Avaliando a Vida

Ao final de um ano muitos de nós gostamos de refletir sobre como usamos nossas vidas. Foi proveitoso este ano? Tudo o que fiz foi realmente para a glória de Deus ou ainda tenho buscado antes meus próprios interesses?

O Salmo 90 diz que “tudo passa rapidamente e nós voamos”. Tiago 4.14 nos pergunta: “Que é a vossa vida? Sois apenas como neblina que aparece por instante e logo se dissipa”. Jesus disse que estamos no mundo, mas não somos do mundo e Paulo afirma: “…os que se utilizam do mundo, como se dele não usassem porque a aparência deste mundo passa” (1 Co 7.31).

Diante de tão sérias afirmações, devemos sempre indagar, questionar, inquietar-nos, positivamente, sobre qual o verdadeiro propósito de nossa vida. Já sei que não nasci por acaso. Já sei que Deus me criou uma vez e me fez nascer uma segunda vez, porque Ele tinha um plano bem claro para minha vida. Já sei e estou convicto que sou um de seus filhos amados e tenho uma missão a cumprir nesta terra.

Um propósito com alvos

Se você sente que não tem cumprido muito bem o plano de Deus para sua vida e tem o sincero desejo de agradá-lo, lanço aqui algumas perguntas que poderão ajudar:

  • Se o maior propósito de Deus é tornar-me semelhante a Seu Filho, que alvos concretos estou colocando sempre diante de mim?
  • Estou santificando minha vida nas áreas em que Ele me toca (SANTIFICAÇÃO)?
  • Estou colocando como prioridade a comunhão com Ele diariamente (ADORAÇÃO)?
  • Estou esforçando-me para levar a salvação aos perdidos (EVANGELISMO)?
  • Estou, sinceramente e com amor, servindo e suprindo meus irmãos em suas necessidades diárias (SERVIÇO)?

Que Deus fortaleça cada amado irmão e irmã enquanto perseveram na caminhada com Ele.

Como você conheceu o Um Só Corpo?

  • Inclua outra resposta

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.