A ordem que Jesus nos deu

Textos base:

“E, aproximando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. 19 Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; 20 ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.” – Mateus 28:18-20

“Por último, então, apareceu aos onze, estando eles reclinados à mesa, e lançou-lhes em rosto a sua incredulidade e dureza de coração, por não haverem dado crédito aos que o tinham visto já ressurgido. 15 E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura. 16 Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.” – Marcos 16:14-16

Quero começar fazendo algumas perguntas para provocar os irmãos a pensar mais do que normalmente pensam.

1 – Nestes 2 textos, quem está falando?

– jesus, o que tem toda autoridade, o autor da vida.

2 – Pra quem ele está falando?

– naquele momento para os 11 discípulos, mas pelo espírito, para nós tanbém

“Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as grandezas daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;” – 1 Pedro 2:9

3 – Qual é a ordem?

– preguem o evangelho a toda criatura, batizem os que crerem e ensinem eles a guardarem – que quer dizer ‘obedecer’ – todas as coisas que tenho ordenado.

4 – O que deve ser pregado?

– o Evangelho do Reino de Deus que é composto por duas partes:

  1. Anunciar a vida e obra de jesus;
  2. Chamar as pessoas ao arrependimento.

Tendo recebido o anúncio da vida e obra de jesus e em seguida chamar as pessoas para o arrependimento. E o que é arrependimento? É mudança de atitude e essa mudança é deixar de ser independente para ser dependente de Deus.

O chamado é um chamado para deixar de fazer a própria vontade, mas este chamado só terá sentido se houver anúncio da vida de Jesus. Se não for assim, não faz sentido entregar a vida para alguém que não se conhece.

Porque entregar a vida a jesus?
– ele me ama
– ele morreu por nós

A mensagem a ser pregada não é: deixe de roubar, não minta, não traia sua esposa… estas coisas fazem parte do ‘guardar’ as coisas que ele ensinou.

5 – Qual o poder para cumprir esta ordem?

poder do Espírito Santo.

No retiro de páscoa, Jorge Himitian falou sobre o legado de Jesus e naqueles dias quando ele ministrava sobre a videira e os ramos em João 15, ele nos lembrou que a frutificação não é ativismo que sai por aí na sua vontade ou força para obedecer a uma ordem, a frutificação é fruto de uma comunhão intima com Jesus e ele lembra isto citando:

“Eu sou a videira; vós sois as varas. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.” – João 15:5.

Então poder para cumprir a ordem de Jesus é andar em comunhão com jesus.

Tudo que vimos até o momento é uma base preciosa para nós, mas existem detalhes que deixamos passar desapercebido e este detalhe pode comprometer tudo. O primeiro detalhe está no ‘ide’. Esta ordem está nos dois textos, mas o que Jesus está dizendo parece tão pequeno, Jesus está dizendo que há uma ação e responsabilidade que é nossa, Jesus diz: ‘Você precisa ir ao encontro das pessoas’.

Parece que quando percebemos esta ordem de ‘ir’, aparecem várias dificuldades: ‘não sei falar’, ‘nao sei o que falar’, ‘meu ministério é outro’, ‘isto é para os evangelhistas’,… Estes pensamentos surgem do nada, e tem a intenção de bloquear uma ordem clara dada por Jesus, então estes pensamentos de indisposição, falta de vontade, que muitas vezes gostamos nos faz esquecer do que jesus disse, e aí não fazemos nada, ou quase nada. Para pregar o evangelho, temos que ir, senão não acontece nada.

Às vezes nós até vamos, mas quando vamos o que fazemos? Falamos de coisas que Jesus nao mandou falar, ‘Deus tem um propósito na tua vida’, ‘Deus quer te abençoar’, ‘chamamos para nossa reunião’.

Ivan Baker fala de 3 características de pessoas que estão no mundo.

1 – Estão presos

“O Espírito do Senhor está sobre mim, porquanto me ungiu para anunciar boas novas aos pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos, e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos” – Lucas 4:18

2 – estão cegos

“nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus.” – 2 Coríntios 4:4

3 – estão mortos

“Ele vos vivificou, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados” – Efésios 2:1

Pode um preso ou morto se mover em liberdade? Pode um cego enxergar algo? Muitas vezes dizemos: ‘venham ao nosso culto’. É claro que existem pessoas que foram convidadas a um culto se converteram, mas quantas que foram convidadas vieram? Convidamos sem pregar o evangelho.

Porque nao vieram? cego, morto ou preso.

A ordem é:
o que está livre, vá até o preso e liberte
o que enxerga, vá ao que está cego e o ajude a enxergar
o que está vivo, vá ao que está morto e dê a vida

Jesus se moveu de cidade em cidade, de aldeia em aldeia pregando o evangelho do reino e ensinando. Ele foi onde estava o pecador e disse: ‘vinde a mim’, ‘arrependa-se’.

Em pentecostes, Deus derrama o seu poder sobre a igreja e a partir daí eles saíram. Apartir daí o evangelho saiu para as ruas. Naquela época, os discípulos iam onde as pessoas estavam reunidas. Não vemos nenhum esforço da igreja primitiva em gastar tempo, esforço ou dinheiro para convencer as pessoas a irem para um lugar que eles tivessem escolhido, pelo contrário, eles saíam às ruas pregando o evangelho.

Eles faziam isso porque eles tinham o coração cheio da vontade de Deus, o ‘ide’.

Não precisa ter medo ao pregar o evangelho, dificilmente seremos mortos por isso, mas naquela época, eles eram presos e alguns eram mortos.

É preciso de um seminário ou estudo para entender a ordem ‘ide’? A ordem é simples, mas o que acontece é que eles receberam com o coração simples e quebrantado.

Às vezes pensamos assim: ‘preciso de uma confirmação’.

O que preciso fazer?

Duas coisas são necessárias, a primeira é o arrependimento pois estamos desobedecendo. Se estamos desobedecendo precisamos de arrependimento. Segundo, precisamos de decisão, agir e fazer aquilo que nosso mestre nos mandou fazer.

Já ouvi falar de pessoas que conheceram a Jesus ao ler a bíblia ou um folheto, mas a maioria se converteu ouvindo a palavra de Deus. Pregar o evangelho, além de uma ordem do Senhor pra nós, é dar a outra pessoa a oportunidade de uma eternidade com Deus, pregar o evangelho é isso. Pregar é dar a possibilidade de mudar sua eternidade.

Nós somos fiéis depositários da mensagem de Deus, embora escrita, precisamos falar, pois a fé não vem por ler e sim por ouvir. Quantas vezes estamos olhando primeiro para nossa necessidade. Não falta oportunidade para pergarmos, falta obediência.

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.