A apostasia dos últimos dias

2 Tessalonicenses 2:3 e 2 Timóteo 3:1-13

Não é exagero e nem alarmismo. Condiz com o que está escrito na palavra. Confirmando isto, temos: Mateus 24:9-12 (Jesus) e 1 Timóteo 4:1-2 (Paulo). Paulo apenas escreveu, quem afirma é o Espírito Santo. Haverá apostasia por “obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios”. E ainda diz que “o amor de quase todos esfriará”. “Quase todos” é preocupante. “Quase todos” é muita gente! Apostatar diz respeito as pessoas que conheceram a fé em Jesus, e que por questões outras decidem prosseguir por outro caminho. Os incrédulos não apostatam. Isto diz respeito à igreja.

Duas verdades

Primeira coisa: Deus não tem interesse em que o homem morra e vá para o inferno, Ezequiel 33:11, João 3.16. Deus não se alegra e não se satisfaz com a punição dos perversos. E não porque isto é dito por mim, e sim porque está escrito. Infelizmente a fé de muitos não está baseada na palavra. “Examinai as escrituras”, disse Jesus (João 5:39). Os texto de 1 Timóteo 2:3-4 e 2 Pedro 3:9 também confirmam isto.

Deus não tem vontade nem o desejo de que as pessoas apostatem da fé, mas diz que isto vai acontecer. A mentira de Satanás ao homem, igual à primeira dita a Eva, é que Deus “não cuida, não ama e não quer o bem”. O que, é claro, não é verdade.

Como ter certeza que Deus não tem prazer na morte do ímpio? Marcos 16:15-16 – Ele nos mandou ir e pregar a toda criatura, pois quem crer seria salvo por Ele. E João 3:16-17, este amor foi de tal maneira, que deu o seu filho (não foi a sua palavra).

Segunda coisa: A noção de Deus acerca do mundo é bem diferente da nossa. Talvez ainda pensemos que há alguma coisa boa no mundo, mas Deus não vê nada de bom neste mundo.

Se for assim por que Jesus nos diz que muitos se perderão?

O problema de muitos cristãos é a seletividade de sua fé. Aceitamos aquilo que gostamos e rejeitamos aqueles textos que indicam o que em nossa vida não agrada ao Pai, João 3:18; Lucas 9:23. Se Deus deseja que todos os homens se arrependam, por que isto não ocorrerá? Por que ele diz que muitos apostatarão? Mateus 7:13-14. Embora Deus deseje a salvação do homem, Ele não pode fazer isto pelo homem.

Muitos pensam que sua conversão é para sempre e se baseiam numa oração feita no dia de sua conversão.
Baseiam-se na fé que um dia manifestaram na sua conversão. E então porque Deus fala da apostasia? A questão é que as pessoas não entendem o que é de fato o crer.

Crer: Definição, seus frutos, uma necessidade e o caminho – O que é crer? Será que crer é apenas acreditar? Ser salvo não é um sentimento. O crer da bíblia não é apenas acreditar, ele conduz a mudança no modo de viver. Não há fundamento bíblico em um crer que não produz uma nova vida, Mateus 7.16-20. Toda árvore que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo.

Temos que produzir bons frutos.

Textos que atestam esta verdade: 2 Pedro 3:14 (procurar com diligência ser achado imaculado e irrepreensível), 1 Pedro 1.22 (purificado pela vossa obediência a verdade), Tiago 1:22 (praticantes, senão estaremos enganando a nós mesmos) e Romanos 16:25-26 (para a obediência por fé).

O crer da bíblia não é uma impressão nebulosa (que parece existir, mas quando chegamos perto se desfaz como fumaça). Ela transforma o viver, é como fruto de uma árvore, pode ser medido, é palpável, é quantificável.

– Qual é o fruto do crer? A fé que a bíblia fala é uma fé que vive. É para que o mundo veja as suas boas obras. É o mundo observando com os olhos, notando a diferença.

Esta é a fé bíblica. Esta fé nos conduz a isto, a uma mudança do modo de viver, a uma diferença do mundo.

– O que é necessário? Não podemos dizer que faremos apenas uma oração e se resolverá. Não podemos confiar apenas na palavra de alguém, e sim na confirmação do que diz o Espírito Santo ao nosso coração.

2 Coríntios 13:5a – “examinai se realmente estás na fé”. Não fala de sentimento, se eu acho que estou na fé. O que Paulo quis dizer é o seguinte: a minha vida é realmente diferente do mundo? Aí surge um problema: estou me comparando com outros ditos “cristãos” ou com a palavra de Deus. O “examinai” não é para me comparar com outros, é para me comparar com a palavra. Esta é a medida.

