Como vencer a síndrome do esfriamento espiritual

A medicina chama de síndrome o conjunto de sintomas que se apresentam numa doença e que a caracterizam. Toda anormalidade física é acompanhada de sintomas que ajudam os médicos a diagnosticar e tratar uma doença. Olhando para os sintomas os médicos identificam o tipo de doença e indicam o melhor tratamento aos seus pacientes. Toda doença tem sintomas. Toda doença tem uma causa. Uma doença não tratada no membro afetado se manifestará depois em todo o corpo. Dizem os especialistas que quanto mais cedo for tratada a causa da enfermidade, mais bem sucedida será a cura. Qualquer que seja a doença, a cura dependerá e muito da disposição do enfermo em desejar a cura, aceitar o tratamento prescrito e lutar pela sua própria restauração.

Entre os crentes existe uma doença muito comum e grave, que debilita o espírito, confina a alma e enfraquece o corpo. É o esfriamento espiritual. Esfriar é abaixar ou perder a temperatura original. É tornar-se frio, insensível, desalentado. É se deixar dominar pelo desânimo. Crente frio é frieza na esperança, é gente sem empolgação e sem entusiasmo. É perda do primeiro amor. É vida sem fervor pelo que antes dava prazer, trazia alegria, tomava tempo, gerava grande interesse. É sair da dimensão do fogo do altar para o gelo do mundanismo.

Observe as graves advertências bíblicas

“Não apagueis o Espírito” (I Tessalonicenses 5.19)
“Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; e se não, brevemente virei a ti, e removerei do seu lugar o teu candeeiro, se não te arrependeres”. (Apocalipse 2.4,5)

Os principais sintomas de uma pessoa que está passando por um esfriamento espiritual, são: Perda do interesse pela vida devocional pessoal, perda de interesse pela salvação de vidas, desinteresse pela obra missionária, abandono da comunhão fraternal, excessivo interesse pelas coisas mundanas e seculares, aguçado espírito materialista, desmotivação com as coisas espirituais, convivência pacífica com o pecado.

Você tem negligenciado a oração particular e a leitura devocional da Bíblia? Suas ocupações domésticas, profissionais e estudantis têm tomado mais do seu tempo do que a sua comunhão pessoal com Deus? A leitura da Bíblia, como Palavra de Deus, não é mais frequente e é menos importante do que a leitura de livros universitários, gibis, roteiros científicos, revistas de TV, jornais e revistas de moda, esportes e atualidades?

Suas orações têm sido mecânicas, impessoais, meras petições tecnicamente memorizadas? Você acha que ganhar vidas para Cristo ou evangelizar as outras pessoas é uma opção para você e não um dever no cumprimento de uma ordem de Cristo aos que o seguem?

Com quanto você contribui com a obra missionária de sua Igreja para que o evangelho chegue a outros povos? Você está disposto a renunciar aos seus projetos pessoais para ir ao campo missionário? Você tem orado pelos missionários e suas famílias?

Sua participação no Corpo de Cristo, a Igreja, na sua expressão coletiva de fé, tem se resumido a esporádicos cultos dominicais, numa relação de superficialidade religiosa?  A Ceia do Senhor na sua simplicidade e profundidade mística não representa mais nada para você?

A busca por posições e reconhecimento social, de prosperidade pela prosperidade e do prazer pelo simples prazer tem tomado o lugar da primazia de Deus no seu coração?

Você já não vive o fervor dos primeiros dias da tua fé em Cristo? Seu ministério virou negócio, show, mera ocupação religiosa, obrigação social, coisa chata e enfadonha?

O pecado foi relativizado? O mesmo se tornou algo comum, relativo e aceitável? O pecado que afronta a santidade de Deus e feriu a Cristo no calvário já não traz para ti nenhum constrangimento?

Então PARE!

Você está esfriando espiritualmente. Isto é grave. Isto tem solução. Reaja! Levante-se! Jogue fora as desculpas! Renuncie aos seus argumentos. Deus não terá o culpado por inocente (Números 14.18). Não abuse da misericórdia de Deus. Busque  o Senhor HOJE com sincero arrependimento antes que sua frieza destrua sua fé e esfrie a vida de outros que estão espiritualmente ligadas a você.

“O fogo sobre o altar se conservará aceso; não se apagará. O sacerdote acenderá lenha nele todos os dias pela manhã, e sobre ele porá em ordem o holocausto, e queimará a gordura das ofertas pacíficas. O fogo se conservará continuamente aceso sobre o altar; não se apagará”. (Levítico 6.12,13)

Textos Bíblicos para leitura e reflexão: Jeremias 2.32 – Josué 1.8 – Jó 42.10 – Romanos 10.13-15 – Salmo 139.23,24 – Hebreus 10.25.

Como você conheceu o Um Só Corpo?

  • Inclua outra resposta

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.