos a sua mulher…”

O que aconteceu a partir daí?

O homem passou a acreditar nos juízos de valores que vem de Satanás, de sua experiência e das circunstâncias da vida e não no juízo de Deus. Isso gerou no coração do homem a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida.

Estas 3 coisas estão no mundo, mas com o pecado abrimos brechas em nosso coração.

Semana passada Paulinho ministrou sobre nossa carreira e uma das coisas que ele falou foi: “Olhar para Jesus é fundamental para não cairmos no mesmo erro de Adão”

Em Jesus, o Pai nos traz a condição anterior ao pecado, e ainda melhor,  Deus em nós habita e pelo seu poder podemos rejeitar toda mentira de Satanás. Todo pecado é antecedido por uma sugestão de Satanás que aproveita as brechas abertas por nós.

Jesus foi tentado da mesma forma

“Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo Diabo. E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome. Chegando, então, o tentador, disse-lhe: Se tu és Filho de Deus manda que estas pedras se tornem em pães. Mas Jesus lhe respondeu: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus. Então o Diabo o levou à cidade santa, colocou-o sobre o pináculo do templo, e disse-lhe: Se tu és Filho de Deus, lança-te daqui abaixo; porque está escrito: Aos seus anjos dará ordens a teu respeito; e: eles te susterão nas mãos, para que nunca tropeces em alguma pedra. Replicou-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus. Novamente o Diabo o levou a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles; e disse-lhe: Tudo isto te darei, se, prostrado, me adorares.” – Mateus 4:1-9

Vemos Jesus sendo tentado por Satanás utilizando a mesma estratégia. Através da concupiscência da carne (Através da fome), a concupiscência dos olhos (mostrando os reinos) e a soberba da vida (Lançando dúvida sobre ser o filho de Deus).

Jesus venceu as três cobiças e em seguida os anjos o serviram.

Esta mesma serpente enganou 1/3 dos anjos do céu, ela tem capacidade de nos enganar e por isso o Pai enviou Jesus para que através dele podemos nos livrar de Satanás.

Deus fez tudo perfeito. Ele não se atrasa nem escreve certo torto, ele escreve certo por linhas certas. Nós que vemos torto através de nosso juízo de valor.

Há um segredo para vencer as tentações:

“Digo, porém: Andai pelo Espírito, e não haveis de cumprir a cobiça da carne.” – Gálatas 5:16

Conselho: Nunca se feche no seu juízo de valor. Não faça como Adão. Ele entendeu que o juízo de valor a partir daquele momento seria dele e assim desobedeceu.

O que tudo isso tem haver com a Ceia?

Jesus disse “Fazei isto em memória de mim”, então vamos lembrar não só da sua obra redentora, mas da sua de vencer a Satanás.

“Santifica-os na verdade, a tua palavra é a verdade.” – João 17:17

Qual é o juízo de valor que estamos pautando nossas vidas?

Jorge Himitian disse: “Eu ouço, eu leio e eu creio!” Está claro nas escrituras pra você? Receba! Não acrescente seu juízo de valor.

Existe algo que nascemos não querendo fazer. Prestar conta. A insubmissão é algo que já nascemos fazendo. Todas as crianças precisarão a aprender a se submeter e a prestar contas.

O juízo de valor de Deus é saúde para nós. Adão e Eva morreram por não acreditarem na palavra de Deus e assim julgaram.

por William Chaves em 05/01/2014

Como você conheceu o Um Só Corpo?

  • Inclua outra resposta

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.