Exemplos: como é meu relacionamento no trabalho? Como é meu relacionamento com os meus pais?

Jovem, como está o seu namoro?

– A palavra nos fala apenas de dois caminhos, e nos orienta a entrar pela porta estreita e a seguir pelo caminho estreito. Até quando dá para ir encolhendo a santidade? A bíblia chama isto de caminho espaçoso.

Por exemplo: as roupas que usamos. Aí alguém pode dizer que é uma condição da moda. Mas a palavra diria que é uma condição de caminho.

Moças, a tua roupa acentua o teu rosto ou o teu corpo?

Qual a base de comparação confiável: os outros ou as escrituras?

Naquilo que fomos reprovados pela palavra de Deus (a mesma palavra que diz que Deus não quer que ninguém se perca), a bíblia nos vem falar de escolha, de decisões. O fruto será a parte visível desta decisão.

Nisto que eu for reprovado pela palavra, eu tenho a alternativa que a própria palavra me dá, que é:

Arrependei-vos. Não são canções. Jeremias 6:16 diz “andai por ele (o bom caminho) e achareis descanso para as vossas almas”. O descanso e a paz são consequência do obedecer à palavra. Se a palavra te reprova, volte a andar pelo caminho do Senhor. Arrependa-se e confesse. Tiago 4:7-10

Se temos andado entristecidos, talvez a solução não seja uma boa música e sim se arrepender. Se há tristeza, talvez seja a atuação do Espírito Santo nos convencendo do nosso pecado. Pois, “se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os nossos pecados (…)”, 1 João 1:5-10. Precisamos de arrependimento e confissão. Confissão a Deus e ao corpo, Tiago 5:16.

– O que fazer primeiro? Examinar, 2 Coríntios 13:5 e Jeremias 6:16. Em segundo lugar é arrepender-se, depois é a confissão. No caminho estreito não é como eu quero, é como Deus determinou!

Finalmente restaurar a comunhão com o Senhor. Isto é algo em que precisamos nos esforçar. O mesmo Jesus que disse que a fé esfriaria, também diz que aquele que perseverar até o fim será salvo, Lucas 21:19.

A chave da vida transformada.

A chave para a vida transformada é comunhão com Cristo, 2 Coríntios 3.18. Contemplar o Senhor, ter intimidade com Ele. Intimidade e comunhão requerem tempo. Contemplar Jesus é gastar tempo (em oração, por exemplo) em cima da revelação de Deus acerca do seu filho. Assim, qualquer homem será transformado à sua imagem pelo Espírito Santo. Não é algo que podemos operar em nós, mas é o colocar-se ao alcance do Senhor. Embora Deus seja soberano, Deus só pode em minha vida aquilo que eu permitir. Por isso se diz:

“Buscai”. Se eu o buscar eu o alcançarei. Temos, então, a nossa parte e a parte de Deus. Mas, no que cabe a Deus já está decidido: ele não quer que ninguém se perca. Diz em Jeremias, buscar-me-eis e me achareis, e não “talvez me achareis”, Jeremias 29.13. Buscar de todo coração fala de todo o esforço.

– A fé não é complicada. Diz que a fé vem pelo ouvir a palavra de Deus. Não é uma pregação. Podemos fazer isto em casa lendo em voz alta o texto da palavra. Enquanto fazemos isto pode haver acusações e sentimentos. Mas perseveremos, pois aquele que perseverar até o fim será salvo. Meditando a respeito de Jesus e exercitando a confiança haverá transformação mesmo!

Não quer dizer que seremos impecáveis, mas também está escrito: “Vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne”, Gálatas 5.16-17; 6.7-8.

Conclusão

Finalmente, em Hebreus 12.1-2 diz: “desembaracemos do pecado, corramos com perseverança a carreira que nos está proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador de nossa fé”. De onde vem a fé? De Jesus.

Qual é o instrumento que faz a fé vir a nós? O ouvir a palavra de Deus.

A fé produz um fruto que é visível, Tiago 2.14-26. Quando nos colocamos ao alcance dEle, Ele gera esta fé em nós.

Não faz diferença como alguém me vê, mas faz toda a diferença como Deus me vê.
Então, “limpemos as mãos”, Tiago 4.8, e nos apresentemos diante dEle. Comecemos aqui. Não é para depois, é para agora.

Compartilhe com seus irmãos e amigos


ou copie este link e envie para seus contatos

Seja o primeiro a comentar!



* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do site e passarão por aprovação do administrador.