A religiosidade e o Propósito de Deus

Quando falamos com outra pessoa, assistimos TV, ouvimos rádio ou atendemos o celular devemos saber que existem ondas que fazem estes aparelhos funcionarem e que nos fazem ouvi-los. Do mesmo jeito que não enxergamos estas ondas, o mundo espiritual é algo tão verdadeiro e real quanto tais ondas apesar de não enxergarmos com nossos olhos.
Existem batalhas espirituais que não conseguimos ver e que influenciam nosso mundo natural, a nossa vida.
Não é querer inventar algo que não exista, mas está na palavra em Efésios 6:13 – “pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniquidade nas regiões celestes.”.
Existem forças espirituais dominadoras deste mundo e às vezes esquecemos isto.

Às vezes nos perguntamos:

– Por que ele não entende o que falo? – “Sei lá, porque ele é burro”
– Por que ela reagiu desta forma? – “Ela é muito ignorante!”
Não podemos ignorar o mundo espiritual.
Vemos em Daniel um exemplo desta influência
“Então me disse: Não temas, Daniel; porque desde o primeiro dia em que aplicaste o teu coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, são ouvidas as tuas palavras, e por causa das tuas palavras eu vim. Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; e eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu o deixei ali com os reis da Pérsia.” – Daniel 10:12-13
É um fato! A vida espiritual existe e influencia este mundo natural.
Ezequiel 28:12-18 e Isaías 14:12-15 – Estes textos falam da saída de Lúcifer do paraíso. Vemos que 1/3 dos anjos foram expulsos porque um deles quis ser igual a Deus, a criatura quis ser igual ao criador. Lúcifer disseminou um desejo de uma criatura ser igual ao criador.
Desde a época em que foi expulso, Lúcifer recebeu o nome de Adversário, Diabo, Satanás e passa 24 horas por dia tentando arrumar alguma maneira de tentar parar a obra do Senhor.

Onde percebemos essas interferências?

Tem dias que acordamos mal-humorados!
– Mas, eu fui dormir bem ontem! Teve um grupo familiar na minha casa e foi uma bênção. Por que eu acordei assim?
Às vezes alguém fala uma besteira conosco, geralmente uma brincadeira simples e nos inflamamos e pensamos – “Por que ele falou isso de mim?!”

Estamos em uma guerra!

Nas investidas de Satanás não existe limites, vale tudo! E ele começou a investir com Adão e Eva, depois o povo de Israel e até o próprio Jesus (o diabo tentou Jesus de várias maneiras em todo o tempo que Ele esteve na terra), mas apesar disso, o propósito de Deus não se abalou e nem vai se abalar. O Reino de Deus já está sendo estabelecido. A palavra diz que Deus vai destruir Satanás com um sopro.
Para tentar atrapalhar o propósito de Deus, o diabo investe em nossas vidas.
A tentativa de atrapalhar e de não fazer o propósito de Deus começa com os incrédulos.

“nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus.” – 2 Coríntios 4:3

Muitas pessoas antes de se converterem devem ter ouvido muitas coisas a respeito de Deus e do seu propósito, mas as desprezaram juntamente com as pessoas que falaram e depois de entenderem o propósito comentam: “como eu não via e não entendia estas coisas!”
É de se espantar como pessoas esclarecidas acham coisas absurdas tão normais!
Ex.: Vemos nas novelas casais se separando, filhos matando pais, pessoas se drogando e o público achando normal e aceitando tais coisas como verdade.
Essas pessoas não conseguem ver que caminham para um abismo. A palavra diz que as pessoas estão cegas, não conseguem enxergar os enganos em suas vidas.
Até mesmo os que estão caminhando no propósito são alvos de investidas do diabo para impedir o progresso do Reino de Deus em suas vidas.
Sede sóbrios, vigiai. O vosso adversário, o Diabo, anda em derredor, rugindo como leão, e procurando a quem possa tragar; ao qual resisti firmes na fé, sabendo que os mesmos sofrimentos estão-se cumprindo entre os vossos irmãos no mundo.” – 1 Pedro 5:8-9

Tiago 4:7 – A palavra é RESISTIR!

Um dos textos que falam sobre as tentações de Jesus, Vemos que o diabo investiu contra a vida de Cristo mas ele foi exemplo de resistência, porém o diabo esperou ocasião oportuna para tentar novamente.
“Assim, tendo o Diabo acabado toda sorte de tentação, retirou-se dele até ocasião oportuna.” Lucas 4:13
A luta é essa: “Se sou do Senhor, ele tenta me derrubar, se não sou, ele tenta me cegar.”
Uma das tentativas do inimigo de parar o Reino:
A religião ou o espírito de religiosidade.
Essa estratégia é considerada uma carta na manga. Para algumas pessoas incrédulas, o diabo consegue proliferar um engano de que Deus não existe. Pessoas passam a viver como se Deus não existisse mas, a maioria das pessoas creem que Deus existe e tem fé, muita fé. E o diabo tentando enganar estas pessoas, coloca em suas cabeças a ideia de que a religião é uma maneira de agradar a Deus à sua própria maneira. O homem decidindo por si só como agradar Deus.
A ideia principal do religioso: “Deus existe mesmo, ele é o criador e é forte, mas não precisa levar tão a sério o que Ele fala, quem deve levar tão a sério são as pessoas que são muito espirituais e escolhidas por Deus, os pastores, os diáconos…”
Isto é a religiosidade que tem impregnado a vida da maioria.
A religião pode ser comparada a uma pessoa que foi ao médico que receitou um remédio para baixar o colesterol, essa pessoa compra o remédio, toma regularmente, tem certeza de que vai se curar, quando menos espera tem um infarto! No fundo o remédio não faz efeito por ser falso.

