Apaixonados e Fervorosos de Espírito

“No zelo não sejais remissos; sede fervorosos de espírito servindo ao Senhor” – Romanos 12:11

“Ora, chegou a Éfeso certo judeu chamado Apolo, natural de Alexandria, homem eloqüente e poderoso nas Escrituras. Era ele instruído no caminho do Senhor e, sendo fervoroso de espírito, falava e ensinava com precisão as coisas concernentes a Jesus, conhecendo, entretanto somente o batismo de João.” Atos 18:24-25

 

Apolo não sabia tudo, mas marcou sua geração por proclamar o Evangelho com fervor e paixão. O que faz diferença em uma pessoa e em um ministério – em tudo que ela faz – é o fervor e a paixão com a qual realiza todas as coisas.

Paixão e fervor são a força motriz de um coração que quer servir a Deus.

Por que nos falta fervor e paixão?

Quando deixamos que coisas preciosas se tornem comuns e sem valor.

  • Ministério
  • Vida familiar

Estratégia do diabo: tirar ou depreciar o valor do que é precioso para Deus

Definir valores:

– Quando começamos a depender de motivações externas (2 Coríntios 4:18);
– Quando queremos aceitação e aprovação;
– Retorno financeiro;
– Valorizamos o exterior mais do que a presença interior de Deus;
– Vivemos em uma sociedade apática – (Romanos 12:1) Não vos conformeis com este século;
– Perda da iniciativa;
– Perda da criatividade;
– Dificuldade de desenvolvimento;
– Apatia cresce com a idade;
– Não termos os alvos bem definidos de Deus à nossa frente;
Propósito do Senhor projetado em nossa mente e coração;
– O Reino de Deus como prioridade;
– As promessas de Deus para nossa vida;
– Israel em Números 13 e 14 – perdeu a visão do alvo quando olhou para as dificuldades;

O poder do fervor e da paixão

Por que são tão importantes? E o que promovem em nós?

– É o primeiro passo para qualquer realização;
– Na nossa vida prática;
– Ministério – pessoas bem sucedidas no reino são apaixonadas;
– O exemplo de Jesus – João 4:34 – (minha comida e bebida);
– O exemplo de Paulo – 2 Coríntios 11:24;
– O que mais quero ver na vida dos que trabalham comigo é este fervor e esta paixão por Deus e pelo Seu reino;
– Paixão desenvolve a força interior de uma pessoa;
– Ativa nosso potencial (como você aguenta?);
– Aumenta o potencial existente;
– Paixão muda as vidas de outras pessoas ao nosso redor;
– Uma vida vivida com paixão muda e motiva as vidas ao meu redor;
– A paixão muda minhas prioridades;
– O que queima por dentro faz a diferença por fora (fogo);
– O exemplo de Jesus;
– O exemplo dos discípulos;
– A paixão faz o impossível tornar-se possível;
– Nossos sonhos e projetos;
– Nossas realizações;
– Minha paixão por Deus me protege do erro, do pecado e do tropeço;

Como ter uma vida de fervor e paixão

– Creia que paixão é algo decisivo em sua vida e é o que Deus quer para você;
– Reativando inteiramente sua comunhão com Deus – é o princípio de tudo João 4:23 – – Vida de adoração;
– Ore para ser apaixonado e fervoroso – Deus não rejeita oração;
– Identifique diante de Deus tudo que lhe rouba fervor e paixão;
– Rompa com todo o pecado;
– Retorne ao primeiro amor. Apocalipse 2:4 – abandonaste o teu primeiro amor em todos os níveis: familiares, ministeriais, sonhos, carreiras e principalmente Deus;
– Ative seus dons diante de Deus. Ef 4.8 – Deus deu dons aos homens;
– Identifique seus dons (descubra quais são);
– Santifique-os ao Senhor;
– Submeta-os a palavra, aos líderes e ao corpo;
– Busque a unção específica para seus dons;
– Comece a otimizá-los diante de Deus:

  • Direcionando-os
  • Prosperando–os
  • Utilizando-os

Frustração começa quando alguém opera fora de seus dons e capacidades naturais.

Quando um dom é bem ativado em uma vida, os outros, que as vezes nem aparecem, começam também a prosperar. Não esqueça o que Deus fez por você – lembre-se diariamente – Números 13 e 14

Ex: O povo no deserto – perdeu o alvo e a visão da terra

  1. Apatia
  2. Medo
  3. Insegurança
  4. Falta de compromisso

Associe-se com gente fervorosa e apaixonada por Deus e pelo Seu reino. Rejeite o desânimo e os desanimados. Ex: Neemias na reconstrução dos muros

Onde colocar o fervor e a paixão

– Na comunhão com Deus (no eterno) – 2 Coríntios 4:18;
– No Reino de Deus – Intercessão, semeadura, colheita e cuidado de vidas – Lucas 12:33 e 34;
– Em nossa família – em seus pais, esposa e filhosEfésios 5: 25 a 28;
– Em preparar a próxima geração – Mateus 28:18 e 19;
– Em nosso chamado;

Inspirado em uma palestra de John Maxwell

Como você conheceu o Um Só Corpo?

  • Inclua outra resposta

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.