Cidade Bíblica – Ebla

O centro comercial era governado por reis em cujo palácio os arqueólogos italianos encontraram em 1975 o arquivo imperial com mais de 18 mil tabuinhas com caracteres cuneiformes que podem ser datados de cerca de 2400 a 2250 a.C.

Ebla (Tell Mardikh), a 70 km ao sul de Alepo, foi uma cidade-Estado florescente por volta do ano 3000 até 1400 a.C.

O centro comercial era governado por reis em cujo palácio os arqueólogos italianos encontraram em 1975 o arquivo imperial com mais de 18 mil tabuinhas com caracteres cuneiformes que podem ser datados de cerca de 2400 a 2250 a.C.

Parte dos textos está redigido numa língua “paleocananéia” ainda pouco estudada. Os escritos sumérios decifráveis relatam o comércio de madeira, trigo, tecidos e cobre com a Palestina. Também são citadas cidades cananéias como Megido, Laquis, Gaza, Hazor e Urusalim (Jerusalém).

Ainda continua muito controvertida a interpretação de nomes próprios semitas da primeira época tais como Abrama, Ismael, Ischrael ou do nome do rei Ebrum (por volta de 2300 a.C.), a quem os historiadores israelenses pretenderam identificar como Eber, um antepassado de Abraão, já que os hebreus derivam seu nome de Eber (ou Heber).

Texto extraído do Livro “Arqueologia da Bíblia”, de Werner Keller – Editora Folio – 2008

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.