Frases características do religioso:

– Eu creio em Deus!
– Eu sou uma pessoa de muita fé!
– O importante é crê em Deus!
– Eu não sou uma pessoa tão ruim, eu não bebo, não fumo, não matei!

A palavra diz: ai daqueles profetas que dizem paz quando não há paz!
Todos correm o risco de estar tomando remédio falso! Corremos risco de estar achar que estamos agradando a Deus e no fundo estamos sendo religiosos.

Pode alguém ofertar a Deus e Ele rejeitar?

Normalmente quando alguém recebe de presente algo que não gosta, recebe mesmo que não vá utilizar.
Como sabemos se estamos nesta situação?
“Conheceu Adão a Eva, sua mulher; ela concebeu e, tendo dado à luz a Caim, disse: Alcancei do Senhor um varão. Tornou a dar à luz a um filho – a seu irmão Abel. Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra. Ao cabo de dias trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor. Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura. Ora, atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta, mas para Caim e para a sua oferta não atentou. Pelo que irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante. Então o Senhor perguntou a Caim: Por que te iraste? e por que está descaído o teu semblante? Porventura se procederes bem, não se há de levantar o teu semblante? e se não procederes bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo; mas sobre ele tu deves domina” – Gênesis 4:1-7
Temos a oferta que Caim entregou ao Senhor e Ele prontamente rejeitou sem considerar seu esforço.

Outros exemplos:

Isaías 1:11-15 – Agora uma nação inteira é rejeitada justamente com suas ofertas que são chamadas por Deus de vãs.
Atos 5:1-11 – Ananias e Safira morrem após ofertarem à Deus.
O próprio Jesus fala que podemos não estar agradando à Deus
“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitos milagres? Então lhes direi claramente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.” – Mateus 7:21-23
Em nenhuma momento Jesus contesta os milagres que realmente aconteceram mas tudo isso não era suficiente. O foco é “aquele que faz a vontade de meu pai – a vontade de Deus”.
Não importa se existe placa de denominação, se usa paletó, mas se estas coisas são da vontade de Deus ou não!
2 Tessalonicenses 1:5-10 – A volta do Senhor e o juízo eterno

Temos duas classes:

As que não conhecem a Deus.
Aqueles que conhecem a Deus, mas que não obedecem ao evangelho sofrerão consequência: “sofrerão penalidade de eterna destruição banidos da face do Senhor e da glória do seu poder”.
Como ficar tranquilo diante de um texto desse?
Todos querem ver a face de Deus, mas para isso precisam fazer a vontade dele. Não tem como ser diferente!
Deus é muito duro? Não, ele é claro!
No fim vai ser feito uma pergunta: Você fez a vontade de Deus sim ou não? Portanto, para fazer a vontade de Deus precisamos saber qual é sua vontade!
“Portanto, vede diligentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, usando bem cada oportunidade, porquanto os dias são maus. Por isso, não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor.” – Efésios 5:15-17
“Por esta razão, nós também, desde o dia em que ouvimos, não cessamos de orar por vós, e de pedir que sejais cheios do pleno conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e entendimento espiritual.” – Colossenses 1:9
Pra começar a entender a vontade de Deus, precisamos saber que ela é boa perfeita e agradável (Romanos 12:1-2). Podemos não entender a vontade de Deus mas sabemos que ela é boa, perfeita e agradável.

A vontade do Senhor se manifesta em nossa vida basicamente de duas maneiras:

1 – de maneira geral para todas as pessoas em todas as épocas.

1 Tessalonicenses 4:3-7 – andar em santidade;
Mateus 28 – Fazer discípulos, gerar vida;
Efésios 5:25 – marido amar a esposa;
Efésios 5:22 – mulher submissa ao marido;
Efésios 6:1 – filhos obedecerem aos pais;
Outros exemplos – perdoar, submeter ás autoridades, pagar impostos.

2 – de maneira específica a cada pessoa.

Existe também a vontade específica para cada vida onde não encontramos um texto específico na palavra, mas é falado pelo Espírito Santo a cada um e que nunca vai de encontro a vontade geral.
Ex. A palavra de Deus diz que o homem deve ser marido de uma só mulher e que o casamento é para toda a vida, porém jamais o Espírito dirá “se separe dessa mulher porque a mulher que eu quero é aquela outra”.
Exemplos claros de que o Espírito Santo expressa sua vontade.
Efésios 1:1 – Paulo era apóstolo de Cristo pela vontade de Deus.
Atos 13:1-3 – A vontade de Deus para Barnabé e Saulo era ir às cidades, e para os outros era para permanecer em Antioquia. e ainda assim oraram, jejuaram, impunham as mãos e em seguida foram.
A vontade de Deus varia de pessoa para pessoa, não podendo existir comparação nem disputa, então Precisamos saber o que Deus quer pra nossa vida.
“Vendo, pois, Davi que Saul saíra à busca da sua vida, esteve no deserto de Zife, em Hores. Então se levantou Jônatas, filho de Saul, e foi ter com Davi em Hores, e o confortou em Deus; e disse-lhe: Não temas; porque não te achará a mão de Saul, meu pai; porém tu reinarás sobre Israel, e eu serei contigo o segundo; o que também Saul, meu pai, bem sabe. E ambos fizeram aliança perante o Senhor; Davi ficou em Hores, e Jônatas, voltou para sua casa.” – 1 Samuel 23:15-18
Naturalmente Jonatas era para ser o rei mas pela vontade do Senhor ele passou seu trono para Davi.
Leia também Deuteronômio 29:29
Todos têm um lugar no corpo e independentemente de qual seja este lugar, devemos fazer a vontade de Deus.

Culto ministrado por Paulo Santiago – Cabugá

Como você conheceu o Um Só Corpo?

  • Inclua outra resposta

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.