Cristo, mais que uma demanda

Verdades acerca do Filho

Hebreus 1.1-2

Não há outro meio de receber e participar de tudo o que Deus quer para nós se não for por meio de Cristo. Se Deus quer falar com você hoje não é apenas pela sua criação, mas Ele nos tem falado pelo (através do) Filho.

João 14.6 – Não há outro meio, não há como driblar o caminho que o Pai mesmo criou.
Efésios 1.10 – Tudo converge, se une, para Cristo. Em grego a idéia é: direciona tudo para Cristo.
Hebreus 12.1-2 – Olhando como? Firmemente, sem vacilar. É buscar nEle as repostas. Jesus é o modelo que o Pai nos deixou. Qual o impacto dessas verdades na nossa vida? Para onde isto nos tem levado? Só há um modelo e este é Jesus.
Filipenses 3.10 – Que poder é este? É o poder da ressurreição de Cristo.
João 8.32

Não há outro meio. Com quem está a verdade? Nas faculdades há muitas heresias, pois há muitas verdades e caminhos, por causa disto temos tido muito cuidado com os jovens. Jesus é a verdade que liberta, esta é a declaração de Jesus. Concordamos com o plano do Pai de convergir tudo para Cristo.

Lucas 8.4-14 (Parábola do semeador) e Mateus 6.5… A semente que caiu entre os espinhos. Alguns de nós, na nossa ansiedade, temos parado para observar as aves dos céus?

Jesus está falando das demandas da vida. Ele sabia que a vida impõe isto a nós. Jesus começa a dizer que não está alheio a estas necessidades. Em João 3 Ele declara que ninguém tinha que dar testemunho do homem, pois Ele sabia quem era o homem (João 16.33).

As demandas da vida nos dão aflições. João 17.15
As demandas da vida são claramente identificadas (trabalhar, cuidar dos filhos, planejamento profissional, etc.). Vou dar uma notícia: elas vão piorar! Então surgem as demandas cristianizadas: é quando eu incluo Cristo como mais uma demanda em minha vida. E toda a gama de demandas do reino são incluídas nesta preocupação. Quando lemos Lc 10.38-42 (não estou querendo criar uma nova doutrina com isto), mas vemos a Marta com muitas preocupações entre as quais servir ao Mestre. Se houvesse só o pessoal da casa, talvez Marta fosse dar uma cochiladinha. Jesus sabendo disto, que Ele não era mais que uma demanda, disse que Maria dali não saía. Não estou querendo dizer que Marta não contemplava, e sim que Jesus era mais que uma demanda.

Em Gálatas 6.14-16, Paulo passou uma situação interessante. Os judeus queriam que os novos irmãos, como condição para ganhar a Cristo, tivessem que guardar a lei, circuncidar-se, etc.. O que aconteceu com Paulo é muito parecido com o que vejo hoje. Tenho visto que é mais fácil criar instruções para ler, orar e evangelizar como demanda, pois é mais fácil que aplicar a palavra na minha vida. Um irmão diz:
– Estou fraco: Não li a bíblia e não orei.

Ao continuar a conversa, percebo que o problema não é que ele não ora, lê ou evangeliza. O problema é não aplicar estas verdades na vida. João 13.17.

Olhar para Jesus é ter o modelo, olhar para a cruz é ter o “como”. Como ser seu discípulo e tomar a cruz. Quantos de nós já nos sentimos arrasados por não ter conseguido nem ler o salmo 23?

O que faltou na realidade foi aplicar a palavra. Jesus não entra na nossa vida só para ser uma demanda. Quantos de nós já não acordamos às cinco da manhã para orar ou ler a bíblia? Jesus não quer ser uma atividade, uma demanda, mas tenho que orar e ler a bíblia. Quando começo a aplicar Jesus na minha vida Ele deixa de ser uma demanda, João 14.21

Na roda de amigos falamos de tudo: tem a prática de pequenas mentiras, fofocas, desonra às autoridades. A aplicação da verdade de Cristo vem antes das demandas. Não quero dizer que ler e orar não seja necessário. Como podemos manifestar a vida de Cristo se não temos aplicado a Palavra do Senhor em nossa vida? Não há outro caminho, andaremos em religiosidade se não aplicarmos a Palavra em nossas vidas. Enquanto não aplicarmos, Cristo não se manifestará em nós. Não adianta dizer:
– Esta semana eu não orei!

Percebo que isto passou a ser apenas um sacrifício. Deus não quer o sacrifício e sim o prazer. Vejo Jesus orando de madrugada, mas para Ele o Pai não era uma demanda, era uma necessidade. Sem ver o Pai – Ele não falava, sem ver o Espírito Santo – Ele não curava. Tal era a necessidade que o Filho tinha. No final, próximo da morte, Ele dizia:
– Para que o meu gozo esteja em vós!

Hebreus 2.1, para que não fiquemos sem rumo.
Filipenses 3.1. Como cristo se manifestará em nós sem a aplicabilidade da Palavra? Cristo não é peso. Na religiosidade perdemos a graça.

Lucas 14.26-27, 33, Mateus 10.38, 16.24, Marcos 8.34
Sem aplicar isto a nossas vidas, Jesus se tornará um peso para nós, pois é impossível, Ele declarou, ser meu discípulo. Não há exceção.

Aos verdadeiramente discípulos Ele declara:
– Eu me manifestarei a ele. Eu e o Pai vamos morar nele.
A aplicação da Palavra revela Cristo Jesus o Senhor. E ainda: Rios de água viva fluirão da nossa vida. Eu te digo que não sei como isto acontece, mas preste atenção: É muito sutil transformar Jesus em demanda.

O Espírito Santo me revela a Palavra e me guia a toda a verdade. Jesus declara: Eu sou a verdade. Criamos para nós uma gama de tarefas, mas nada disso, sem aplicabilidade da Palavra em minha vida resultará em alguma coisa. Não há outro caminho, Jesus falou.

Mas graças a Deus, que Ele tem uma misericórdia que espera que apliquemos a sua Palavra em nossas vidas. Cruz e Cristo. Palavra e aplicação. Cristo e Cruz.

Entenda: não quero colocar sobre ti mais uma demanda. Com o passar do tempo a pessoa do religioso se torna claro em minha vida. Verei que Cristo é só uma demanda.

Mateus 5, 6 e 7 – Romanos 12-15, Efésios 4-6
Se tua leitura se aplica a estes capítulos e a aplicá-los em tua vida: Amém. Você não precisa ser um estudioso de todo o Novo Testamento. Que Deus nos ajude a aplicar as verdade de Cristo em sua Palavra em tua vida.

Como você conheceu o Um Só Corpo?

  • Inclua outra resposta

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.