Cidade Bíblica – Amarna

Amarna, no Egito médio, foi a residência do faraó Aquenaton. Além das fundações de templos, palácios e moradias, é possível ver ainda tumbas rupestres de altos funcionários ao pé da montanha.

Amarna, no Egito médio, foi a residência do faraó Aquenaton (1364-1347 a.C.). Além das fundações de templos, palácios e moradias, é possível ver ainda tumbas rupestres de altos funcionários ao pé da montanha.

Os achados mais valiosos foram transferidos para o Cairo e Berlim. Especialmente interessantes são as numerosas tabuinhas com caracteres cuneiformes do arquivo que corresponderia ao escritório de relações exteriores da época.

Em grande parte trata-se de cartas de soberanos da Ásia Menor, que se queixavam com palavras comoventes das caóticas condições do império dos hititas, que ia aumentando, assim como da passividade de Aquenaton quanto à política externa.

Não sabemos se esses escritos foram respondidos; em todo caso, a ajuda financeira ou militar solicitada do Egito não chegou.

Texto extraído do Livro “Arqueologia da Bíblia”, de Werner Keller – Editora Folio – 2008

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.